Condomínio – Dispositivos de Segurança


A instalação de dispositivos de segurança em um condomínio é uma medida de extrema importância para conter e evitar, invasões, roubos e furtos nas dependências do condomínio. Os dispositivos de segurança mais comuns, são os alarmes e sensores, que juntamente com um circuito fechado de TV, impedem que os ladrões burlem a vigilância dos porteiros. Isto também permite que o porteiro observe as áreas mais importantes do condomínio ao mesmo tempo sem que haja a necessidade de sair da portaria. Além disso, todos que entram no condomínio saberão que estão sendo filmados e isso pode inibir qualquer ação mal intencionada. Os alarmes devem ser instalados em um lugar de fácil acesso para o porteiro, de modo que em caso de emergência seja fácil acioná-lo. O local mais comum é instalar na própria portaria um sistema de alarme, sendo também aconselhável, que este alarme, se possível, toque em algum prédio vizinho. Entretanto, o acionamento não deve ficar restrito somente a um local, pois caso o funcionário do condomínio que não estiver na portaria, pressentir uma situação de perigo e necessitar acionar o alarme, o mesmo deve estar ao seu alcance para que desta forma ele não deixe de evitar a invasão no condomínio.

Os tipos de alarme mais comuns são os alarmes sonoros, eletrônicos ou luminosos.

• Os alarmes sonoros são aqueles que emitem um forte ruído e por este motivo não são muito aconselháveis,  pois podem provocar uma reação violenta no criminoso caso o mesmo tenha algum refém em seu poder.

• Os alarmes eletrônicos são os mais utilizados na maioria dos condomínios, pois são considerados os mais  seguros. Geralmente possuem uma tecnologia sofisticada e podem estar conectados a uma central de segurança, que assume todas as responsabilidades de ação diante de situações de emergência.

• Os alarmes luminosos são aqueles que possuem uma luminosidade discreta e quando acionados permitem que a polícia seja acionada sem que o invasor perceba. É importante que estes alarmes sejam instalados em locais onde não sejam percebidos pelos criminosos, pois podem despertar suspeitas e provocar a fuga dos mesmos.

Os sistemas de codificação também podem ser considerados uma tática que pode ser utilizada como medida de segurança. Uma comunicação por palavras previamente combinadas pode alertar para o perigo de uma tentativa de assalto. São várias as possibilidades de códigos que podem ser criados para uma situação de emergência. Uma sugestão, é criar algum código com o porteiro para o caso do morador chegar acompanhado de pessoas estranhas que possam tê-lo sob ameaça. Este código pode ser uma palavra-chave ou alguma frase combinada previamente, de modo que isso possa ser usado para alertar que pode ocorrer ou que está ocorrendo um assalto.

O porteiro também deve estabelecer um gesto a ser usado no “olho mágico” para o caso do morador perceber que ele esteja acompanhado de uma ou mais pessoas desconhecidas quando for ao apartamento, pois isso pode indicar que ele se encontra sob ameaça de assalto. Assim, o morador poderá dar uma desculpa como, por exemplo, que está saindo do banho e que irá se vestir propriamente, e com isso ganhar tempo para avisar a polícia ou tomar outra atitude como, por exemplo,  avisar na portaria sobre o fato. Estas são algumas medidas simples, mas que podem evitar um assalto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s