Blog Acordo Coletivo atinge 3.400.000 leituras e 25.000 artigos selecionados


3.600.000 em dez/2016 – 25800 artigos

3.000.000 em fev/2016

1.500.000 em 29/03/2013

2.400.000 em 25/05/2015

1.000.000 por ano

25000 posts em outubro de 2016. 5 anos de vida. 25000/5=5000 posts por ano, uns 500 por mes, uns 25 posts selecionados por dia útil

Criação do Blog: 23/11/2011 – 1 2 3 4 5 – 5 anos em 23/11/2016

Média de Posts

25000/5 = 5000 posts por ano = 500 post por mês = em torno de 20 posts por cada 25 dias (consideramos os dias uteis , e sábado e domingo como um só dia)

criado em 23 de novembro de 2011

Blog Acordo Coletivo atinge 1.000.000 de leituras e 10.000 artigos

Em fevereiro de 2013
16000 artigos – media: 1.000 artigos / mes = 50 artigos selecionados por dia util
6000 comentários
1.450.000 acessos

Anúncios

Opinião do Leitor sobre o blog Acordo Coletivo


Coloque neste post sua opiniao sobre o nosso trabalho.
Caso você avalie o blog abaixo de regular, agradeceríamos informar o que pode/deve ser melhorado.

Avalie aqui. Dê uma opinião ou sugestão aqui.

Visitors 2016 inicio 25/2/2016
Flag Counter

Aqui

Visitors colocado recentemente (13/10/2010)

free counters

Locations of visitors to this page

[lista geral de posts e assuntos]

A colocacao de opinioes, criticas e sugestoes e’ bem-vinda e e’ colocada neste post atraves do reply.

Obrigado.

Editores.

Apoios: http://br.groups.yahoo.com/group/Acordo_Coletivo_Petrobras/

http://br.groups.yahoo.com/group/cipas_br

http://br.groups.yahoo.com/group/oab_provas

http://br.groups.yahoo.com/group/sindipetros_br

11 posturas básicas de yoga que todo mundo finge que sabe, mas…


HUFFPOST / HERRERIA

Lembra quando você resolveu fazer mais Yoga? E daí ao sentar lá na parte de trás da aula de Yoga e ouvir o professor dizendo coisas ridículas como “esprema bem sua coluna” você se perguntou que diabos você estava fazendo lá?

Sim, nós estamos aqui pra te ajudar.

A prática da Yoga não precisa estar envolvida em mistério. Esta semana nós conversamos com Lisa Sochocki, proprietária do estúdio Yoga Loft Hawaii, na ilha de Oahu, e tiramos todas as dúvidas sobre como fazer cada postura básica de yoga com perfeição.

Sochocki passou os últimos 16 anos praticando Yoga no mundo inteiro e os últimos 10 dando aulas. Ela tem ajudado centenas de aspirantes a iogues a transformarem suas desajeitadas posturas de cachorro olhando para baixo em poses sem costura ou ruptura e ela conhece bem cada erro que um iogue novato fará no tapete de Yoga.

“Muitas pessoas acham que para começar a fazer Yoga você tem que ser mega flexível. Mas a realidade é que todo mundo tem que começar de algum lugar “, disse Sochocki ao The Huffington Post. “E, geralmente, tudo começa com a primeira respiração. Se você se lembrar de respirar, então todo o resto vai se encaixar no lugar.”

Então, respire, relaxe e deixe esta abençoada iogue te orientar através de todas as posturas básicas de Yoga que você precisa saber para dominar a prática. Sua coluna curvada pelo uso do computador irá agradecer. Permaneça em cada postura de três a cinco respirações profundas e lentas, para dentro e para fora de suas narinas.

1. Postura da Montanha (Tadasana)

mountain1

Fique em pé, coluna reta, com os pés paralelos e dedões dos pés se tocando. Olhe para a frente.

Erros comuns: As costelas e o bumbum não devem ficar empinados demais. Tente manter a sua coluna, do topo da cabeça até o cóccix, em uma linha reta.

