Sindipetro-BA se reúne com deputados para discutir situação do refino na Bahia


Por conta das denúncias feitas pelo Sindipetro Bahia e a pressão da base por uma resposta em relação à parada da Unidade 32 da RLAM, a diretoria do Sindipetro Bahia conseguiu, na terça-feira (20/02), uma reunião com deputados na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA).

Na reunião, o Sindipetro apresentou a situação pela qual passa o refino no estado da Bahia e no Brasil, fruto da nova política de preços dos derivados de petróleo do governo Temer, que privilegia a importação em detrimento da produção nacional, através da Petrobrás. Os diretores ressaltaram a preocupante situação da RLAM com a ameaça de parada da U-32, principal unidade de destilação da refinaria.

A refinaria Landulpho Alves hoje, por decisão do governo, opera apenas com 51% da sua capacidade de produção, e, nacionalmente, o parque de refino da Petrobrás opera com apenas 74% da capacidade de sua produção.

O Sindipetro chamou a atenção também para o prejuízo que o  Estado da Bahia vem sofrendo com a baixa produção da RLAM, situação que se agravaria com a parada da destilação.

Apesar de os produtos importados também recolherem ICMS, o Estado perde receita pelo fato da RLAM, maior arrecadadora individual de ICMS da Bahia, produzir para outros mercados do Brasil e do exterior.

O diretor do Sindipetro, Ivo Saraiva, explicou que “o principal agravante da parada da U-32 é a potencial reação em cadeia. No curto prazo, todas as demais unidades da refinaria acabam parando por falta dos insumos gerados pela destilação. Uma parada geral da RLAM traria efeitos socioeconômicos desastrosos para o Estado e os municípios.

O objetivo da reunião foi o de despertar a preocupação dos parlamentares sobre o assunto, para que se somem ao sindicato na defesa pela manutenção das atividades da Petrobrás na Bahia e manutenção dos quase três mil empregos, que correm risco com a possibilidade de parada da refinaria.

Os parlamentares se mostraram preocupados e solicitaram que o Sindipetro enviasse um relatório sobre a situação dos mercados baiano e brasileiro de combustível. Eles se comprometeram a colocar o assunto em pauta na ALBA, no Partido dos Trabalhadores e no governo do estado.

Participaram da reunião o líder do governo na Assembleia Legislativa (ALBA), o deputado Zé Neto, o líder da bancada do PT, na ALBA, deputado Joseíldo Ramos, além de diversos parlamentares a exemplo dos deputados estaduais, Rosemberg Pinto , Marcelino Galo  (PT-BA), das deputadas estaduais, Fátima Nunes , Luiza Maia , Neusa Cadore, (PT-BA), e o membro da executiva do PT, Anisvaldo Daltro.

 

Fonte – Sindipetro Bahia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s