Como Falar o que Você Pensa


3 Métodos:Aprendendo a dar opiniõesSuperando o medo de possíveis confrontos e ridicularizaçõesSabendo quando falar

Nem sempre é fácil dizer às pessoas como você se sente. Caso seja uma pessoa tímida ou prefira evitar discussões, você talvez prefira deixar passar uma oportunidade de compartilhar as suas visões ou defender aquilo em que acredita. Embora pareça assustador, ser alguém mais decidido nas discussões pode mudar a sua vida. Isso não apenas aumenta a sua confiança como também o transforma em uma pessoa mais decidida em suas opiniões e leva outros a ouvirem quando você abre a sua boca. Aprender a falar o que pensa está basicamente relacionado a uma mudança na atitude — você precisa acreditar que está dizendo algo que merece ser ouvido.

Método1

Aprendendo a dar opiniões

  1. Imagem intitulada Speak Your Mind Step 1
    1

    Mantenha-se calmo e controlado. Antes de começar a falar, tenha firmeza e acalme os nervos. Respire lenta e profundamente, contando até dez. Relaxe e deixe os pensamentos se acalmarem; elimine as dúvidas e outros pensamentos negativos. É normal ficar apreensivo quando toda a atenção está sobre você. Quanto mais controle de suas palavras e emoções você estiver, melhor se mostrará na conversa.[1]

    • Tente não se exaltar em momentos de frustração ou quando o assunto for uma paixão pessoal. Sentir-se muito emotivo pode dificultar a transmissão da mensagem.
  2. Imagem intitulada Speak Your Mind Step 2
    2

    Abra-se para pessoas com quem se sente confortável. Acostume-se a dar opiniões perto de parentes e amigos próximos. À medida que vai ficando mais fácil, saia pouco a pouco da zona de conforto até que não mais tenha medo de fazer ouvir a sua voz. A maioria das pessoas acha muito mais fácil expressar suas opiniões para as pessoas mais próximas do que para estranhos, que, segundo pensam, poderão julgá-los.

    • Comece dando uma opinião em conversas casuais, nas quais você não terá a sensação de poder ser reprimido ao compartilhá-la. Por exemplo, você poderia começar fazendo uma observação simples como “o jantar estava delicioso, mãe” ou “eu acho esse programa tão chato. Podemos assistir outra coisa?”. Conversas como essas dificilmente terminam em desavenças ou discussões.
    • Conversar com pessoas já familiares a você ajuda a desligar os pensamentos de autocrítica, mantendo o foco em sua mensagem.
  3. Imagem intitulada Speak Your Mind Step 3
    3

    Use um tom de voz afirmativo. Fale em alto e bom som, de forma firme e confiante. Invista tempo em expressar os seus pensamentos — não balbucie ou tente conversar muito depressa. Pessoas quietas podem ser ignoradas não por culpa de sua voz baixa, mas porque seu comportamento geral indica aos outros que elas não valem a pena serem ouvidas.[2]

    • Se você desenvolver uma fala cativante, é mais provável que outros levem a sério o que tem a dizer.
    • Ser afirmativo é algo muito bom. Ser barulhento e autoritário, não. Saiba a diferença e evite afastar o ouvinte.
  4. Imagem intitulada Speak Your Mind Step 4
    4

    Seja confiante. Acima de tudo, acredite em você mesmo. Caso contrário, as suas palavras não terão persuasão suficiente. Vale lembrar-se de que é uma pessoa única, com seus próprios pensamentos, valores e ideias. Se não tiver a confiança necessária para externar o que você tem a dizer, ninguém se beneficiará em ouvi-lo.[3]

    • Se você precisa “fingir até conseguir”, imagine-se estando confortável ao compartilhar uma opinião pessoal. Depois de algum tempo, esse não parecerá um desafio tão grande.
    • Desenvolva a confiança em sua fala. Olhe a pessoa nos olhos e use uma linguagem forte e ativa. Evite expressões vazias como “né”, “então”, “tipo” ou “sabe?” — elas enfraquecem o impacto do discurso.[4]

Método2

Superando o medo de possíveis confrontos e ridicularizações

  1. Imagem intitulada Speak Your Mind Step 5
    1

    Não se preocupe com o que os outros podem pensar. Esqueça o desejo de tentar agradar. O medo de julgamentos não deve impedir que você diga ao mundo como se sente. Nem todos estarão interessados ou concordarão com o que está dizendo. Não deixe que isso o desencoraje de se expressar livremente.[5]

    • Pergunte-se qual é a pior coisa que pode acontecer se você falar o que pensa. Depois de observar atentamente quais são as suas razões para manter o silêncio, você descobrirá que elas começarão a desaparecer.[6]
  2. Imagem intitulada Speak Your Mind Step 6
    2

    Acredite no que diz. Mantenha-se fiel à base de suas visões. Para as suas palavras terem peso, você mesmo deve reconhecer seu valor. Mesmo que você e as pessoas ao seu redor não estejam em plena concordância, o mais importante é ter a coragem para revelar qual é a sua posição. A ansiedade com relação à sua forma de ser percebida não deve impedi-lo de defender o que acredita ser o certo.[7]

    • Seja fiel à sua visão. Nem sempre é fácil extrair a coragem para dizer a alguém “você está sendo egoísta” ou “eu não acho que o que você está fazendo é certo”. No entanto, se você sente uma necessidade urgente de conversar sobre determinado assunto, isso provavelmente significa que se trata de algo importante.
    • Expresse as suas opiniões sem sentir vergonha, mas evite forçá-las em outras pessoas.
  3. Imagem intitulada Speak Your Mind Step 7
    3