Sochocki diz: “Ao contrário de quando você fica normalmente parado, aqui você tem um propósito. Sinta os quatro cantos dos seus pés levantando as rótulas, flexionando as pernas, puxando o cóccix para baixo e o umbigo para dentro e para cima. Solte os ombros para trás e vire as palmas das mãos para a frente, imagine que você tem pedras pesadas em suas mãos. Olhe para a frente e sinta o poder da montanha!”

2. Postura da Cadeira (Utkatasana)

chair

Joelhos dobrados no limite dos dedos dos pés, com as coxas o mais paralelas possível do chão. O torso deve formar um ângulo reto com as suas coxas. Mova os pés bem juntos para uma pose mais avançada. Inspire ao levantar as mãos para o alto.

Erros comuns: Os joelhos não devem ir além dos dedos dos pés.

Sochocki diz: “Coloque mais peso sobre os calcanhares para evitar que os joelhos oscilem para a frente dos dedos dos pés.”

3. Flexão para a frente, em pé (Uttanasana)

(A foto de cima é para iniciantes e a de baixo, para estudantes avançados.)

fold_beginners

fold adv

Esta postura abre a parte de trás das pernas e permite que a coluna descomprima e o movimento do sangue fresco do coração vá até a cabeça.

Comece com a postura da montanha. Dobre-se para frente a partir dos quadris expirando e mantendo a coluna o mais reta possível. Deixe a cabeça cair pesadamente, e relaxe a mandíbula. Mantenha os pés separados na distância dos quadris para iniciantes ou os pés se tocando para alunos de nível intermediário/ avançado.

Erros mais comuns: a coluna reta é mais importante do que ter as pernas retas. Flexione seus joelhos tanto quanto necessário para manter a coluna reta com o seu peito tocando suas coxas.

Sochocki diz: “A consistência na Yoga é importante e, com o tempo, a parte de trás das pernas irá abrir-se dobrando para a frente. Mantenha os joelhos moles e não os deixe presos.”

4. Postura do Cachorro Olhando para Baixo (Adho Mukha Svanasana)

(A foto de cima é para iniciantes e a de baixo, para estudantes avançados.)

ddog1edit

ddoga

Essa inversão abre o corpo todo. A partir da posição prancha, com os pés separados na distância dos quadris e as mãos na largura dos ombros, eleve os quadris em direção ao teto e expire até que seu corpo faça um “V” invertido. Mantenha o olhar entre as pernas ou na direção da barriga. Puxe a barriga e costelas para dentro.

Erros comuns: As pessoas com tendões e calcanhares presos tendem a formar poses quadradas. Para corrigir isso, dobre mais os joelhos e traga o peito na direção da parte de cima da coxa, apertando as mãos firmemente contra o chão para puxar os quadris para trás.

Sochocki diz: “É mais importante manter as costas retas e menos importante manter as pernas em linha reta. “Você não deve ter medo de dobrar os joelhos ou levantar os calcanhares, se necessário. “Imagine que você é um peixe e você foi fisgado pelo cóccix e está sendo puxado de volta para o barco. Isso vai ajudar a levantar os quadris para trás e para cima.”

5. Guerreiro 1 (Virabhadrasana 1)

warrior 1

A partir da postura do cachorro olhando para baixo, passe o pé direito para a frente, entre as mãos, vire o calcanhar esquerdo para dentro, e levante o tronco e os braços para cima durante a inspiração. O calcanhar do pé da frente deve se alinhar com o arco do pé de trás, com a parte do joelho da frente diretamente sobre o tornozelo. Vire os quadris para a frente, traga o cóccix para baixo e puxe as costelas para dentro. Repita a pose no lado oposto do corpo.

Erros mais comuns: O quadril de trás deve estar voltado para a frente e não para fora, e o pé de trás deve estar mais perto de um ângulo de 45 graus e não de 90 graus.

Sochocki diz: “Imagine ambos os quadris como faróis. Você quer que ambos os faróis estejam virados para a frente. ”

6. Guerreiro 2 (Virabhadrasana 2)

warrior2front

warrior2back

Semelhante à postura do guerreiro 1, mas com os braços esticados em direções opostas, paralelos ao chão e alinhados aos ombros. Levante os braços e o torso ao inspirar. O pé de trás deve estar em um ângulo de 90 graus, a coxa da frente deve estar paralela ao chão, com a frente do joelho diretamente sobre o tornozelo. Os olhos devem olhar além do dedo médio. Repita a pose do lado oposto do corpo.

