Aprenda a relaxar para viver mais e melhor


Ivonaldo Alexandre/ Gazeta do Povo

Ivonaldo Alexandre/ Gazeta do Povo / “Quem não consegue relaxar e consequentemente dorme mal sofre de três males: falta de atenção, falta de concentração e irritabilidade.” “Quem não consegue relaxar e consequentemente dorme mal sofre de três males: falta de atenção, falta de concentração e irritabilidade.”

Equilíbrio

30/11/2009 | 00:14 Jennifer Koppe

Entrevista com Jóris Marengo, professor de ioga e consultor de empresas.

Relaxar é muito mais do que se encostar no sofá para assistir à tevê ou ler um livro. Também não significa dormir. Segundo o mestre iogue Swami Satyananda, para que o processo de relaxamento seja completo, é preciso estar consciente. Foi ele o responsável por trazer para o Ocidente o ioganidra, técnica de relaxamento físico, emocional e mental de origem tântrica.

Marcelo Elias/Gazeta do Povo

Marcelo Elias/Gazeta do Povo / O instrutor Arthur Costi: domínio da técnica exige prática e repetição Ampliar imagem

O instrutor Arthur Costi: domínio da técnica exige prática e repetição

Passo a passo

Segundo o instrutor e diretor do Uni-Yôga Centro Cívico, Ricardo Poli, o ioganidra é apenas uma das práticas do ioga, e é geralmente realizado antes ou depois da aula. “Embora seja muito eficiente de forma isolada, o ioganidra tem resultados ainda melhores quando associados às outras práticas, usadas para desenvolver força, flexibilidade, tônus muscular e alongamento. Ele costuma ser usado como ferramenta para assimilação das aulas ou como preparação para a meditação”, explica. Confira as principais etapas da técnica:

1 Preparo – deite-se de costas sobre uma cama ou um tapete, com as pernas e os braços afastados do corpo. As palmas das mãos devem estar viradas para cima. Permaneça com os olhos fechados do começo ao fim da prática.

2 Respiração – preste atenção em sua respiração. Ela deve ser exclusivamente nasal. Expanda os músculos do abdômen na inspiração e contraia na expiração.

3 Entrada – preste atenção em cada região do seu corpo e procure soltar músculos, nervos, articulações e ossos, dos dedos dos pés ao couro cabeludo. Permaneça sempre consciente e procure filtrar os ruídos externos. Concentre-se apenas naquilo que você quer ouvir.

4 Utilização – visualize objetivos específicos. Aproveite o momento para projetar o futuro. Imagine onde você gostaria de estar e o que gostaria de estar fazendo daqui a um ano, como se fosse hoje. E pense em uma ação que você poderá fazer a cada dia para alcançar estes objetivos.

5 Retorno – para finalizar a técnica, ative os cinco sentidos, volte a prestar atenção nos ruídos externos, inspire profundamente, movimente dedos, mãos, pés, pernas e abra os olhos.

6 Ambiente – o ideal é que a prática seja realizada em um lugar calmo, arejado e com iluminação suave. Chegar a um estágio profundo de relaxamento exige prática e repetição. Embora a prática pareça simples, o relaxamento profundo não se alcança do dia para a noite. Para ajudá-lo, uma gravação que orienta o passo a passo do ioganidra pode ser adquirida nas unidades do Uni-Yôga em Curitiba, ou então, baixada através do site www.uni-yoga.org.

A técnica parece muito simples (veja quadro ao lado), mas alcançar um estágio de verdadeiro relaxamento não é tão fácil assim. Como está cada vez mais difícil se desligar dos problemas da vida moderna, fazer aula para aprender a relaxar não parece uma ideia tão absurda. Por isso o consultor de empresas e professor de ioga do método DeRose Jóris Marengo elaborou um curso que ensina algo que deveria ser natural a nós todos, mas que, nos dias de hoje, está se tornando cada vez mais raro.

