Limão, fruto usado na prevenção e cura de várias doenças


Postado em 10/10/2012 |

19

O limão é um grande aliado da nossa saúde. Ajuda a prevenir doenças como o resfriado, ajuda no processo de emagrecimento, evita problemas de coração e circulação. Além de tudo é muito bom para manter o colesterol sob controle, ajuda no correto funcionamento dos rins, na digestão e na regulação do açúcar no sangue. É também muito utilizado como tempero.

O limão melhora o sistema de defesa do organismo e é um poderoso desintoxicante. Por isso, ajuda a prevenir diversas doenças que muitas vezes aparecem porque nosso corpo está fraco e cheio de toxinas. Ajuda a impedir a formação de cálculos renais.

Composição do limão.

Entre os frutos conhecidos e disponíveis, é o que apresenta mais elevado índice de radioatividade natural e benéfica (85%), sendo seguido pela uva moscatel ácida e pelo abacaxi (74%).

Podemos dizer que existem cerca de 70 variedades. Todas são portadoras de uma enorme capacidade vitamínica e de dinamismo no nosso metabolismo. Contém vitamina B1, B2 e B3 pro-vitamina A (caroteno), que se encontra principalmente na casca, polpa fresca e sumo.

É riquíssimo em vitamina C (40 a 50mg/100gr de fruto), que apresenta importância considerável nos fenômenos óxido-redutores, beneficiando o desempenho das glândulas endócrinas. Por essa razão é indispensável a sua ingestão diária.

Possui vitamina PP, que age protegendo e tonificando o sistema vascular, e vitamina I que é um preventivo das pneumonias. Contém grandes quantidades de sais minerais e oligoelementos (Elementos químicos existentes em quantidades muito pequenas num organismo, mas essencial à vida) como o cálcio, ferro, cilício, fósforo, cobre, magnésio e iodo, encontram-se porcentagens de ácidos cítricos, fórmico e de citratos de potássio e de sódio. É portador de glucose e frutose diretamente assimiláveis, bem como de sacarose. Contém gomas, mucilagem e algumas albuminas.

O Limão na prevenção do câncer.

Infelizmente, geralmente os canceres são diagnosticados tardiamente, quando os recursos terapêuticos já são menos eficazes. Por isso, o tratamento do câncer só costuma ter resultados mais favoráveis quando iniciado nos primeiros estágios. Medicina preventiva é a mais efetiva das medicinas.

O limão tem vários propósitos terapêuticos, dentre eles o de prevenir e combater o câncer, que é uma doença decorrente da baixa capacidade de defesa do organismo. Quanto mais agredido, intoxicado, envenenado, estressado e desvitalizado um organismo, menor sua capacidade de estar alerta diante de agressores e invasores, como é o caso de uma célula mutante.

O limão, com todas as suas propriedades de cura, principalmente as alcalinizantes e desintoxicantes, pode evitar o câncer, e seu uso em doses bem estudadas pode combatê-lo e até destruí-lo, diante de diagnósticos precoces.

Propriedades curativas do limão.

Estudos comprovaram que o limão estimula a produção do carbono de potássio no organismo, promovendo a neutralização de acidez do meio humoral.

Apesar do princípio ativo do limão ser o ácido cítrico, este, em contato com o meio celular, no interior do nosso organismo, é transformado durante a digestão e comporta-se como um alcalinizante, ou seja, um neutralizante da acidez interna.

Os seus diversos sais, convertem-se em carbonatos, bicabornato de cálcio e potássio, os quais concorrem para acentuar positivamente a alcalinidade do sangue.

Um dos efeitos notáveis do limão é o de combater o ácido úrico. A ingestão diária de limão aumenta, na urina, a excreção de ácido úrico, ureia e ácido fosfórico. Seu uso interno e externo é muito útil na regeneração dos tecidos inflamados das mucosas, reconduzindo ao estado e funcionamento normal de todos os órgãos do aparelho digestivo.

Nas afecções gastrointestinais, os ácidos do limão destroem os germes e as bactérias nocivas que se libertam e que contribuem para gerar as ulcerações. Ainda combate as fermentações e os gases. É um amigo do pâncreas e revela-se um expurgador e um tonificante do fígado e da vesícula.

Ao aparelho geniturinário, bem como ao sistema cardiovascular, é igualmente um poderosíssimo eliminador de toxinas e um tônico privilegiado. Tem assim, ação que impede e neutraliza a proliferação das tão temidas afecções arterioscleróticas.

