Olho biônico chega à segunda geração



Giovana Girardi

Voluntários cegos se adaptaram bem ao primeiro protótipo

O projeto mais avançado de prótese eletrônica de olho foi aprovado com sucesso na primeira fase de testes em humanos, nos EUA. Três voluntários que receberam o ‘olho biônico’ no ano passado se adaptaram bem ao aparelho e recuperaram parte da visão, distiguindo claro de escuro e identificando o formato de alguns objetos. Pesquisadores da USC (Universidade do Sul da Califórnia) responsáveis pelo projeto receberam aval de autoridades locais para desenvolver uma segunda geração do aparelho, que já começou a ser testada em cachorros.

O novo protótipo tem 56 pontos de estimulação da retina, contra apenas 16 do modelo anterior, gerando imagens mais definidas. ‘Também estamos pensando em criar uma transmissão sem fio da câmera para a prótese dentro do olho’, diz Gildo Fujii, cirurgião brasileiro que integra a equipe da UCS. O aparelho de segunda geração deve ser implantado no ano que vem em até dez voluntários. A prótese é destinada apenas a casos de cegueira por doenças como retinose pigmentar, na qual células fotorreceptoras da retina morrem, mas terminações nervosas continuam vivas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s