Brahmanismo – Conceito, o que é, Significado


Os conquistadores arianos que ocuparam o território da Índia propagaram a religião brahmânica ou brahmanismo. Do ponto de vista histórico, esta religião é a versão antiga do hinduísmo. Seus livros sagrados são os Vedas, que datam de 1500 a 800 a. C. Trata-se de uma religião politeísta onde também se idolatram as diversas forças da natureza. Os sacerdotes são conhecidos como brâmanes.

Suas principais divindades são Brahma, Vishnu e Shiva
Brahma é a principal divindade e a essência de tudo o que existe no universo. Ao mesmo tempo, é o pai de todos os deuses. De acordo com os relatos védicos, em sua origem, os deuses eram mortais, mas Brahma os tornou imortais.

Vishnu é o deus que simboliza a bondade e a preservação do indestrutível dentro de um mundo mutante. Nos Vedas, afirma-se que o estado de consciência mais elevado nos seres humanos está inspirado pela presença de Vishnu.

Shiva é a divindade associada à ordem da natureza. Ao mesmo tempo, é ela quem governa as forças sobrenaturais que vão além da razão humana. Com sua força marca o curso do tempo e destrói tudo para que voltar a renascer. É o deus do conhecimento que serve de inspiração aos grandes mestres do hinduísmo.

Crenças e valores
Os praticantes desta religião promoviam o amor e o respeito a qualquer forma de vida. Rejeitavam a agressividade e a violência em qualquer uma de suas formas. Embora aceitassem o divórcio e a poligamia, não aprovaram o adultério. Seus seguidores levavam uma vida humilde onde o mais importante era o respeito aos idosos e aos doentes.

Os brâmanes promoviam valores éticos estritos e por este motivo estava proibido o jogo, o lucro e a crueldade contra os animais. Do mesmo modo, a embriaguez, o suicídio, a ganância e o comportamento agressivo eram mal vistos. Muitos seguidores do brahmanismo praticavam um ascetismo baseado no jejum, na castidade e na vida austera. Entre eles era habitual o autocastigo físico e a prática da ioga.

O karma e a visão da alma
No brahmanismo, acreditava-se profundamente na existência do karma. Neste sentido, o karma funciona como uma lei que rege todas as ações. Assim, se fizermos o bem, receberemos coisas boas e se fizermos o mal coisas negativas acontecerão. Em outras palavras, o karma positivo gera felicidade e paz e o karma negativo causa dor e sofrimento. Consequentemente, o único meio para alcançar a felicidade é fazer o bem e evitar o mal.

Da mesma forma, no brahmanismo, acredita-se na reencarnação da alma humana. Assim, a alma se encontra em um processo de aprendizagem permanente e se realizarmos boas ações reencarnaremos em um ser superior.

Pelo contrário, se levarmos uma vida inspirada em um karma negativo, a próxima reencarnação do espírito será em um corpo inferior (por exemplo, um animal). Sua visão de alma está conectada com o sistema de castas, pois através das boas ou más ações realizadas durante a vida é possível subir ou descer de categoria social em uma próxima reencarnação.

Imagem: Fotolia. apichon_tee

… Via conceitos.com: https://conceitos.com/brahmanismo/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s