Gargarejos do seu suco fresco são benefícios para todos os tipos de afecções do trato nasofaríngeo, bem como para laringites e gengivites. Inalado, puro ou diluído, é um bom desinfetante nas renites e sinusites.

O limão e a frutoterapia.

O limão é um alimento altamente disponível em todo o mundo, e além de tudo muito versátil, sempre tem como incluí-lo na alimentação diária.

Os minerais presentes no limão são: sílica, cálcio, ferro, manganês e cobre. É rico em vitamina B1, B2 e B3, é recomendado na prevenção de doenças do sistema nervoso.
Praticamente 7% do suco do limão é composto por ácidos: cítrico + ascórbico (vitamina C). Os ácidos presentes no limão interferem também no bom funcionamento das glândulas endócrinas e evita hemorragias, que são comuns em diabéticos e pessoas da terceira idade.

É um anticoagulante natural. Mas, exatamente por seu poder regulador (anti-hemorrágico, anticoagulante) apresenta-se superior a muitos remédios farmacêuticos.

O limão tem a propriedade de manter as células jovens, oxigenadas e ativas através da riqueza dos seus sais minerais e ácidos cítricos.

O consumo diário de limão é bastante recomendado para evitar doenças infecciosas e também na ajuda à prevenção do câncer.

O limão é reconhecido como antibiótico e anticéptico intestinal. Tomado em jejum e de forma diluída, ajuda a cicatrizar os tecidos intestinais e destrói putrefação.

Na Índia, o suco de limão é a bebida sagrada do desjejum matinal, agindo como agente de purificação, regulação e antídoto de envenenamento ou intoxicação.

Com ação de laxante suave, é ideal para regular os intestinos, esteja ele solto ou constipado. E ainda com seu poder adstringente, reduz a formação dos gazes intestinais. Desta forma, evita o inchaço do estomago e dos intestinos. É indicado também como coadjuvante no tratamento de retro colites e síndrome dos intestinos.

O limão neutraliza e ajuda na expulsão de toxinas. Com esta ação desintoxicante e digestiva, é indicado também para estimular todo sistema cardiovascular e respiratório. Integrado a sua ação de purificação ocorre uma redução da viscosidade do sangue de pessoas hipertensas ou com históricos de colesterol e /ou triglicérides elevados. Por tanto o limão é um hipotensor natural.

Recomendado na prevenção e tratamento de disfunções hepáticas e pancreáticas, o limão é um poderoso protetor e depurador hepático. Seu consumo diário é indicado em casos de esteatose (fígado gorduroso).

O limão também tem uma função  reguladora sobre o pâncreas, por tanto recomendado na prevenção e histórico de diabetes, bem como no tratamento de disfunções do trato urinário, pois o limão é um dos melhores diuréticos que existem.

O consumo diário de limão evita a formação de cálculos renais e vesicais, como também de aglomerados de células como cistos e tumores.

Suas flore e folhas têm uso terapêutico amplo. As flores e as folhas do limão contém fito-hormônios que acalmam e alegram. Podem ser usadas via terapia floral, aromaterapía ou fitoterapia (sucos e chás).

Uso externo.

O limão tem grande aplicação no campo da estética com as funções principais de agir como: bactericida, cicatrizante, antioxidante, adstringente, esfoliante, anti-manchas, anti-caspas e ativador da respiração celular.

O uso correto de suco fresco do limão permite a desinfecção e cicatrização de feridas. Experimentos laboratoriais mostraram que o suco de limão mata os germes da tuberculose, da febre tifoide e a sífilis.

Feridas na boca e gengivas podem ser tratadas e curadas com o uso tópico de um cotonete embebido em suco fresco de limão. Em caso de inflamação da garganta, tosse e roquidão, recomenda-se um gargarejo a cada hora.

Na odontologia o uso adequado do limão tem aplicações mais amplas: combate a piorreia e destrói micro fermentação bacteriana oral. Neste caso, deve ser diluída uma colher de café de suco fresco de limão em meio copo de água filtrada ou chá forte de orégano.

A casca do limão contém flavonoides e monoterpenos, que ativam a circulação periférica de pés e mãos. Óleos de massagem contendo o óleo da casca do limão são indicados para varizes, pernas cansadas, artrite reumática e fortalecer unhas. Uma receita caseira para tratar rachaduras de pele é a mistura de suco de limão com glicerina.

O limão quando consumido de forma errada, como qualquer remédio, pode causar desmineralização e até anemia. O correto e saudável é sempre acompanhado de frutas, folhas verdes, legumes, feijões, raízes e sementes.

fonte: Frutas & Saúde

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s