Ácido ascórbico: conheça os usos estéticos da vitamina C


Uso tópico da vitamina C ajuda a prevenir o envelhecimento precoce e a tratar alguns tipos de manchas

POR NATHALIE AYRES

PUBLICIDADE

O que é o ácido ascórbico

O ácido ascórbico é o nome químico da vitamina C e é como ela é chamada quando é usada na composição de produtos cosméticos. Com a sua molécula diferenciada para aumentar a sua estabilidade química, ele pode ser denominado de fosfato de ascórbica, palmitato de ascorbila, ascorbila glucoside.

O ácido ascórbico, diferente do ácido hialurônico, não existe naturalmente em nossa pele. Mas sua versão sintética, isto é, produzida em laboratório, é utilizada para prevenir o fotoenvelhecimento da pele e estimular a produção de colágeno.

Indicações do ácido ascórbico

O ácido ascórbico tem ação antioxidante, combatendo os radicais livres e assim prevenindo e retardando o envelhecimento. Outra função dele é estimular a produção de colágeno da pele, reduzindo a flacidez. Além disso, ele atua nos melanócitos, células que guardam a melanina, uniformizando a cor da pele.

O ácido ascórbico protege a pele em suas camadas mais profundas. Seus efeitos de fotoproteção incluem diminuição de eritema (vermelhidão), diminui alterações em nível celular e DNA, reduz também o aparecimento de manchas, diminui o câncer de pele e o envelhecimento.

Por isso o ácido ascórbico é utilizado para prevenir os danos causados pela exposição à radiação ultravioleta e é aplicado em muitos produtos cosméticos pós-sol. Também é usado em tratamentos anti-aging, para estímulo na síntese de colágeno, no tratamento de melasma, estrias brancas e eritemas pós-operatório tratados com laser.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE 😉

Como usar o ácido ascórbico

Para o uso estético o ácido ascórbico pode ser usado tanto em cremes quanto consumido através de como comprimido efervescente, comprimidos, cápsulas duras, sucos, alimentos enriquecidos.

No caso dos cremes com ácido ascórbico, a concentração da substância varia. Há estudos científicos que relatam a concentração de 3 a 5% de vitamina no produto, porém outras pesquisas já demonstram uma concentração mais elevada os resultados são mais eficazes sobre o colágeno e os melanócitos. No mercado, encontram-se produtos com concentrações que varia de 5% a 20% de vitamina C.

Estudos científicos mostram que o resultado do uso de vitamina C na pele depende das características de sua formulação. Embora o mercado tenha um leque alternativo amplo, são poucas as empresas que oferecem estudos com características desde o pH, que deve ser abaixo de 3,5 para penetrar na pele e a máxima concentração para permear a pele deve ser 20%.

A frequência da aplicação varia: há produtos que podem ser aplicados duas vezes ao dia pela manhã e a noite, já outros em que a o ácido ascórbico passou por um processo específico e tem liberação gradual, assim recomenda o uso uma vez ao dia. É sempre importante ver a recomendação de uso do produto ou a indicação do dermatologista.

Cuidados antes de usar o ácido ascórbico

Quando o ácido ascórbico é usado em séruns, os cuidados são os mesmos para o uso de qualquer produto para a pele: estar com ela bem limpa antes da aplicação.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE 😉

Cuidados depois de usar o ácido ascórbico

Não são necessários cuidados específicos após o uso do ácido ascórbico.

Contraindicações

O uso do ácido ascórbico é contraindicado a quem tem hipersensibilidade aos constituintes do produto.

Grávida pode usar?

Grávidas não são contraindicadas a usar cremes com ácido ascórbico, inclusive podem utilizá-los, como recomendação médica, para tratar melasmas da gravidez.

Possíveis riscos

A administração tópica do ácido ascórbico não apresenta riscos à saúde, mas é importante ressaltar que a associação com outros produtos pode causar alergia nos pacientes e outras reações adversas.

Antes e depois do ácido ascórbico

O uso tópico do ácido ascórbico trará uma pele mais iluminada, hidratada, viçosa, firme, com uniformidade na coloração. Além disso, ela combate os radicais que aceleram o envelhecimento da pele, assim retarda o envelhecimento. Seu uso é de extrema importância para prevenir alterações celulares profundas.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE 😉

Alie o ácido ascórbico com…

Proteção solar diária O ácido ascórbico ajuda a combater os efeitos dos raios ultravioletas na pele e ter uma proteção solar adequada também ajuda a minimizar os efeitos desses raios. É indicado que todas as pessoas usem diariamente um protetor solar com FSP de no mínimo 30 e reapliquem ao longo do dia.

Estudos comprovam que o uso do FPS contra raios UvA e UvB, atua em 55% no combate aos radicais livres e quando usado com antioxidante como a vit.C sua ação é muito mais abrangente.

Alimentação balanceada A alimentação também influencia na saúde da pele, e em sua aparência. Prefira gorduras insaturadas, provenientes de alimentos como azeite e peixes, e evite gorduras saturadas, como as presentes nos doces e frituras.

Parar de fumar O cigarro está associado ao envelhecimento, pois libera diversas substâncias nocivas que aumentam a formação de radicais livres, o que ocasiona maior e mais precoce formação de rugas.

Fontes

Revisado pela dermatologista Daniela Landim (CRM: 106025), pós-graduada em medicina estética

Farmacêutica Priscila Miagui, cosmetóloga da Idealfarma
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s