Elementos da narrativa


Rating: 3.0/5 (2 votes cast)

Ficção: é o discurso narrativo ou representação ou fábula que nos remete a uma construção subjetiva em que figuram entidades, ações e situações que formam um todo organizado não veraz.

Universo ficcional: é uma criação subjetiva intuída a partir de uma ficção, formado por entidades, ações e situações formando um todo organizado e hipotético. O discurso narrativo ou representação ou fábula é o ponto de partida para a construção do universo ficcional, que não é dado em si, mas por aspectos. Podemos até imaginar o universo ficcional se estendendo para além de onde é possível ver pela janela do discurso. Mera divagação! O que extrapolamos para além dos dados do discurso é por nossa conta e risco, o que não deixa de ser saudável em certos casos. Se o discurso nos remete a um universo ficcional, em certos aspectos análogo ao universo objetivo, diremos que ele possui uma dimensão realista, o que para a narratologia é um atributo contingente.

Situação: é a ordem dos elementos do universo ficcional em dada coordenada de tempo ficcional.

Ação: são as mudanças que ocorrem no universo ficcional. A ação pode ter vários aspectos:

  • Consumada: efetivamente ocorrida no universo ficcional.
  • Hipotética: supõe-se consumada, mas no decorrer da narrativa pode se mostrar como não consumada no universo ficcional.
  • Imaginária: fruto de uma ficção dentro da ficção estabelecida por algum dos agentes da ficção.
  • Representada: os agentes da ficção representam dentro da ficção.
  • Onírica: resulta do sonho de um dos agentes da ficção.

Ação cardeal: compromete a inteligibilidade da fábula, quando suprimida.

Proposição: é a tripla situação anterior, ação, situação posterior.

Episódio: é qualquer fragmento de narração formado por pelo menos uma proposição. Alguns tipos notáveis de episódio:

  • Inversão de tendência: podemos exemplificá-la citando o herói que consegue inverter as expectativas que apontavam para o seu fracasso em expectativa para sua vitória. É um tipo de episódio útil para a obtenção de clímax. Esse exemplo chama-se peripécia.
  • Revelação: ocorre quando um dos agentes da narração – que pode ser o narratário, o personagem ou leitor – toma conhecimento de um fato que redireciona os caminhos da ação. Um caso de revelação é o reconhecimento, onde um dos agentes da narração toma conhecimento da identidade de outro.
  • Catástrofe: é o fato de dimensões trágicas no universo ficcional. Na tragédia grega, por exemplo, ocorre catástrofe no clímax.
  • Confronto: é o encaminhamento irreconciliável para a disputa entre dois agentes da narrativa.
  • Dano: é o fato que cria um desequilíbrio no universo ficcional que por vezes condiciona toda a ação.

Núcleo narrativo: é uma parte da narrativa em que se prioriza a abordagem de determinado objeto. O tipo mais comum e notável de núcleo é o que se desenvolve em função de personagens. No romance Cem Anos de Solidão, de Garcia Marquez, por exemplo, há vários núcleos narrativos, cada um ligado a um dos personagens do romance. Nesse romance, o narrador acompanha a história de um personagem de cada vez. Podemos dizer que isso caracteriza um núcleo. A peça teatral ‘Peer Gynt’, de Ibsen, em três atos, passa-se em três épocas, respectivamente: infância, idade adulta e velhice do protagonista. Cada ato se constitui num núcleo. Pode-se dizer que uma parte da narrativa é um núcleo, desde que nela seja preservada a característica da parte. Para não se enxergar núcleos e mais núcleos numa narrativa é preciso considerar apenas as priorizações de abordagem mais gerais. Não há uma baliza precisa para determinar que nível de generalização deve ser empregado para caracterizar um núcleo, por isso a determinação dele é uma questão subjetiva.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s