Steve Martin


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Steve Martin

Steve Martin em 1982.

Nome completo Stephen Glenn Martin
Nascimento 14 de agosto de 1945 (72 anos)
WacoTexas
Nacionalidade norte-americano
Ocupação Atorcomedianteprodutorescritordramaturgomúsico e compositor
Atividade 1967–presente
Cônjuge Victoria Tennant (1986–1994)
Anne Stringfield (2007– presente)
Assinatura Steve Martin (signature).png
Oscares da Academia
Oscar Honorário
2014 – Premio Honorário
Emmys
Emmy do Primetime de Melhor Escrita para um Programa de Variedade, Música ou Comédia
1969 – The Smothers Brothers Comedy Hour
Outros prêmios
Grammy Awards para Melhor Álbum de Comédia
1978 – Let’s Get Small
Grammy Awards para Melhor Álbum de Comédia
1979 – A Wild and Crazy Guy
IMDb(inglês)

Stephen Glenn Martin (Waco14 de agosto de 1945) é um premiado atorcomedianteprodutormágicoescritordramaturgomúsico e compositor americano.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Steve Martin nos tempos do ensino médio em fotografia de 1963.

À esquerda, Steve em um show de comédia em 1976 e, á direita, em 2011, durante o 120th aniversário da Carnegie Hall.

Steve Martin é um ator com muita expressão corporal e gestual, além de também um talento para escrever roteiros de comédias, o que lhe permitiu atingir o sucesso a partir dos anos 1970.

O início na carreira nos anos 1960 foi como escritor e ator de quadros de humor em séries de televisão canadenses e estadunidenses. A virada da carreira ocorreu com a sua participação no programa de humor Saturday Night Live, onde conseguiu projeção na América do Norte.

Com a oportunidade de fazer cinema, em 1978 estreou o filme O Panaca (The Jerk), do diretor Carl Reiner, onde interpretava um jovem branco extremamente tapado e inocente, que fora adotado por uma família negra e não sabia disso até que lhe contaram, já adulto. Com a popularidade obtida no filme, ele e o diretor Reiner firmaram uma parceria de sucesso, realizando várias comédias em estilo non sense, inclusive Cliente morto não paga (1982) e Um espírito baixou em mim (1984), que lhe tornariam uma estrela internacional do cinema e um talento reconhecido após a indicação ao Globo de Ouro como melhor ator por esse último filme.

Outros sucessos de bilheteria foram Três Amigos (1986), Os Safados (1988), O pai da noiva (1991), A casa caiu (2003), além da franquia Doze é demais, iniciada em 2003 e já com a terceira sequência para ser lançada em 2011. Em 2006 participou do relançamento da série de A Pantera Cor-de-Rosa, quando aceitou o desafio de dar nova interpretação ao famoso personagem inspetor Jacques Clouseau que fora de Peter Sellers. Com o sucesso popular conseguido, participou da sequência, lançada em 2009. Apresentou o Oscar três vezes (2001, 2003 e 2010)

Em 2015, o musical Bright Star, composto por Martin e Edie Brickell, estreou na Broadway, realizando mais de cem apresentações, tendo sido indicado à diversas premiações do gênero.

Em Julho de 2012 casou-se com Anne Stringfield de 41 anos. Em Dezembro de 2012 foi pai do seu primeiro filho.[1]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Steve Martin em 2008 na estréia do filme “Uma mãe para o meu bebê”, no Tribeca Film FestivalNova York.

Referências

  1. Ir para cima «Steve Martin é pai pela primeira vez aos 67 anos». G1. 14 de fevereiro de 2013. Consultado em 10 de fevereiro de 2018

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s