Segundo Marengo, mesmo a prática frequente da técnica ioganidra não é suficiente para levar uma vida mais descontraída e saudável. A mudança de hábitos também é fundamental para alcançar mais qualidade de vida. Em entrevista à Gazeta do Povo, Jóris, que é radicado em Florianópolis e veio a Curitiba ministrar o curso no último dia 20, fala sobre os benefícios e o poder do relaxamento nos dias de hoje.

Qual é a relação entre relaxamento e uma boa noite de sono?

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 40% das mulheres e 30% dos homens em todo o mundo têm dificuldade para dormir. O trabalho que desenvolvo no curso não é pautado no sono, mas, se a pessoa tem dificuldade para relaxar, terá dificuldade para dormir. Um problema é consequência do outro e um sono de qualidade é fundamental para se levar uma vida saudável e de qualidade.

Quais são os prejuízos sofridos por quem não consegue relaxar?

Quem não consegue relaxar e consequentemente dorme mal sofre de três males: falta de atenção, que causa um número maior de acidentes; falta de concentração que se traduz em falta de eficiência e mais retrabalho; e irritabilidade, responsável por gerar conflitos. Estes três problemas acabam afetando significativamente a sua saúde, a sua evolução profissional e os seus relacionamentos sociais e familiares.

O relaxamento tem o poder de substituir o sono?

Muitos mestres iogues acreditam que sim, e as experiências desenvolvidas pelos neurocientistas têm comprovado essa teoria. Pes­quisadores observaram que uma pessoa com treinamento em relaxamento reproduz conscientemente o estágio do sono profundo – o último e o mais importante estágio do sono. E conseguem isso em apenas 15 minutos. Portanto, acredita-se que 15 minutos de relaxamento profundo pode substituir uma noite de sono. Se todos conseguissem chegar a esse estágio de relaxamento, seria maravilhoso. Afinal, perdemos 1/3 de nossas vidas dormindo e poderíamos aproveitá-la melhor. Muitos praticantes, aliás, costumam usar a técnica quando têm pouco tempo para dormir.

Que outros benefícios são promovidos pelo relaxamento?

Os principais benefícios da prática do ioganidra estão ligados à longevidade. Indivíduos que conseguem desenvolver uma prática de relaxamento constante ficam menos doentes porque liberam uma quantidade maior de hormônios ligados à capacidade imunológica. Pessoas que adotam um estilo de vida mais descontraído também têm uma expectativa de vida maior, pois envelhecem mais lentamente. Os hormônios liberados durante a realização da técnica combatem os radicais livres, responsáveis pelas rugas e a degeneração do organismo.

Além de praticar o relaxamento, que outros hábitos devemos adotar para garantir mais saúde e bem-estar?

O mais importante é reeducar o corpo – saber controlar os músculos e as articulações para tensionar ou descontraí-los sempre que necessário – e, principalmente, a mente. Já se sabe que 80% do nosso sofrimento têm origem em causas imaginárias. Mas também é fundamental mudar o estilo de vida e adotar novos hábitos, como ter boas maneiras, cultivar bons relacionamentos e praticar a meditação. Fisicamente, a prática de exercícios físicos e de alongamento também contribuem muito para o bem-estar. Exercícios físicos ativam a região esquerda-frontal do cérebro, usada para solucionar problemas. E quem consegue solucionar mais rapidamente os seus problemas, é uma pessoa mais feliz.

E a alimentação, também precisa ser modificada?

Deve-se reduzir a ingestão de café, sal, açúcar, chás e gordura, além de eliminar o álcool, o cigarro e outras drogas. Também é interessante adotar a frugalidade, ou seja, comer pouco, somente o necessário.

Qual a importância da respiração para o relaxamento?

A respiração é a chave para se alcançar um estágio de relaxamento profundo. Mas a respiração precisa ser abdominal, que evita a hiperventilação e consequentemente a ansiedade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s