Eleições Petros 2017


DE 12 A 26 DE JUNHO VOTE POR TELEFONE OU PELO SITE DA PETROS
Rafael Crespo
Empregado da Petrobrás lotado em Macaé desde
2006, sempre atuando na área de scalização e auditoria de contratos.
Tendo diversas especializações na área da previdência complementar,
como governança corporativa, Comunicação, Investimentos e Gestão
baseada em riscos, controles internos e auditoria, além de estar em
certicação pelo ICSS (Instituto de Certicação dos Prossionais de
Seguridade Social). Com ampla experiência em negociações
corporativas, aos 30 anos de idade, atua em defesa dos petroleiros
tanto dentro da corporação, quanto no âmbito institucional.
André Araújo
Bacharel em Direito, advogado inscrito na OAB-BA,
pós-graduando em Direito Civil e atualmente cursando Ciências Sociais
na UFBA. Ingressou na Petrobras em 2004 como Inspetor de Segurança
Interna. Em 2011 entrou na direção do Sindicato dos Petroleiros do
Estado da Bahia, onde assumiu o Setor Jurídico e desde 2014 é
responsável pelo Setor Financeiro. Participou do Curso de Previdência
Complementar ministrado pela AEPET e tem buscado especialização
na área de Direito Previdenciário objetivando melhorar a atuação em
defesa dos direitos dos participantes da Petros.
47
Arthur Ferrari
Técnico de Suprimentos de Bens & Serviços Sênior,
graduado em Administração de Empresas, Consultant Material
Management SAP certicate ID1709905, Pós Graduado em Engenharia
e Gestão de Processos de Negócios, UFRJ/COPPE2008, MBA Gestão
Financeira, Controladoria e Auditoria, FGV/RJ, 2010. Admissão na
Petrobrás há 34 anos como eletricista embarcado UN-BC, e TABG
durante 10 anos. Ex-consultor e coordenador de inúmeros projetos de
implantação de sistemas integrados de negócio no Brasil e no exterior
durante 22 anos. 894 h de docência na UP-RJ e PESA-AR.
Maia
Técnico em Química, formado na Escola Técnica Federal de
Pelotas, ingressou na PETROBRÁS em 1988, como Técnico de
operação. Formado em Tecnólogo em Gestão Financeira e Extensão
em Previdência Complementar, na Universidade Positivo – Curitiba/PR.
Atual Presidente do Sindipetro-RS, em terceiro mandato, tendo sido
Diretor Financeiro entre 2005 e 2008. Diretor da FUP desde 2014.
Representante eleito pelos trabalhadores para o Conselho de
Administração da Refap S.A. no período da reincorporação à
Petrobrás, após a desastrosa política de privatização de FHC.
51

NÃO DEIXAR
PROPOSTAS PARA
A PETROS DESMORONAR
MELHORIA DA GESTÃO
E FORMAÇÃO
Garantir a eleição dos Diretores da PETROS
conforme estabelecido no AOR – Acordo de
Obrigações Recíprocas.
Cobrar todas as dívidas da Petrobras e das
demais patrocinadores com o Plano PETROS e os
demais planos que estão com décit.
Cobrar e fazer o equacionamento do Plano PETROS – 1 com para garantir o seu equilíbrio e
a sua sustentabilidade.
Eliminar ou reduzir o passivo judicial da Petros
principalmente do Plano Petros – 1 através de
acordos judiciais e extra judiciais.
Realizar cursos a distância de educação previdenciária
e nanceira para os dirigentes das entidades e os
participantes e assistidos.
Formar grupos de estudos regionais e nacional para
assessorar os Conselheiros eleitos, qualicar a sua
atuação e formar novos Conselheiros.
FISCALIZAÇÃO
E TRANSPARÊNCIA
Utilizar todas as novas mídias e os
demais meios de comunicação para
prestar contas periodicamente do
mandato dos nossos Conselheiros eleitos.
Criar um canal direto fácil e rápido de comunicação
para receber as denúncias reclamações,
reivindicações e outras demandas.
Realizar reuniões periódicas e outras atividades,
junto aos órgãos de scalização da
previdência complementar e do mercado
nanceiro.
Trabalhar em conjunto com os Conselheiros
eleitos dos demais Fundos de
Pensão buscando melhorar leis e outros
normativos legais e a scalização.
PARTICIPAÇÃO
E ORGANIZAÇÃO
Realizar atividades periódicas com os
participantes e assistidos sobre a
importância da previdência complementar
e da PETROS e a necessidade da sua
participação para a defesa dos seus direitos.
Fortalecer e apoiar a ANAPAR, como
entidade nacional e legítima representante
de todos os participantes e assistidos da
Petros e dos demais fundos de pensão.
Trabalhar sempre em conjunto com as
direções das entidades para pressionar a
Petrobrás, demais patrocinadores
e a direção da PETROS
a atender as reivindicações
dos participantes
e assistidos.
Realizar seminários, plenárias e congressos com os
dirigentes dos sindicatos, das associações e com os
Conselheiros eleitos para buscar a unidade.
Realizar atos, mobilizações e outras atividades
nacionais com a participação dos sindicatos e associações
em defesa da PETROS e dos seus participantes
e assistidos
Denir e implementar todas as providências
jurídicas, institucionais e políticas
necessárias, com as demais entidades,
para defender os direitos e interesses
dos participantes e assistidos
da PETROS e da nossa
Fundação.
CNAP – Conselho Nacional de Aposentados e Pensionistas
UNIDADE NACIONAL
Criar um Fórum Nacional que unique os sindicatos
e associações e estabeleça ações conjuntas para
solução dos problemas da PETROS e dos seus
planos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s