Ouvidorias federais alinham novas diretrizes de desburocratização e participação social


Evento

CGU promoveu encontro para discutir regulamentações sobre simplificação dos serviços públicos e defesa de direitos do usuário
por ASCOMPublicado: 08/08/2017 18h14Última modificação: 08/08/2017 18h21
Wagner Rosário, ministro substituto da Transparência, destacou o futuro promissor das ações para melhor eficiência do setor público

Wagner Rosário, ministro substituto da Transparência, destacou o futuro promissor das ações para melhor eficiência do setor público

O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) – por meio da Ouvidoria-Geral da União (OGU) – reuniu, ontem (7), em Brasília (DF), cerca de 100 ouvidores de órgãos e entidades do Poder Executivo Federal. O encontro debateu as recentes regulamentações que tratam sobre a defesa do usuário de serviço público e sobre a desburocratização, por meio da Lei nº 13.460/2017 e Decreto nº 9.094/2017, respectivamente. Participaram ainda representantes em 25 estados, por meio de videoconferência nas unidades regionais da CGU.

Em discurso de abertura, o ministro substituto da Transparência, Wagner Rosário, destacou o futuro promissor das ações para melhor eficiência do setor público. “Teremos cada vez mais responsabilidades nesse processo de fortalecimento da gestão, no sentido de fazer com que a reclamação do cidadão seja realmente incorporada à decisão dos gestores e à melhoria dos serviços”, ressaltou.

O encontrou apresentou os principais conceitos e inovações do decreto desburocratização dos serviços públicos. O normativo regulamenta simplificações, como não exigir reconhecimento de firma e autenticação de cópia para documentos que já constem na base de dados da Administração Pública Federal. De acordo com o ouvidor-geral da União, Gilberto Waller, isso se tornará possível com um maior compartilhamento de informações entre órgãos. “Apesar da aplicação restrita ao âmbito federal, bons resultados estimularão a sociedade a cobrar de outras esferas um nível melhor da entrega de serviços públicos”, afirmou.

Também foi explicada a funcionalidade “Simplifique!”, formulário eletrônico onde o cidadão poderá apresentar pedido para desburocratizar serviços públicos do Governo Federal. A funcionalidade estará disponível até o final do ano como nova opção do Sistema e-Ouv. “O grande desafio é mudar de uma cultura de Estado cartorário para um Estado cidadão. O objetivo é ter a sociedade construindo um setor público mais eficiente”, destacou o ouvidor-geral da União.

 Participação Social

No período da tarde, o encontro abordou a Lei nº 13.460, que trata sobre participação, proteção e defesa dos direitos do usuário de serviços públicos. O normativo garantiu previsão legal às ouvidorias, agregando as atribuições de análise, acompanhamento do tratamento e conclusão das manifestações perante os órgãos e entidades. A lei traz ainda uma nova instância de participação da sociedade, que será a formação do Conselho de Usuários.

 

Apresentação sobre o Decreto nº 9.094/2017

Apresentação sobre a Lei nº 13.460/2017

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s