O caso dos relatórios das reuniões com o GE-CORP – Punições


Ocorreram 2 reuniões oficiais do Sindipetro-RJ com o gerente do GE-CORP, sobre advertências e puniçoes

A 1a foi com Emanuel Cancella e Munhoz

A 2a foi com Bucaresky e Antony Devalle

Eles negaram minha participação na reuniao, sem explicar o motivo. Eu era advogado. Eles não apresentaram historico de experiencia em negociaçao

Ao pedir os relatorios não mandaram. Disseram ate´ que a empresa nao faz ata como justificativa. Um ato patronal, e/ou medo, ja que 3 eram empregados da empresa. Jamais pedi ata da reuniao, mas sim relatorio de quem foi pelo sindicato, um direito meu. Seria prova contra a empresa. Mas se recusaram a fazer. Ou seja, na realidade eles endossaram a empresa, e eu de vitima virei vilão, a empresa for “boa” comigo e eu era culpado de algo tendo razao a empresa em me punir

Até hoje não tenho os relatorios, nem as atas do colegiado onde o assunto foi tratado.

Tive que pedir na justiça e Brayer me acusa de “atacar” o sindicato. Uma mente lavada pelo PSTU.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s