A importância da DRE


 

A elaboração da DRE é obrigatória segundo a Lei 6.404/76, a legislação que rege a contabilidade no país. É um relatório essencial em diversos momentos do cotidiano do seu empreendimento, extremamente importante na comunicação entre sua empresa e os usuários de suas informações.

LEIA TAMBÉM: Saiba mais sobre o SIMPLES e outros regimes tributários

Por exemplo, um banco pode solicitar essa demonstração contábil para verificar como anda sua atuação e decidir se pode ou não conceder crédito à empresa. Ou, se você precisa de mais capital e procura um investidor, é muito provável que ele peça para analisar sua DRE e conferir a lucratividade do negócio para ter segurança na aplicação de seu dinheiro. O fisco é mais um dos usuários interessados nesse relatório, que é uma base para definir o valor dos tributos que incidem sobre o lucro de sua empresa, caso você seja optante pelo regime do lucro real.

Como se compõe a DRE

Dependendo do porte e das atividades da sua empresa, a DRE pode assumir formatos diferentes. Para efeitos didáticos, basicamente, ela inclui os seguintes itens:

Receita Bruta de Vendas (Valor faturado pela empresa no período).

(-) Deduções das Vendas (Impostos incidentes nas vendas e serviços prestados).

(=) Receita Líquida de Vendas (Valor das vendas, deduzidos os impostos).

(-) CPV/CMV/CSP (Custo do produto vendido, mercadoria vendida, ou serviço prestado).

(=) Resultado Bruto (Valor após dedução dos custos descritos).

(-) Despesas com Vendas (Gastos de salários e comissões dos vendedores, por exemplo).

(-) Despesas Administrativas (Valores pagos em aluguéis e incorridos em depreciações de veículos, por exemplo).

(-) Outras Despesas (Despesas em equivalência patrimonial, por exemplo).

(+) Outras Receitas (Receitas em equivalência patrimonial, por exemplo).

(-) Despesas Financeiras (Gastos com IOF e juros pagos, por exemplo).

(+) Receitas Financeiras (Juros recebidos e variações monetárias ativas, por exemplo).

(=) Resultado Antes do IR/CSLL (Valor após dedução de despesas e adição de receitas).

(-) IR/CSLL (Incidência do Imposto de Renda e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido).

(=) Resultado Líquido do Exercício (Lucro a ser distribuído entre os sócios/acionistas, ou prejuízos a serem abatidos nos exercícios futuros).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s