Razões intrínsecas para o fracasso do comunismo


Razões intrínsecas para o fracasso do comunismo
« Online: 07 de Março de 2011, 09:17:33 »
Existe um certo fator que normalmente pessoas atreladas à esquemas grandiosos deixam de levar em consideração,  o fator humano.

Não adianta querer bolar esquemas que vão amplamente contrário à essas caras características e aqui podemos convergir diversos assuntos deste fórum

– É inútil nós céticos acharmos que o mundo seria possível, ou mesmo melhor, sem religião e ideologias
– É inútil puristas quererem bolar um mundo onde não haja bebida e drogas
– É inútil religiosos imaginarem um mundo onde se dá outra face
– É inútil moralistas tacharem a prostituição de imoral e querer proibi-la
– É inútil comunistas acharem que pessoas irão adormecer seu sentido individual em benefício de um suposto bem maior (sem levar em consideração que a afirmação é falsa)

E é inútil planejar soluções tendo como premissas atentados ao modus operandi dos seres humanos. A proibição do alcool iria gerar crime, a proibição de religião iria fazer com que essa se fortalecesse, as prostitutas ficariam mais expostas à violência e ao sub-mundo e os homens continuariam a buscar seus serviços… e assim por diante.

E o comunismo vai contra fatores humanos, quais sejam
1- Necessidade do ser humano de ter um caminho para progredir materialmente
2- Necessidade de reconhecimento material por diferenciais apresentados em sua vida profissional
3- Forte tendência a não dar o melhor de si ou mesmo tornar-se relapso se esses fatores não estarem presentes
4- Necessidade de buscar as condições para que esses fatores aconteçam
5- Apreço pelo poder
e etc..

O comunismo faliu primeiramente por essas condições. Toda a burocracia, perseguição, expurgos, etc.. foram meios para suprimir a atitude humana de buscar as condições necessárias para seu desenvolvimento e manter o status quo comunista.

É provavelmente errado dizer que pessoas Fidel, Trotski, Lenin, etc.. eram bestas a priori. Que não estavam realmente com a intenção de dividir o poder com o povo. O que tornou essas pessoas verdadeiros animais foi exatamente a tentativa de preservar seu esquema grandioso ainda que fosse contra as aspirações humanas.

O que os tornou animais foi

– Controlar os campesinos após dizer-lhes que ele não teria mais possibilidade de ter nada dele, ainda que na prática muitos não o tivessem.
– Ter que controlar as pessoas (restringir acesso) para que elas não vejam pessoas de outro país tendo possibilidades que ela não tem
– Ter que controlar as pessoas que querem contar para seus colegas o que esses outros países fazem
– Ver que a economia não está progredindo de acordo com o plano e criar um aparato que possa substituir a capacidade de inovação que foi obstruído pela falta de geração de incentivos à criatividade
– Criar e manter uma estrutura de força para fazer com que suas decisões sejam seguidas
– Ter uma ideologia, o que significa que você irá tentar fazer seu esquema grandioso funcionar de qualquer maneira. E neste caso, a finalidade da ideologia que era trazer uma melhor condição de vida é deixado de lado porque a interpretação é que essa melhor condição de vida só é alcançada através da ideologia

Então a falha do comunismo não se deve à burocracia ou ao autoritarismo. Na verdade esses são decorrências das incoerências do modelo.

Interessante também é o fato de que essas pessoas atadas a esquemas extravagantes não conseguem perceber, porque estão atados à ideologia e não à sua finalidade, é que existe soluções possíveis e provadas vigentes no único modelo que logicamente, até agora, pode dar certo: o capitalismo.

E aqui cabe um pequeno parênteses. Um enorme problema das pessoas atadas a esquemas grandiosos é a própria definição de “dar certo”. Não existe nenhuma evidência de que consigamos gerar uma sociedade sem injustiças até porque a sociedade é composta de seres injustos. E não há nenhuma evidência de que consigamos controlar as pessoas com processos que as façam tornar-se justas apesar de sua essência.

Ideólogos costumam fazer uma comparação do estado atual das coisas frente a um mundo utópico cheio de características positivas que só podem existir em suas mentes. E isso entorpece ainda mais sua capacidade crítica.

Tendo isso em mente, é importante se perguntar o que países como Suécia, Suíça, Canadá, NZ, França, Coréia (do sul), EUA, Japão, Alemanha, Itália, Austria, Australia, Noruega, Finlandia, Dinamarca, Hong Kong (antes da china), Inglaterra, etc.. alcançaram o que um modelo comunista nunca pode alcançar.

E temos o paradigma.. Ele está aí, funciona. E foi implementado em alguns lugares em menos de 50 anos!!!

O comunismo é um desvio conceitual e prático para o progresso.

« Última modificação: 07 de Março de 2011, 09:21:40 por Agnóstico »
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s