Os erros mais comuns: Nem o bumbum e nem a barriga devem se sobressair e não deve haver nenhum arco na parte inferior da coluna. O alinhamento dos pés também é, muitas vezes, errado. Certifique-se de que o calcanhar do pé da frente se alinhe com o arco do pé de trás.

Sochocki diz: “Imagine que você está esticando seu tapete de Yoga. Para alinhar os quadris, coloque as mãos em seus quadris para se certificar de que você não está se inclinando demais em um dos lados dos quadris.”

7. Postura do Triângulo (Trikonasana)

tri front

tri back

Afaste bem os pés, criando um triângulo dos seus pés com o osso pélvico. Comece virando um pé para fora em um ângulo de 90 graus e outro para dentro em 15 graus. Estique os braços alinhando-os aos ombros ao expirar, gire o tronco em direção ao pé virado para fora. Os dedos devem tocar a canela para os iniciantes ou tocar ligeiramente o chão para os mais avançados. O outro braço deve estender-se para cima e os olhos devem mirar a mão levantada, o pescoço deve ficar alongado e longe dos ombros. Os ombros e os braços devem formar uma só linha.

Erros comuns: O quadril da frente não deve se sobressair e o quadril de trás não deve abaixar.

Sochocki diz: “Para garantir um bom alinhamento, entre na postura muito lentamente.”

8. Postura do Bebê (Balasana)

(A foto de cima é para iniciantes e a de baixo para avançados.)

childsbeg

childsadv

A postura do bebê é uma pose de rendição. Comece na posição ajoelhada, com os dedos dos pés se tocando e os joelhos tão largos quanto os ombros, traga seus quadris para baixo até os calcanhares, enquanto seus braços se estendem para a frente no chão e sua testa se aproxima do chão. Feche os seus olhos e deixe sua testa descansar no chão. Respire da forma que for mais confortável para você.

Sochocki diz: “Não há forma de errar esta postura. No entanto, se você tem os quadris estreitos pode ser útil colocar um cobertor ou travesseiro entre os quadris e os calcanhares e um bloquinho para sua testa.”

9. Postura da Meia-Cobra (Ardha Bhujangasana)

cobra

Esta postura é feita na barriga, com o osso púbico e a parte superior dos pés pressionando o chão. Os pés estão tão estendidos quanto os quadris e a coluna reta. As mãos descansam ao lado da caixa torácica e os cotovelos são empurrados para trás, na direção um do outro. Usando a força da coluna lombar inferior, tire o peito e as costelas superiores do chão. Levante ao inspirar, faça algumas respirações e baixe ao expirar.

Erros comuns: as mãos não devem estar na frente dos ombros e os ombros não devem estar na altura de suas orelhas. Para corrigir esta postura leve os ombros para trás e para baixo longe das orelhas.

Sochocki diz: Os cotovelos devem estar em um ângulo de 45 graus e você deve usar a sua parte inferior da coluna – com impulso mínimo de suas mãos – para levantar o tronco do chão.

10. Postura sentada em ângulo com uma perna (Marichyasana)

twist front

twist back

Esta postura neutraliza a coluna vertebral. Comece com a posição sentada, com o bumbum no chão e as duas pernas paralelas na sua frente. Estenda a sua perna esquerda para fora e flexione o pé. Flexione o joelho direito e cruze o seu pé direito sobre a sua perna esquerda estendida. O cotovelo esquerdo empurra contra a parte exterior do joelho direito e a mão do lado direito é colocada no chão, do lado direito do corpo. A mão direita deve ser colocada por trás do lado direito da coluna vertebral, apoiando-a. Olhe por cima do ombro na medida que o pescoço permita. Repita a postura com o lado oposto do corpo.

Erro comum: Não curve as costas. Alongue a coluna levantando suas costas para cima. Certifique-se de que a sua mão de trás te ajude a endireitar a coluna.

Sochocki diz: “Expire enquanto torce a coluna. Inspire para criar o espaço [no seu torso] e a expiração fará com que você passe mais profundamente pelo espaço que criou.”

