Rali Dakar


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Rali Dakar
Nome da competição Rali Dakar de 2017
Rali Dakar.jpg
Categoria Rali-Raid
País ou região América do Sul (Europa e África no passado)
Temporada inaugural Rali Dakar de 1979
Pilotos 556 (2016)
Equipes 354 (2016)
Site oficial www.dakar.com
Rali Dakar
Informações do Rali
Vencedores
Motos Austrália Toby Price (KTM)
Quads Argentina Marcus Patronelli (Yamaha)
Carros França Stephane Peterhansel (Peugeot)
Camiões Países Baixos Gerard de Rooy (Iveco)

Nissan Navara

O Rali Dakar (até 2008 era conhecido como Rali Paris-Dakar) é a mais longa e mais dura prova de rali em Todo-terreno do mundo. A prova acontece anualmente na América do Sul, começando sempre na primeira semana de cada ano. Competem as categorias de automóveis, motos, caminhões e quadriciclos.

Até 2008 a prova decorreu entre a Europa e a África, com a maior parte das edições a terminar nas praias da capital do Senegal, Dakar, após a passagem pelo deserto do Saara.

História e percurso[editar | editar código-fonte]

Rastos deixados na Mauritânia

A prova teve a sua primeira edição em 1979 (com início a 26 de Dezembro de 1978), um ano após Thierry Sabine se perder no deserto (quando participava do rali AbidjanNice, de moto) e decidir que aquele seria um bom percurso para um rali regular. De início, o rali partia sempre de Paris e terminava em Dakar, interrompendo-se a prova por um dia para fazer a travessia do mar do Mediterrâneo. Contudo, devido a razões políticas, de segurança, de patrocínios e outros fatores, a prova, incluindo o local de partida e de término, têm variado ao longo dos anos. Por exemplo, devido aos conflitos armados na Argélia, não tem havido passagens pelo seu território nas últimas edições.
A prova de 1994 foi a única vez em que o rali foi de ida e regresso a Paris. Devido a queixas do maire de Paris, o local de chegada teve de ser alterado, da Avenida Campos Elíseos em Paris, para o parque da EuroDisney. Isto levou a organização a escolher rotas distintas nos anos seguintes:

O primeiro ParisDakar partiu a 26 de dezembro de 1978. Dos 170 participantes de saíram de Paris, apenas 69 chegaram a Dakar. O evento reúne pelo menos 500 veículos, entre carros, motos e caminhões.

O percurso muda a cada ano (já variou de 8,5 mil a 15 mil quilômetros). Em 2003, o rali largou de Marselha, na França, e passou pela Espanha, Tunísia e Líbia até chegar em Sharm El Sheikh, às margens do rio Vermelho, no Egito.

Crise na segurança e o cancelamento da edição 2008[editar | editar código-fonte]

O Rali Dakar 2008 foi cancelado a 4 de janeiro de 2008, devido ao receio de ataques terroristas. Isso causou sérias dúvidas sobre o futuro do rali. Vários jornais chamaram o cancelamento de uma “sentença de morte” para a corrida. Chile e Argentina se ofereceram para sediar o evento, juntamente com a República Checa,[1] ou Hungria[2] na Europa Central. A ASO (entidade organizadora) decidiu finalmente estabelecer a competição Dakar Series, cujo primeiro evento foi o 2008 Rali da Europa Central (Hungria-Roménia), entre 20 de abril e 26 de abril de 2008.

América do Sul[editar | editar código-fonte]

Largada do Dakar 2015 em frente à Casa Rosada em Buenos Aires

Em 2009 foi a primeira vez que o Rali Dakar se disputou em terra Sul-americanas. O evento de 2009 foi realizada no Chile e na Argentina, entre 3 de janeiro e 18 de janeiro de 2009.[3] A competição manteve-se na América do Sul desde então.[4]Após a primeira edição sul-americana, o novo figurino do Rali parece agradar à maior parte das Marcas e Pilotos envolvidos [5] não só pela segurança, como pela dificuldade e diversidade do trajecto e pela forte presença de público ao longo das etapas, sendo que dificilmente regressará a África num futuro próximo.[6]

Em 2010 e 2011, o Rali voltou a ser na Argentina e no Chile. Em 2012 um novo país é visitado pela caravana do Rali Dakar: Peru, terminando o rali na sua capital Lima. A edição de 2013 foi uma inversão do percurso de 2012 iniciando-se no Peru, passando pelo Chile e terminando na Argentina[7]. Em 2014 a caravana do Dakar passou pela primeira vez na Bolívia, enquanto em 2015 realizou-se apenas na Argentina e Bolívia, sendo o primeiro Dakar na América do Sul que não passou pelo Chile.

África Eco Race[editar | editar código-fonte]

A mudança do Rali Dakar não foi consensual, continuando a existir quem defenda o seu regresso às suas origens: Dakar. Assim, um conjunto de pessoas ligadas ao Todo-terreno Mundial, entre elas o ex-campeão Jean-Louis Schlesser decidiram criar uma nova competição que recria Rali Dakar pré-2008, a África Eco Race [8].

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s