O eterno e inócuo REAGE do Sindipetro-RJ


O Sindipetro-RJ integra e promove,
nesta terça (10/4/2018), uma Mesa Redonda
sobre a Intervenção Militar Federal no Rio de Janeiro.
No atual contexto de retirada de direitos, privatizações e desmonte
da Petrobrás e do Estado brasileiro,
as ações de recrudescimento da violência
por parte do Estado em uma suposta guerra às drogas que só afeta aos pobres, a Intervenção Militar Federal é ensejada como mais um item no pacote de maldades do governo
Temer de seu “reformismo” neoliberal.
A ideia de convencer-nos, como
faz a grande imprensa, de que a intervenção
se justifica pela violência do crime organizado esconde o fracasso da política econômica que destrói e sucateia a máquina administrativa do Estado do Rio de Janeiro, com atrasos de salários de servidores ativos e inativos, com a imposição de programas de privatização (CEDAE) e desinvestimentos da cadeia produtiva
da indústria do petróleo, como faz a atual gestão da Petrobrás.
Segundo o IBGE, o Rio de Janeiro teve entre 2014 e 2017 um crescimento de 157% no desemprego passando
de 494 mil em 2014, para 1,2 milhão de desempregados em 2017.
Ainda segundo o levantamento divulgado
em fevereiro de 2018, hoje a taxa de desemprego no estado é de 14,9%. Somado a esse contexto é preciso
também explicar essa situação a partir da pilhagem feita aos cofres estaduais nas gestões de Cabral e Pezão,
que usaram a Copa do Mundo 2014 e a Olimpíada 2016 para justificar as falcatruas da sua turma do PMDB liderada na ALERJ, por Jorge Picciani.
Um ponto destacado pela pesquisa é o total de pessoas em desalento, que desistiram de procurar emprego
no Brasil. Esse número bateu recorde no último trimestre de 2017, indicando que o mercado de trabalho não consegue reagir à falsa recuperação da atividade econômica após dois anos de recessão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s