11. Postura do Cachorro Olhando para Cima * (Urdhva Mukha Svanasana)

* Nossa iogue diz que pode ser perigoso presumir que a postura do cachorro olhando para cima seja para novatos. É, de fato, uma postura intermediária ou avançada, pois faz uma profunda curva na coluna que requer uma grande quantidade de energia. Sochocki sugere que os novatos comecem com a postura de meia-cobra e aos poucos cheguem nesta postura.

updog

A partir da posição de prancha, com os pés na largura dos quadris e os braços na largura dos ombros, expire e use os braços para baixar lentamente seu corpo até os cotovelos formarem um ângulo de 90 graus. Use os dedos para inclinar o corpo para frente e role os dedos dos pés para que o peito dos pés estejam apoiados no chão. Ao inspirar, endireite os cotovelos para que o seu tronco inteiro, os joelhos e as coxas sejam levantados do chão. Suas mãos e pés devem ser as únicas partes do seu corpo tocando o chão. Olhe ligeiramente para cima, passando pela ponta do nariz. Saia da postura ao expirar.

Erros comuns: “Eu mais comumente vejo os alunos entrarem nesta postura antes que sua coluna esteja pronta para isso. Você pode perceber quando os ombros estiverem elevados e perto das orelhas. Eu recomendo que os iniciantes comecem com a postura de meia-cobra, mais perto do chão. A postura de meia-cobra tem pouco ou nenhum peso nas mãos e irá lentamente ajudar a desenvolver a força na coluna.”

Sochocki diz: “Para aqueles que estão determinados a dominar esta posição, certifiquem-se de pressionar os pés firmemente para baixo e manter a elevação do tórax através dos braços. Levante os ombros desde o centro do coração enquanto puxa-os para trás.”

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost EUA e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:O que acontece com o esqueleto quando fazemos ioga? (VÍDEO)

Mãe pratica ioga junto

com os filhos pequenos e repercute no Instagram (FOTOS)

A fotógrafa Amy Goalen revela o “Lado Masculino da Yoga” em ensaio especial (FOTOS)

12 Melhores Alongamentos para Costas


image: http://www.mundoboaforma.com.br/wp-content/uploads/2016/11/alongamento-costas-620×330.jpg

Alongamento para costas

Responsáveis por aspectos importantes como manter o pescoço e as costas eretas e fornecer um suporte fixo e estável ao corpo, os músculos das costas merecem atenção e precisam ser bem cuidados. E uma forma de fazer isso é realizar alongamentos para costas com frequência.

Alongar-se é importante porque ajuda a reduzir a tensão muscular, a relaxar o corpo, a prevenir desgastes musculares e nas articulações, a diminuir dores nas costas e a aumentar o fluxo sanguíneo.

Como se não bastasse, os alongamentos para costas fazem bem à postura, melhoram o equilíbrio do corpo, aliviam a tensão muscular, melhoram a circulação e reduzem as dores durante o ciclo menstrual das mulheres.

Os alongamentos antes e depois da prática de exercícios físicos 

Os exercícios de alongamentos são especialmente importantes nos momentos que antecedem e sucedem os treinamentos físicos. Alongar-se antes de malhar deixa o corpo mais flexível e diminui as chances de que ocorra uma lesão durante a prática do treino.

Por sua vez, fazer alongamentos depois da sessão de treino auxilia a devolver os músculos que foram contraídos ao seu tamanho normal, além de ajudar a aliviar uma eventual dor que possa ter aparecido.

10 melhores alongamentos para costas

Sem mais delongas, vamos conhecer algumas dicas de exercícios de alongamentos para costas. Antes de prosseguir, é importante que você saiba que os itens na sequência não foram organizados em ordem de preferência ou eficiência.

1. Alongamento para a coluna

 

 

image: http://www.mundoboaforma.com.br/wp-content/uploads/2016/11/5aboaforma-2.jpg

5aboaformaTrata-se de um exercício que alonga os músculos localizados ao lado da coluna. É possível que o alongamento também seja sentido nas panturrilhas, nos músculos posteriores da coxa e na parte traseira dos pés.

Para fazê-lo, sentar-se no chão com os pés separados em uma distância maior que a largura dos quadris. Fazer um movimento de aceno positivo com a cabeça e dobrar-se para a frente a partir dos quadris. Deixar as mãos descansando no chão perto da perna. Não permitir que elas fiquem próximas dos dedos dos pés, já que seu objetivo não é se deitar no chão. 

