PENSE PRIMEIRO NO PROBLEMA ANTES DE DAR SOLUÇÃO


Pense primeiro no problema antes de dar solução

É muito comum encontrarmos pessoas de negócio, como Analistas de Produto (ou os chamados de Analistas de Negócio) ou Product Owners (Donos do Produto segundo o Framework ágil do Scrum) definindo, escrevendo e delegando soluções detalhadas para os times construírem e entregarem aos seus clientes.

Mas não é isso que estas pessoas de negócio devem fazer Fábio?

Sinceramente? Não!

As pessoas de negócio, principalmente os Product Owners em ambientes ágeis, devem focar no entendimento e seleção dos principais problemas de seus clientes para que posteriormente definiam uma solução junto com seus times de forma colaborativa.

Em outras palavras os POs devem cavar o problema lá no fundo e encontrar realmente qual é o grande ou principal problema que seu cliente precisa resolver. A causa raiz e não a consequência.

Muitas vezes o cliente liga (ou manda um email) pedindo uma nova tela, um novo campo, uma alteração de filtro de relatório, uma nova integração, enfim já vai pedindo a solução para algo que ele imagina ser o problema, e a partir disto a pessoa de negócio responde: “ah perfeito, irei estar colocando o botão na tela para você!”

Nãããoooo!!!!

Primeiro esta pessoa de negócio deve perguntar: “Qual é o seu problema? Porque você pensou que um botão novo nesta tela iria te ajudar? Me conte o que você está querendo resolver com o botão?” Veja que o foco não deve ser o botão, e sim porque o cliente pensou no botão …

Um Product Owner que conhece o seu problema e trabalha com princípios, conceitos e filosofia ágil, lembra sempre que precisa entregar valor ao seu cliente e que ele/ela é o CEO de sua própria Startup, onde o produto é seu e os clientes também, e ambos precisam dar os melhores resultados para que a sua empresa (time) continue sobrevivendo com seus clientes. Caso você não tenha entendido a analogia do PO sendo o CEO da sua própria Startup leia o post que fala sobre isso clicando aqui.

E o que é valor para o cliente Fábio?

Esta é uma pergunta que muitos me fazem por ai nos meus clientes de consultoria, em meus treinamentos e palestras. Bom, pense no problema que fica fácil entender o que é valor.

O PO deve focar na resolução do maior, mais importante ou mais impactante (use o adjetivo que você mais gostar) do seu cliente. Sempre que um produto resolver um “grande” problema de um cliente este produto estará entregando um grande valor de negócio, incontestavelmente, a um ou mais clientes. A forma mais fácil e simples de explicar o que é valor é ouvir do seu cliente o seguinte: “O Produto X resolveu os meus principais problemas de … ” ou “Esta solução apresentada pelo time resolveu o meu maior problema na empresa, nossa estou muito satisfeito … ”

Muitas vezes o time de desenvolvimento de produtos, o PO e o cliente não enxergam valor no que está sendo produzido ou entregue, sabe por que? Porque não tem nenhum problema sendo resolvido com aquela entrega.

Muitos ainda focam na entrega de coisas, no objetivo de lotar um sistema de funcionalidades e entregá-las ao seu cliente, de fazer um produto com várias características que agregam sei lá o que ao próprio produto, mas o cliente final, quem realmente vai usar não precisa de metade daquelas coisas que agregavam sei lá o que.

Então, um Time e seu PO não devem focar seus esforços em entregar uma nova funcionalidade de um sistema ou característica de um produto, porque quando fazem isso estão mais preocupados com a quantidade do que com a qualidade e valor. O Time e seu PO devem focar em encontrar qual é o grande problema de um ou mais clientes e juntos definirem uma melhor solução para este problema real.

Ao fazerem isto estarão focando na descoberta de valor e na transformação deste valor em um produto que trará retorno para um ou mais clientes, além de evitar o desperdício de trabalhar em soluções que não possuem problemas a serem resolvidos, ou que não estão na expectativa de ninguém.

Podemos reforçar este entendimento lembrando do termo solução tecnológica, que quer dizer que a tecnologia deve solucionar alguma coisa, esta “alguma coisa” deve ser um problema, e o mais importante deles de preferência, sempre o problema mais importante deve ser priorizado e na sequência outros problemas menores.

Solução tecnológica resolve problemas e não os cria, quando você trabalha somente na criação de “novas coisas” (que você gosta de chamar de novas funcionalidades ou features) você está criando possivelmente novos problemas.

A maior habilidade de um PO é identificar o problema certo a ser resolvido. Por isso não monte um backlog de novas features, monte um backlog de problemas a serem resolvidos e você verá que seus clientes irão ficar muito mais satisfeitos e enxergarão o que é valor de negócio frequentemente entregue e nunca canse de fazer a seguinte pergunta:

Que problema estaremos resolvendo se fizermos isso?

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: