O que são pontos de pressão e pontos vulneráveis e a razão de aprendê-los


“Mestre Vasudevan da milenar arte marcial indiana chamada Kalaripayit demonstra a técnica secreta de golpear os pontos vitais, chamada marma-adi. O mestre utiliza um bastão curto de madeira para simular o golpe aplicado em ponto específico localizado na parte de trás do crânio que deixará o oponente instantaneamente inconsciente e conforme a potência, levar à morte.”

A definição tradicional de um ponto de pressão é um ponto que, ao ser pressionado, produz uma dor intensa e suficiente para fazer a pessoa não suportar manter uma atitude agressiva com eficácia. Já os pontos vulneráveis são facilmente confundidos, mas estes representam uma região do corpo que ao ser golpeado terá eficácia para incapacitar o oponente de forma mais eficaz do que noutras regiões do corpo humano. Os pontos de pressão são tradicionalmente aprendidos de forma sistemática e organizada em movimentos marciais na arte marcial chinesa denominada Dim Mak (com a tradução livre como “Toque da morte (em cantonês: Dim mak) é uma técnica das artes marciais orientais. É chamada de “toque da morte”, pois se alega que, se usada corretamente, tem a capacidade de ser letal. Diz-se que surgiu paralelamente à acupuntura, quando dos estudos que mapearam os pontos do corpo: os pontos terapêuticos eram estudados pelos médicos; os traumáticos, pelos mestres das artes marciais. Cientistas esportivos que analisaram a técnica constataram que ela é tão perigosa como qualquer golpe forte no coração. A técnica faz uso do conceito do “chi”, isto é, a energia interior de cada pessoa. Na tradição, essa energia circula através do corpo inteiro dentro de certas rotas e nessa rotas localizam-se alguns pontos que, se estimulados (pressionados), podem produzir diversos efeitos, benéficos ou não. Quando esses pontos sofrem um golpe os efeitos são desde atordoante e/ou imobilizantes até mortais. O dim mak focar-se-ia exatamente sobre os pontos mais perigosos e sobre a exata forma de os pressionar. Era uma técnica conhecida pelos mestres de caratê.” (fonte: Wikipédia, 2017)).

Em verdade, cada sistema de técnicas estudadas e praticadas em determinada região que se condensaram num método aplicado e disciplinado como arte marcial, veio a receber um nome… e daí vermos variáveis denominados “estilos” de Kung Fu, Caratê, e assim por diante… exemplos como Mestre Ip Man que aprendeu o Wing Chun e o alterou e adaptou para um estilo pessoal mais compacto em seus golpes para lutas de rua, em vielas e corredores de Hong Kong onde foi viver… e Bruce Lee que foi seu discípulo e após migrar para os Estados Unidos veio a criar o Jeet Kune Do com base nos ensinamentos de seu Mestre Ip Man, mas aglutinando outros estilos de luta marcial… ou como a Família Gracie sublimou a arte marcial do Jiu-Jitsu tradicional e originário de Japão e criou um novo estilo de luta tão afamado como o “Gracie Jiu-Jitsu” ou “Jiu-Jitsu Brasileiro”… e até hoje vão se mesclando ensinamentos e treinamentos, e se criando novos estilos de luta em busca da máxima eficácia nos golpes para vencer o oponente. O Krav Magá é outro exemplo famoso de aglutinar sistemas e estilos de luta.

Portanto, não estou aqui a revelar “segredos ocultos e proibidos” para quem não seja um Mestre… e nem falar de treinamentos árduos de anos para se conseguir aplicar os golpes… apenas busco lançar um pouco de luz sobre mais um conhecimento como meio de defesa pessoal que permite a uma mulher de 50 kg derrubar um homem de 120 kg e que ficará no chão… ou um idoso de 60 anos a se defender de um ladrão de 20 anos… ninguém vai utilizar os pontos de pressão ou pontos vulneráveis para matar, exceto se for para salvar a própria vida… e isto a Lei autoriza fazer pela excludente legal de punibilidade pela caracterização da legítima defesa. O autocontrole e o bom-senso estabelecem os limites de sua aplicação pelo cidadão de bem.

Os criminosos não vão ficar esperando que o cidadão de bem treine por anos… e muitos estupros, espancamentos, lesões corporais gravíssimas e até mortes poderiam ser evitadas se as vítimas destes crimes soubessem aplicar os pontos de pressão e pontos de vulnerabilidade e assim neutralizar seu atacante, utilizando todos os meios à disposição e necessários para tal acontecer. Evitar sempre que possível o conflito, mas se não for possível evitar ou mesmo fugir, então é o momento de lutar sem temor ou relutância.

Técnicas de luta aplicadas para defesa pessoal já demonstram a convergência para a disseminação imediata do conhecimento dos pontos de pressão e pontos de vulnerabilidade, como pode ser visto por exemplo no Krav Magá que tem origem em técnicas de luta utilizadas pelo exército israelense e divulgadas no mundo todo por Mestres nesta luta e onde os iniciados já vão se familiarizando com eles, assim como outros sistemas de luta adaptados para a defesa pessoal daquele cidadão que não é um artista marcial que precisará treinar por horas todos os dias e por anos a fim de atingir os mais elevados níveis de ensinamento na arte marcial escolhida e apenas então conseguir se defender eficazmente.

A defesa pessoal eficaz é fundamentalmente um conjunto de ensinamento de golpes e contragolpes (pinçadas de várias artes marciais sem importar o nível de tempo nela para se chegar àqueles ensinamentos específicos) que tornam a pessoa capaz de se defender de um ou mais agressores de forma eficaz mesmo tendo pouco tempo de treinamento… e quanto maior a facilidade, potência e velocidade de aplicação dos golpes e contragolpes, melhor se torna aquela forma de defesa pessoal para aprendizado por pessoas que desejam realmente se proteger dos criminosos, estupradores, bêbados , bad boys que nunca sabemos se ou quando vamos encontrar pela frente… seja numa rua escura ou na frente de casa ou num bar ou boate… com ou sem o cônjuge ou filhos ao nosso lado e correndo risco até de vida… e nestes momentos importa ao cidadão de bem conhecer uma técnica de defesa pessoal eficaz para proteger a si e aos seus entes queridos ou mesmo terceiros que estão a sofrer uma agressão injusta.

O que importa ao cidadão de bem é ser um leão e não uma zebra para as hienas que covardemente atacam.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s