Respirar normalmente e levar o queixo em direção ao pescoço. Assim que sentir o alongamento ao longo das costas, voltar devagar ao posicionamento original.

2. Alongamento na pose do gato e do camelo

 

image: http://www.mundoboaforma.com.br/wp-content/uploads/2016/11/5bboaforma-2.jpg

5bboaformaO exercício começa na posição de quatro apoios, ajoelhado, com as mãos e a parte inferior das pernas apoiadas no chão. A partir daí, lentamente alternar entre os movimentos de curvar e arquear as costas para que as regiões lombar, torácica e cervical sejam estendidas e flexionadas juntas.

É importante tomar o cuidado de fazer o alongamento de maneira gentil e lenta, sem forçar. Cada repetição deve durar de três a quatro segundos.

3. Giro espinhal com pernas cruzadas

image: http://www.mundoboaforma.com.br/wp-content/uploads/2016/11/5cboaforma-2.jpg

5cboaformaDeitar-se de costas no chão com os joelhos dobrados, a cabeça direcionada para o teto, olhando para cima e os pés no chão. O próximo passo consiste em estender os braços para os lados na horizontal, com as palmas das mãos direcionadas para baixo. Cruzar o joelho direito em frente ao esquerdo, deixando o pé direito fora do chão.

Deslocar os quadris cerca de 5 cm para a direita e descer os joelhos para a esquerda, sem que eles toquem o chão. Para finalizar a rotação da coluna e abrir o peito, virar a palma da mão direita para cima e levar o braço direito até metade do caminho em direção à cabeça.

Então, segurar a posição por três minutos e repetir o alongamento do outro lado, trocando as posições dos braços e pernas.

Durante o exercício, é normal que o ombro direito saia um pouco do solo, desde que você continue olhando para o teto. Ao longo do alongamento, você deve alterar a inalação e exalação do ar na respiração, reservando quatro segundos para cada.

4. Rotação da lombar

image: http://www.mundoboaforma.com.br/wp-content/uploads/2016/11/5dboaforma-2.jpg

5dboaformaUm dos alongamentos para costas mais importantes, por ser uma região em que muitas pessoas sentem dores. Basta sentar-se em uma cadeira, mantendo os pés no chão, e girar a parte superior do corpo de modo que os ombros façam o movimento de rotação para um lado. Se quiser, você pode apoiar as mãos na cadeira como na imagem, o que resultará em um alongamento profundo do músculo.

Segurar a posição por 20 segundos e voltar ao posicionamento inicial. Em seguida, repetir o movimento para o outro lado.

Mas atenção: você deve levar a sua rotação até onde sentir-se confortável.

5. Alongamento com agachamento

image: http://www.mundoboaforma.com.br/wp-content/uploads/2016/11/5eboaforma2-300×298.jpg

5eboaforma2O alongamento inicia na posição em pé com os pés em uma distância maior que a largura dos quadris e os dedos apontados para fora. Com os abdominais e os glúteos rígidos, agachar-se e dobrar-se pelos joelhos com as coxas paralelas ao chão.

O próximo passo consiste em colocar as mãos no topo dos joelhos e levantar a pélvis. Então, inalar e manter a postura endireitada ao mesmo tempo em que pressiona a mão direita no joelho direito. Exalar o ar enquanto vira os ombros para a esquerda. Exalar e inalar o ar, durante em torno de 20 a 30 segundos, voltar à posição inicial e repetir o alongamento no outro lado. 

6. Alongamento da sereia

image: http://www.mundoboaforma.com.br/wp-content/uploads/2016/11/5fboaforma-2.jpg

5fboaformaO alongamento da sereia é um dos alongamentos para costas mais diferentes, mas é bastante útil. A indicação é sentar no chão com os joelhos dobrados para o lado esquerdo abaixo de você, como na imagem. Então, segurar os tornozelos com a mão esquerda, levantar o braço direito e inalar o ar.

Estender o braço acima da cabeça como na imagem, ao longo do lado direito do tronco. Segurar a posição durante 20 a 30 segundos, voltar à posição original e alongar o outro lado do corpo.

