Leite de Magnésia acaba com odor nas axilas


Leite de Magnésia acaba com odor nas axilas
Você pode colocar o leite de magnésia em um frasco de desodorante vazio e usar

O leite de magnésia é o nome comercial da solução aquosa do hidróxido de magnésio (Mg(OH)2) numa concentração de aproximadamente 7% em massa. A principal aplicação desse líquido branco e espesso é como antiácido e laxante. Porém, existe outra finalidade para esse produto que tem ganhado cada vez mais adeptos: o seu uso como desodorante.

Esse uso tem se difundido, entre outras coisas, pelos seguintes motivos:

1. É uma alternativa ecológica ao desodorante comum;

2. Muitas pessoas têm medo de que o antitranspirante normal cause câncer. Um ramo da medicina conhecido por Medicina Ortomolecular sugere que o alumínio presente nos antiperspirantes e antitranspirantes pode ser absorvido pelo organismo e se acumular, o que aumentaria a incidência de câncer de mama e o mal de Alzheimer. Segundo parecer técnico divulgado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), até o momento não existe comprovação científica para essas alegações.

3. O leite de magnésia é mais barato que os antitranspirantes comuns, além de durar mais tempo.

Para concluirmos se o leite de magnésia consegue realmente acabar com o mau cheiro nas axilas, precisamos primeiramente saber o que constitui o nosso suor e porque ele apresenta esse odor desagradável.

As nossas glândulas écrinas e epócrinas secretam o suor, que é constituído basicamente de água (99%), cloreto de sódio, ácidos carboxílicos de baixa massa molar, ureia, sais de ferro, potássio, amônio, ácido lático, proteínas e outros componentes. A sua função é regular a temperatura corporal e eliminar metabólitos.

O suor é então eliminado pelas glândulas sudoríparas, inicialmente sem nenhum odor desagradável. Porém, na nossa pele existem bactérias que metabolizam as substâncias do suor e produzem alguns compostos de cheiro ruim, tais como ácido butírico, capróico e outros associados a aminas e mercaptana.

O odor do suor nas axilas pode provocar grande constrangimento

Esses ácidos carboxílicos mencionados possuem um cheiro bastante forte e irritante. Por exemplo, o ácido butírico (C3H7COOH) possui esse nome porque vem do latim butirum, que significa “manteiga”, ele tem o cheiro de manteiga rançosa. O ácido capróico vem do latim caper, que significa “cabra”, é o popular “cheiro de bode”.

Assim, lavar com água e sabão as axilas diminui o cheiro ruim, entretanto, não acaba totalmente com o odor, pois não atinge por completo os agentes microbianos, que podem ficar na derme, a camada intermediária da pele. Por isso, a necessidade de se utilizar “produtos químicos”.

Como vimos, são os ácidos que trazem o mau cheiro, assim, se usarmos substâncias básicas no local, o meio é neutralizado. Por exemplo, se utilizarmos o leite de magnésia, que é a base hidróxido de magnésio, estaremos tornando o meio básico, o que irá provocar a morte das bactérias e, consequentemente, elas não irão decompor as substâncias orgânicas eliminadas no suor.

Outra substância muito utilizada em talcos desodorantes é o bicarbonato de sódio (NaHCO3), pois ele é capaz de neutralizar o excesso de ácido no meio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s