Fazer tudo sozinho não é tão legal


Fazer tudo sozinho não é tão legal

sexta-feira, 18/09/2009 às 16:25

conheça o autor : http://wp-brasil.org/dicas-e-tutoriais/fazer-tudo-sozinho-nao-e-tao-legal

Esse post é o segundo de uma série de três, com dicas pra quem quer adentrar nesse mundo maravilhoso do WordPress. A primeira parte é Da importância de conhecer bem o WordPress.

A verdade é que fazer um site com WordPress é bem fácil. Quer dizer, se você está disposto a fazer isso e já está familiarizado com esse mundo louco da interwebs. Seu avô provavelmente teria um pouco mais de dificuldade (pelo menos no começo).

Se você é designer, é legal porque as programações já estão feitas. A busca já funciona, as tags já funcionam, as páginas de artigos aparecem sozinhas. É só seguir no copiar/colar que você vai chegar em algum lugar.

Se você é programador, existem milhares de temas bem bonitos já prontos. Você vai precisar fazer adaptações, mas o design já está ali. Existem templates em PSD ou HTML simples também, é só WordPresstizar.

Dá pra fazer isso, tem um monte de gente que faz. Isso chama muito a atenção, pra quem começa com o WordPress. Você pode ficar com todo o orçamento do site só pra você!

Mas se você for esperto, vai estar sempre aprendendo coisas novas. Seja de programação ou design. Vem aí CSS3 e HTML5 e você vai ficar empolgado com as possibilidades. Sai a nova versão do WordPress e você vê que dá pra coisas que você achava que não podia. Você aprende a fazer um efeito maluco no Photoshop. E a lista vai crescendo, as possibilidades vão acumulando.

Woz programava e Jobs contava as piadas Woz programava e Jobs contava as piadas 

E vai chegar um tempo que você vai começar a fazer sempre os mesmos sites, nunca vai evoluir. Porque em vez de testar uma coisa nova no CSS, você copia o que tinha usado em outro site pra economizar tempo, porque você está atrasado porque perdeu tempo tentando “mostrar uma lista de destaques na barra lateral”. Percebe? Seus trabalhos começam a evoluir nessa base. Você não aprende que agora dá pra arredondar coisas com uma simples propriedade do CSS e continua copiando as 4 divs dos 6 meses atrás.

Divida trabalho com os amigos

A não ser que você tenha certeza absoluta que consegue fazer um site sozinho, peça ajuda de alguém. Geralmente o máximo que você consegue fazer sozinho (pra um cliente em um trabalho que envolva prazo e dinheiro) é um blog ou um site simples. Isso se você já sabe bem como fazer. Porque o caso aqui não é “saber ou não saber”. A questão é dar tempo de fazer uma coisa que valha a pena.

Imagine a seguinte situação: você está com a sua lista de trabalhos, levando naquelas. Aí surge uma oportunidade. Um site simples, nada complicado. Não é a coisa mais bacana do mundo, vai ser aquela coisa bem básica de sempre. O cliente não pode pagar muito, mas disse que paga a vista. Você tem duas saídas: a) faz sozinho e fica com toda a grana; b) chama o seu brother e divide tudo com ele.

Eu escolho a opção b, e essa é a razão desse texto. Se eu fizer o site sozinho, vou ficar com toda a grana. Todo mundo quer ficar com toda a grana. Mas o estresse vai ser muito maior. Você vai querer fazer uma coisa muito legal na programação, tipo sei lá, usar Microformats na parte dos comentários, e o seu cliente não vai ligar (lembre-se, esse paga pouco e quer o site rápido). Você vai querer fazer um degradê bem de leve no fundo pra dar o efeito bem PRO, e ele nem vai perceber. Você vai querer integrar o feedburner e ele nem sabe o que são feeds. Aí você vai pensar: “poxa vida perdi um tempão colocando coisas legais e o cara não tá nem aí ele é um babaca não sabe nada”. Ou ainda, você vai fazer o site de qualquer jeito, já que o cliente não liga mesmo.

Isso bloqueia todo mundo. Faz tanto mal ao mercado, e pouca gente consegue perceber. Designers (e desenvolvedores) falando que clientes são ignorantes e clientes falando que os caras que prestam serviço pra eles são babacas.

Por outro lado, se você dividiu o trabalho com aquele seu amigo, vai ter mais tempo pra fazer um trabalho decente. Vai poder dar um prazo menor e vai poder ouvir dos seus amigos designers “cara que demais que você usou Helvetica em vez de Arial odeio Arial vish” ou dos seus amigos programadores “cara que irado que você conseguiu fazer uma função pra dar query na categoria usando o slug dela em vez da ID bem mais prático assim realmente”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s