A VISÃO VÉDICA DA FELICIDADE


 
Se achamos que a felicidade vem com mais e melhores experiências, mais e melhores relações, mais e melhores objectos, é porque ainda não percebemos a intrínseca limitação do mundo: o mundo é impermanente por natureza, muda a todo o momento. Assim, qualquer felicidade que o mundo nos ofereça será sempre limitada, terá sempre um início e consequentemente um fim. Esta não é a felicidade que procuramos. Se a felicidade permanente não se encontra no mundo então onde está?
A solução que o Yoga nos apresenta é: nós já somos completos! Apenas não o reconhecemos graças à ignorância. E se a causa do problema é a ignorância, a solução só pode ser o conhecimento. Que conhecimento? O auto-conhecimento, o conhecimento do Eu.

Este conhecimento é encontrado nas escrituras mais antigas da humanidade: os Vedas. A época em que os Vedas foram compostos não é certa, julga-se terem bem mais de cinco mil anos, apesar de só terem sido passadas para o papel mais tarde. E é nestas escrituras que encontramos pela primeira vez o Yoga. O Yoga faz parte desta tradição védica.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s