CIPA – estabilidade de suplente – escolha do vice – parecer


Participe do grupo CIPAS_BR no Yahoo

Parecer sobre escolha do Vice. (Vice de CIPA – NR-5 – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes)

Com base em jurisprudência sobre estabilidade, onde não se faz distinção entre titular e suplente, o que ocorre explcitamente quando se deseja fazer distinção, não cabe inferir em:

NR-5 5.11 O empregador designará entre seus representantes o Presidente da CIPA, e os representantes [= titulares e suplentes] dos empregados escolherão entre os titulares o Vice-Presidente.

Quando na NR-5 há desejo de distinguir, isto é feito de forma explicita. Assim participam da escolha do vice titulares e suplentes, pois ambos são representantes dos trabalhadores.

Jose P Fonseca Filho – advogado

Pelo texto abaixo, não havendo distinção entre titular e suplente, a estabilidade se aplica a ambos.

ESTABILIDADE – MEMBRO SUPLENTE DE CIPA (ART. 10, II, A, DO ADCT) – Com a promulgação da Constituição Federal de 1988, o artigo 10, inciso II, alínea a, do ADCT estabeleceu que, até que seja elaborada a lei complementar a que se refere o artigo 7º, inciso I, do Texto Constitucional, fica vedada a dispensa arbitrária ou sem justa causa do empregado eleito para cargo de Comissões Internas de Prevenção de Acidentes (CIPAs), desde o registro de sua candidatura até um ano após o final de seu mandato. Assim, o referido dispositivo constitucional não instituiu qualquer distinção entre membros titulares e suplentes, como o fez o artigo 165 da CLT, ao dispor sobre a estabilidade dos eleitos para cargo de direção de CIPA, não cabendo ao intérprete fazê-la. Assegurada, portanto, ao suplente de CIPA a garantia de emprego prevista no dispositivo constitucional supramencionado. Aplicação do Enunciado nº 339 do C. TST. Recursos de revista parcialmente conhecido e provido. (TST – RR 393259 – 2ª T. – Rel. Min. Conv. Aloysio Corrêa da Veiga – DJU 05.10.2001 – p. 637)

Enunciado nº 339:
CIPA. Suplente. Garantia de emprego. CF/1988.
O suplente da CIPA goza da garantia de emprego prevista no art. 10, II, a,
do ADCT da CF/1988.

Por analogia: Na escolha do vice não foi feita distinção entre titulares e suplentes.

NR-5

5.11 O empregador designará entre seus representantes o Presidente da CIPA, e os representantes [= titulares e suplentes] dos empregados escolherão entre os titulares o Vice-Presidente.

Ü

A redação consta da CLT – artigo 164, parágrafo 5º.

Lei 6.514 de dezembro de 1977  altera a CLT

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L6514.htm

Art . 164 – Cada CIPA será composta de representantes da empresa e dos empregados, de acordo com os critérios que vierem a ser adotados na regulamentação de que trata o parágrafo único do artigo anterior.

§ 1º – Os representantes dos empregadores, titulares e suplentes, serão por eles designados.

§ 2º – Os representantes dos empregados, titulares e suplentes, serão eleitos em escrutínio secreto, do qual participem, independentemente de filiação sindical, exclusivamente os empregados interessados.

§ 3º – O mandato dos membros eleitos da CIPA terá a duração de 1 (um) ano, permitida uma reeleição.

§ 4º – O disposto no parágrafo anterior não se aplicará ao membro suplente que, durante o seu mandato, tenha participado de menos da metade do número de reuniões da CIPA.

§ 5º – O empregador designará, anualmente, dentre os seus representantes, o Presidente da CIPA e os empregados elegerão, dentre eles, o Vice-Presidente.

