CA: Eleição para representante dos trabalhadores já começou


Imprimir

Sexta, 09 Janeiro 2015Acessos: 462

Petroleiros podem participar votando pela intranet. Conheça os candidatos apoiados pelo Sindipetro-RJ

A Petrobrás, a Transpetro, a TBG e a BR Distribuidora já iniciaram o processo para eleição do representante dos trabalhadores no Conselho de Administração das empresas. O Sindipetro-RJ apóia a candidatura de petroleiros que lutam contra os leilões do petróleo, contra a privatização de nossas reservas estratégicas e a entrega das riquezas nacionais a preços irrisórios.

A presença de um representante dos empregados nos conselhos de empresas públicas e estatais foi uma conquista dos trabalhadores, sacramentada pelo então presidente Luis Inácio Lula da Silva, que em 28/12/2010, assinou a Lei 12.353.

Apesar de muito importante, a atuação dos empregados nos conselhos ainda é limitada, com restrições de participação em deliberações referentes a pontos de pauta que envolvam relações sindicais, remuneração, benefícios e vantagens, inclusive matérias de previdência complementar e assistenciais. Mesmo com essas limitações, o representante dos trabalhadores poderá acompanhar informações que não são compartilhadas como deveriam com os trabalhadores e realizar denúncias.

A luta para aumentar a participação dos trabalhadores continua. O Projeto de Lei 6051/2013, de autoria da deputada Fátima Bezerra (PT/RN), que suprime o artigo 3º da lei em vigor, dando aos representantes dos trabalhadores o direito de participar também dos pontos sobre relações sindicais e benefícios, encontra-se na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC).

Na Petrobrás, a votação em primeiro turno será realizada entre 6 e 18 de janeiro de 2015, com apuração em 19 de janeiro e segundo turno de 31 de janeiro a 8 de fevereiro. Na Transpetro e no TBG o primeiro turno será de 10 a 18 de janeiro e o segundo turno de 31 de janeiro a 8 de fevereiro.
Apresentamos abaixo um perfil dos candidatos apoiados pelo sindicato.

Para Transpetro

LUCAS FERREIRA é candidato ao CA da Transpetro. Economista, é diretor do Sindipetro-RJ e diretor Regional do Dieese. Atuou por vários anos na Cipa da Transpetro Sede/Marítimos, onde foi o vice-presidente eleito pelos empregados na gestão 2011-2012. Seu mandato terá compromisso em defender a incorporação da Transpetro à Petrobras e trabalhar para eliminação dos impedimentos que constam na Lei 12.353/10 à plena participação do representante dos empregados na discussão dos temas diretamente relacionados com questões dos trabalhadores.
Conheça mais sobre a plataforma de trabalho na

A imagem pode conter: 1 pessoa

página:https://www.facebook.com/lucasferreiranoca

Para Petrobrás

ANTÔNIO MARTINS é candi­dato ao CA da Petrobras. Engenheiro em Segurança, Meio Ambiente, Eficiência Energética e Saúde (SMES), da Petrobrás, é diretor do Sindipetro­RJ. A essência de sua plataforma é a inclusão de assuntos de interesse dos trabalhadores na pauta do Conselho de Administração (CA). Acredita que só através de um mandato participativo é possível mobilizar a categoria para discutir e escolher quais assuntos devem ser priorizados no CA. Assim, defende a ampla participação dos petroleiros (a partir das bases) para a escolha de assuntos de pauta para o CA.

GUILHERME SILVA é candidato ao CA da Petrobras. É Técnico de Projetos, Construção e Montagem, lotado na FAFEN-BA e entrou em 2005 Foi militante do movimento estudantil, e atualmente milita no movimento negro e no movimento sindical. Foi da diretoria do Sindipetro-BA entre 2011 e 2013, compondo o setor minoritário que se opunha à Articulação-FUP. Essa candidatura representa os que defendem uma atuação sindical baseada no trabalho de base. Guilherme se compromete a fortalecer a campanha O Petroleo tem que ser Nosso, bem como auxiliar as chapas de Oposição à FUP, nos diversos espaços de disputa (eleições sindicais, conselho da Petros …), no campo da FNP.

NEY ROBINSON é candidato ao CA da Petrobras Várias vezes em que a Petrobrás precisou da imagem de um petroleiro fez uso da imagem do Ney Robinson. São vários os vídeos no Youtube onde ele defende a camisa da Petrobrás com emoção e brilhantismo. A presença de Ney Robinson no CA representa a possibilidade de uma grande e criativa mudança na formulação da política da Petrobrás, como uma empresa de energia 100% brasileira, com uma estratégia de produção de petróleo solidamente fincada na realidade brasileira e realizada na medida das nossas necessidades e capacidades.

SILVIO SINEDINO é candidato ao CA da Petrobras. Analista de sistemas, concorre à reeleição como representante dos trabalhadores no Conselho de Administração (CA) da Petrobrás. A decisão foi tomada ouvindo apoiadores que julgam importante a renovação do mandato neste momento tão delicado em que vive a Petrobrás. E a atuação de Sinedino tem sido sempre coerente na defesa da transparência e do combate á corrupção. Vale ressaltar que, em sua primeira passagem pelo CA, em 2012, Sinedino já chamava a atenção para aspectos obscuros na compra da refinaria de Pasadena.

 

Para BR Distribuidora:

CLAUDIO MARIANNO Loureiro, 55 anos, 19 anos de BR. Oriundo da GPA/Gario onde iniciou e trabalhou por 15 anos na operação, transferido pela GPA para Porto Alegre, e hoje cedido ao CENPES. Sindicalizado ao Sitramico-rj. Contribui politicamente com o debate na categoria pelo grupo “Segunda via, a voz da base”, reivindica as lutas e compromissos em favor dos trabalhadores, e com os trabalhadores, que a FNP impulsiona: 1. Defesa da pauta histórica da categoria; 2. Ser contrário a Repactuação; 3. Defesa do Plano Petros BD; 4. Ser contrário aos leilões do petróleo; 5. Combater o desinvestimento; 6. Ser contrário ao Procop; 7. Defender o direito dos aposentados; 8. Doar 30% do pró-labore do C.A. para a campanha do petróleo e 30% para financiar nossas oposições sindicais; 9. ser associado do sindicato dos petroleiros e não pode ser inadimplente com a entidade; 10. tem que apoiar o P.L. que amplia o poder de representação dos trabalhadores no C.A., principalmente quanto às questões trabalhistas e previdenciárias; 11. Defender a Petrobrás 100% estatal e pública, e a volta do monopólio estatal; 12. Defender o fim da terceirização e a realização de concurso público; 13. Defender o direito dos terceirizados, sua saúde e a segurança no trabalho; 14. Prestar contas do mandato pelo menos uma vez por mês.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s