    Não hesite. Quando uma oportunidade de falar surgir, aproveite-a. Esteja atento aos rumos da discussão ao redor e espere pelo momento certo de agregar o seu conteúdo. Os ouvintes estarão impressionados pelo que tem a dizer, incentivando-os a pedir a sua opinião com maior frequência. Muitas pessoas se refreiam por terem medo de chamar atenção ou de falar algo estúpido, mas você nunca sabe quando haverá outra oportunidade.[8]

    • Fazer afirmações confiantes e perguntas bem pensadas demonstra iniciativa. Até mesmo dizer “eu não sei se entendi bem esse último ponto. Você poderia explicar novamente?” demonstra iniciativa e empenho em promover um diálogo igualitário.
    • Até a hora em que você tenha juntado a coragem para falar, outra pessoa talvez já tenha convergido a mesma mensagem.
  4. Imagem intitulada Speak Your Mind Step 8
    4

    Assuma que outros concordarão com você. Pare de dizer a si mesmo que “ninguém quer saber a sua opinião”. Os seus pensamentos são tão válidos quanto os de qualquer outra pessoa. Na verdade, podem até mesmo concordar com um grande grupo que se sente tímido demais para se revelar. Ao esperar risos ou contradições, você apenas enfraquece ainda mais o seu ânimo.[9]

    • O mero fato de observar a sua confiança e disposição em afirmar o que pensa pode inspirar outras pessoas a se expressarem com mais liberdade.

Método3

Sabendo quando falar

  1. Imagem intitulada Speak Your Mind Step 9
    1

    Contribua a fim de complementar as discussões. Se uma conversa pode ser beneficiada pela sua participação, entre imediatamente. Uma troca saudável de ideias é essencial para se tornar uma pessoa mais compreensiva. Geralmente, haverá oportunidades de aprender com os discursos profundos e emocionais do grupo e, ainda, de compartilhar a sua própria sabedoria.[10]

    • Inicie o comentário de suas opiniões com frases como “eu penso…” ou “eu acredito que…”.
    • Tenha cuidado com a sua forma de se expressar em discussões políticas, religiosas ou éticas, que podem facilmente gerar conflitos.[11]
  2. Imagem intitulada Speak Your Mind Step 10
    2

    Envolva-se na tomada de decisão. Seja mais ativo ao fazer planos ou tomar decisões. Explique a sua linha de pensamento e seja bastante claro ao dizer quais são as suas preferências. Manter-se em silêncio serve apenas como forma de abandonar a sua oportunidade de contribuir nas decisões feitas, até mesmo quando afetam a sua vida.[12]

    • Mesmo uma ação pequena quanto vetar uma opção de lugar para almoçar pode deixá-lo mais encorajado a falar.
    • Se não sabe ao certo se uma ideia em particular será aceita, faça parecer que você está apenas dando ideias em um brainstorming. Diga algo como “você acha que seria melhor se fizéssemos…” ou “e se, em vez de irmos ao teatro, ficássemos aqui de conchinha e assistíssemos um filme no sofá?”.
  3. Imagem intitulada Speak Your Mind Step 11
    3

    Não deixe que o silêncio seja confundido com aprovação. Não se expressar pode ser entendido erroneamente como concordância ou indiferença. Se você se opõe a algo, fale. Tome uma posição declarada em questões, comportamentos e crenças controversos, sem usar termos incertos. De outro modo, você tem tanta culpa pelas circunstâncias quanto a pessoa que os trouxe à discussão.[13]

    • Um olhar de escárnio nunca terá efeito igual a perguntar forçosamente “o que o faz pensar que é aceitável se comportar desta maneira?”.
    • Você não pode mudar algo até que aponte o que há de errado com ele.
  4. Imagem intitulada Speak Your Mind Step 12
    4

    Mantenha o respeito. Seja educado, sereno e disposto a ouvir, mesmo (talvez especialmente) quando um diálogo cotidiano se transformar em debate. Faça o melhor para sempre estimular a comunicação respeitosa e aberta. A forma de agir no diálogo deve sempre servir como exemplo positivo. Saber quando é melhor abster-se de dar uma opinião ou abafar a vontade de falar o que pensa é tão importante quanto saber quando se expressar com orgulho.[14]

    • Resista à tentação de recorrer a insultos no meio de um debate acalorado. “Me desculpe, mas eu discordo” consegue o mesmo objetivo, mas sem a hostilidade característica. É muito mais provável que a pessoa continue a ouvi-lo e levá-lo a sério se você mantiver a cabeça fria.
    • Pense duas vezes antes de falar algo que possa ofender ou ser entendido da forma errada.

Dicas

  • Não floreie muito — diga o que você quer dizer e com intenção.
  • Independente da mensagem que você queira passar, concentre-se apenas em expô-la claramente. O ouvinte nunca deve ter que adivinhar o significado de suas palavras.
  • No início, pode ser assustador desenvolver a coragem para falar o que pensa. Para muitas pessoas, tornar-se mais franco e confiante pode ser uma busca vitalícia. Não é necessário mudar a pessoa que você é da noite para o dia. Basta cultivar o hábito de compartilhar os seus pensamentos pouco a pouco até que não se trate mais de algo tão intimidador.
  • Pratique tornar-se um bom ouvinte, enquanto aperfeiçoa as habilidades de fala. Também é importante ouvir a opinião de outras pessoas.
  • Restrinja ou elimine o uso de palavrões e irreverências em seu vocabulário. Pode ser difícil levar a sério uma pessoa que faz uso constante de linguagem vulgar ou ofensiva.

Avisos

  • Use o bom senso ao determinar o que é ou não aceitável em um diálogo. Não se deixe criar problemas pelo que fala.
  • Evite dominar a conversa. Dê a todos uma chance justa de falar.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s