Por que os japoneses pescam baleias, se não comem essa carne?


A carne de baleia foi muito popular no Japão depois da II Guerra por causa da escassez de comida. Era servida na forma de sashimis, hambúrgueres e almôndegas. Mas o consumo tem caído nas últimas três décadas. Hoje, a maioria é contra a caçada a esse animal e não percebe diferenças entre sua carne e a dos peixes. Vejamos: – Só 4% dos japoneses diz […]

Baleia Bryde no convés de um navio japonês, em foto de 2013. Crédito AFP/ Institute of Cetacean Research

Baleia Bryde no convés de um navio japonês em uma expedição pretensamente científica. Crédito AFP/ Institute of Cetacean Research

A carne de baleia foi muito popular no Japão depois da II Guerra por causa da escassez de comida. Era servida na forma de sashimis, hambúrgueres e almôndegas. Mas o consumo tem caído nas últimas três décadas. Hoje, a maioria é contra a caçada a esse animal e não percebe diferenças entre sua carne e a dos peixes. Vejamos:

– Só 4% dos japoneses diz comer carne de baleia de vez em quando;

– Em média, cada um ingere 23,7 gramas por ano. É o equivalente a uma fatia de presunto;

– Cerca de 75% do que é tirado por ano dos oceanos não encontra compradores e vai para o freezer.

A insistência do governo japonês em promover a pesca de baleias se deve principalmente ao lobby da indústria baleeira no Congresso. Os parlamentares têm garantido a aprovação dos subsídios estatais que o setor precisa para sobreviver. Em troca, recebem empregos bem remunerados em agências e empresas quando se aposentam. A prática é conhecida como amakudari, ou “caído do céu”, porque os ex-deputados ganham cargos nas empresas como se tivessem caído de paraquedas.

Com dinheiro do Estado e a cumplicidade do legislativo, a agência que pesca baleias ICR (Instituto para Pesquisa de Cetáceos, em inglês) tem feito programas para reintroduzir a carne nas merendas escolares. Ao conquistar o paladar infantil, o ICR pretende ampliar o mercado de consumidores no futuro. Também são promovidos cursos para ensinar a cozinhar a iguaria.

Outra explicação por trás da posição governamental é o acesso a águas internacionais. “Os japoneses não querem que a proibição da pesca da baleia abra um precedente que depois limite a pesca dos peixes”, diz Milton Marcondes, diretor de pesquisas do Instituo Baleia Jubarte.

Siga no Twitter e Facebook.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s