Há ou A?


 

Compartilhar

“Há” e “A” são dois termos que geram muita confusão para os utilizadores da língua. Isso porque ambas possuem o mesmo som, porém apresentam grafias diferentes.

Aqui você vai encontrar explicações e exemplos de quando você deve usar cada uma delas.

Com o “h” o “há” representa uma forma do verbo haver. Assim, podemos utilizar o “há” quando o verbo haver é impessoal (sem sujeito) e possui o sentido de “existir”.

Essa forma verbal é conjugada na terceira pessoa do singular do presente do indicativo.

 muitas pessoas no mundo.
Existem muitas pessoas no mundo.

Obs: Mesmo que a frase esteja no plural, o “há” permanece no singular.

 muito erro nessa prova.
 muitos erros nessa prova.

Também utilizamos o “há” em frases que expressam tempo passado e, nesse caso, pode ser substituído pelo verbo “fazer” ou “ter”.

 muitos anos que não vejo o Miguel.
Faz muitos anos que não vejo o Miguel.

 muito tempo que não comia doces.
Tem muito tempo que não comia doces.

Fique Atento!

É muito comum usarmos esse termo com a palavra “atrás”, por exemplo:

Estive nos Estados Unidos há um ano atrás.

Como o “há” pode ser utilizado para fazer referência a algo que ocorreu no passado, fica redundante colocar esse vocábulo na mesma sentença.

Portanto, o correto seria:

Estive nos Estados Unidos há um ano.

Curiosidade

Existe também outra forma que tem o mesmo som do “há”: ah!

Nesse caso, ele é usado como interjeição, ou seja, quando expressa emoção ou sentimento.

Ah! Que bom te ver por aqui!

A

O “a” é um artigo definido utilizado antes de substantivos e diferente do “há” que indica um tempo passado, esse é utilizado para falar de uma ação futura.

Além disso, ele é empregado quando estamos nos referindo a distância.

Daqui a três anos irei para a Inglaterra.
Estamos morando a cinco quilômetros do metrô.

E o “À” e o “Á”?

Além do “a” sem acento, temos mais duas formas acentuadas que surgem dúvidas quando utilizadas.

O “à” representa a união e contração de duas vogais: o artigo definido “a” e a preposição “a” marcada pelo acento grave: à (a+a). Nesse caso, é chamada de “crase”.

Veja abaixo algumas regras para o uso da crase.

1. Empregada antes de alguns verbos que indiquem destino: ir, vir, voltar, etc.

Semana que vem vou à Europa.

2. Utilizada antes de palavras femininas. Por sua vez, antes de palavras masculinas não se utiliza a crase.

Fomos à praia esse final de semana.

3. Empregada nos pronomes demonstrativos: àquele, àquilo e àquela.

Não devemos voltar àquele lugar no verão.

4. Usada em locuções adverbiais, prepositivas e conjuntivas tais como: à medida que, às pressas, às vezes, à tarde, à noite, etc.

Saímos à tarde para comprar roupas.

Já o “á” com acento agudo não é utilizado isoladamente, ou seja, sozinho esse termo não existe. Ele é empregado na sílaba tônica (mais forte) de uma palavra.

No entanto, existem diversas regras de acentuação que você deve conhecer para utilizá-la corretamente. Veja alguns exemplos de palavras com “á”.

Sofá
Água
Fácil
Árvore
Lápis

Exercícios de Vestibular com Gabarito

1. (Fuvest – SP) “Diga _____ elas que estejam daqui _____ pouco _____ porta da biblioteca”.

a) à, há, a
b) a, há, à
c) a, a, à
d) à, a, a
e) a, a, a

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s