Art. 164 – Cada CIPA será composta de representantes da empresa e dos empregados, de acordo com os critérios que vierem a ser adotados na regulamentação de que trata o parágrafo único do artigo anterior.  (Redação dada pela Lei nº 6.514, de 22.12.1977)

§ 1º – Os representantes dos empregadores, titulares e suplentes, serão por eles designados.  (Redação dada pela Lei nº 6.514, de 22.12.1977)

§ 2º – Os representantes dos empregados, titulares e suplentes, serão eleitos em escrutínio secreto, do qual participem, independentemente de filiação sindical, exclusivamente os empregados interessados.  (Redação dada pela Lei nº 6.514, de 22.12.1977)

§ 3º – O mandato dos membros eleitos da CIPA terá a duração de 1 (um) ano, permitida uma reeleição.  (Incluído pela Lei nº 6.514, de 22.12.1977)

§ 4º – O disposto no parágrafo anterior não se aplicará ao membro suplente que, durante o seu mandato, tenha participado de menos da metade do número de reuniões da CIPA.  (Incluído pela Lei nº 6.514, de 22.12.1977)

§ 5º – O empregador designará, anualmente, dentre os seus representantes, o Presidente da CIPA e os empregados elegerão, dentre eles, o Vice-Presidente.  (Incluído pela Lei nº 6.514, de 22.12.1977)

Renúncia – NR-5

5.8 É vedada a dispensa arbitrária ou sem justa causa do empregado eleito para cargo de direção de Comissões Internas de Prevenção de Acidentes desde o registro de sua candidatura até um ano após o final de seu mandato.

  • O texto é o contido no Artigo 10º , do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, que tem seu entendimento explicitado em várias decisões judiciais, especialmente no Enunciado TST nº 393. Conforme a jurisprudência, têm garantia de emprego os titulares e os suplentes eleitos.
  • Caso desejar sair da empresa, o empregado deverá primeiramente solicitar por escrito (papel? eletronico?) sua renúncia ao mandato da CIPA ou ao direito da garantia de emprego, quando o mandato já houver encerrado. A empresa deverá enviar correspondência ao MTE, comunicando o fato e a substituição do membro da CIPA pelo suplente. A empresa poderá efetivar o acordo junto ao sindicato da categoria. O número de suplentes, constante no Quadro I, deve ser mantido com a nomeação do próximo candidato mais votado, conforme a ata de eleição.

Atas por meio eletronico

5.14 Empossados os membros da CIPA, a empresa deverá protocolizar, em até dez dias, na unidade descentralizada do Ministério do Trabalho, cópias das atas de eleição e de posse e o calendário anual das reuniões ordinárias.

  • O livro de Atas não precisam mais existir, porém as Atas continuam sendo obrigatórias.
  • O procedimento deverá ser efetivado para todos os mandatos.

Sobre se o direito é individual:

Se a eleição ocorreu de forma irregular, cabivel de anulação, não há direito adquirido a partir de uma aquisição irregular. Pois o ato é mulo.

8 comentários sobre “CIPA – estabilidade de suplente – escolha do vice – parecer

  1. Bem, se observar-mos, tanto titulares como suplentes, foram eleitos pelos empregados, logo chegamos a conclusão de que ambos tem direito a estabilidade segundo a NR 5.8

    Curtir

  2. sim tem estabilidade mas quem e suplete tem qui fazer valer
    seu cargo de suplete nao e so querer estabilidade .e segurança qui ele tem qui por em primeiro lugar e nao so ficar querendo vida boa dentro da empreza.

    Curtir

  3. Bom dia.

    Ao meu entender não concordo com a estabilidade dada ao suplente;

    Mesmo porque o suplente é aquele que supre, que substitui; que pode ou deve assumir certas funções na falta ou ausência daquele a quem elas competem efetivamente; ou nada mais é, que um reserva um substituto.

    Quando a norma se propõem a diferenciar o titular do suplente eu tenho total convicção que a mesma consegue tal fato, o parágrafo 5.8 da norma deixa bem visível tal informação:

    5.8 É vedada a dispensa arbitrária ou sem justa causa do empregado eleito para cargo de direção de Comissões Internas de Prevenção de Acidentes desde o registro de sua candidatura até um ano após o final de seu mandato.

    Ou seja caso o empregado não venha a se eleger, o mesmo não tem estabilidade, mesmo porque se o mesmo for suplente não estará no cargo de DIREÇÃO e sim será um substituto do titular, onde este sim tem o direito de estabilidade.

    Posso ate estar me equivocando na colocação, mais ao meu entender o suplente não faz parte da direção de comissão interna de prevenção de acidentes (CIPA), ele sim faz parte da comissão, e não da direção. Ou seja:

    É vedada a dispensa arbitrária ou sem justa causa do empregado eleito para cargo de direção de Comissões Internas de Prevenção de Acidentes…

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s