RESPEITAR PARA SER RESPEITADO


Hoje resolvi escrever sobre algo que está quase em extinção: Educação e Respeito.

Muitos clientes e até mesmo familiares meus conversaram comigo sobre como está cada vez mais difícil encontrar pessoas educadas que tem respeito e consideração.

O respeito ao próximo vai além do por favor e obrigada, ele está diretamente ligado á educação. Respeitar é importar-se com o próximo, ter apresso e querer bem. É zelar pela relação que se tem, seja ela qual for. Não precisamos ter parentesco com a pessoa para respeitá-la, basta ter em mente que se trata de um ser humano como nós. Podemos classificar o respeito como uma ética pessoal. O ditado respeitar para ser respeitado é verdadeiro.
Ninguém é obrigado a aturar nossas grosserias e momentos de mau humor. Uma pessoa grossa é aquela que não se importa se os outros vão gostar ou não do que ela fala ou faz, consequentemente não tem educação e nem respeito. A reação das outras pessoas diante disso é a revolta, rancor e antipatia. Uma pessoa grossa é uma pessoa desagradável. Mas o desrespeito vai além da grosseria, engloba também a invasão do espaço alheio. Existe um espaço entre nós que, mesmo que não esteja delimitado precisa ser respeitado.

Temos que respeitar quando o outro não quiser conversar, entender quando o outro diz não, estacionar o carro corretamente para não atrapalhar a vaga do próximo, tentar não dar ombradas ou bolçadas ao andar em lugares movimentados, não ligar o som alto depois do horário, não cortar fila ou fazer perguntas inconvenientes.

Respeitar envolve também a cooperação com o outro, por exemplo: se uma pessoa está limpando o chão convém limparmos os pés antes de entrar, não importa se aquela é a função da pessoa, temos o dever de respeitar. Muitas coisas que consumimos vêm do trabalho de outras pessoas. Nós também trabalhamos para alguém e não gostaríamos de ver esse alguém fazendo pouco caso do nosso esforço.

O respeito não precisa ser encarado como um punhado de regras de conduta que devem ser decoradas, para praticá-lo basta usar o bom senso. O bom senso é quase que intuitivo, é a noção da atitude adequada a se tomar em cada situação, é o discernimento do certo e do errado, mesmo que estes não estejam explícitos e sem que alguém precise nos dizer que se deve agir de tal forma. A pessoa sensata tem a capacidade de julgar e ponderar suas atitudes, de evitar situações vexatórias ou desagradáveis que possam atingir a ela mesma e aos outros. Uma pessoa insensata é chamada popularmente de ‘’sem juízo’’, justamente por ser deficiente no julgamento de suas ações.

O nosso espaço termina onde começa o dos outros, essa é uma regra importante no convívio em sociedade. Se quisermos ser respeitados devemos respeitar primeiro.

Fica a dica.

Uma Feliz e Abençoada Páscoa a todos

Nadia  Helena Uller

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s