7. Flexão sentada

 

image: http://www.mundoboaforma.com.br/wp-content/uploads/2016/11/5gboaforma-2.jpg

5gboaformaSentar em cima de uma esteira de exercícios com as pernas retas à sua frente. Prender uma toalha na parte traseira dos pés, abaixo dos dedos, como na imagem. Deixar a toalha nos pés, inalar e estender os pés em direção ao teto.

Exalar o ar e começar a dobrar-se para a frente a partir dos quadris e levar o umbigo em direção às coxas. Mantendo as costas retas, agarrar a toalha. O foco é alongar a coluna e manter o pescoço em linha com o corpo.

Exalar o ar e tentar levar a parte superior do corpo mais próxima das pernas, porém, sem forçar o corpo. Você deve ir até onde se sentir confortável, até sentir uma leve tensão, sem que seja doloroso ou extenuante. Segurar a posição entre 30 segundos e três minutos. 

Apesar de ser um dos melhores alongamentos para costas, essa posição também vai alongar sua panturrilha e posterior de coxa.

8. Alongamento com rotação

 

image: http://www.mundoboaforma.com.br/wp-content/uploads/2016/11/5hboaforma-1.jpg

5hboaformaPara fazer o exercício, a regra é deitar-se de costas, dobrar os joelhos e levá-los para cima em direção ao peito como se o corpo estivesse na posição que fica quando senta em uma cadeira, como na imagem. Os joelhos e os quadris devem estar dobrados em um ângulo de 90º.

Colocar as palmas das mãos retas no chão. Respirar profundamente, exalar o ar devagar, ao mesmo tempo em que conta até quatro e levar os joelhos para baixo em direção ao lado direito, conforme a imagem acima. Durante esse movimento, os quadris são erguidos para cima, os ombros não saem do lugar, os joelhos são mantidos juntos e devem cair o mais longe possível e as mãos são mantidas no chão.

Segurar a posição por no mínimo 30 segundos e, então, retornar ao posicionamento original.

9. Alongamento na parede

image: http://www.mundoboaforma.com.br/wp-content/uploads/2016/11/5iboaforma-1.jpg

5iboaforma 

 

Posicionar-se em pé contra uma parede de modo que o cóccix, as escápulas e a cabeça fiquem pressionadas contra a parede. Colocar as mãos na altura dos ombros, com as palmas das mãos apontando para a frente e os cotovelos dobrados em um ângulo de 45º.

Lentamente estender os braços na horizontal na parede, levando as mãos o mais longe que elas puderem ir, sem movimentar o cóccix, as escápulas e cabeça, mantendo-as contra a parede.

Retornar de modo devagar ao posicionamento original. A recomendação é levar cerca de 10 segundos para chegar até a parte alta do alongamento e mais 10 segundos para voltar à parte baixa.

10. Giro espinhal sentado

 

image: http://www.mundoboaforma.com.br/wp-content/uploads/2016/11/5jboaforma-1.jpg

5jboaformaComeçar sentando-se com as pernas estendidas à sua frente. Então, dobrar o joelho direito e cruzá-lo sobre a coxa esquerda. O próximo passo é dobrar o joelho esquerdo, deixando-o de lado, como na imagem. Porém, caso seja necessário, a perna pode ficar na posição reta.

Dobrar o cotovelo esquerdo e colocá-lo no joelho direito. Após, levar a mão direita ao chão, atrás do seu corpo e olhar sobre o ombro direito. Segurar a posição enquanto respira profundamente por 15 a 30 segundos. Voltar à posição inicial e trocar o lado do alongamento.

O segredo do exercício está em alongar a coluna em vez de forçar o corpo a atingir uma posição. Outro conselho é não simplesmente girar a coluna, mas levantar através de toda a região das costas.

11. Flexão lateral

image: http://www.mundoboaforma.com.br/wp-content/uploads/2016/11/5kboaforma.jpg

5kboaforma

Este é mais um dos alongamentos para costas que trabalha a coluna. Ele inicia na posição em pé, com os pés separados a uma distância equivalente à largura dos ombros e os braços estendidos para cima e uma mão junta à outra, como na imagem do meio. Então, inclinar-se para um lado, o máximo que conseguir, e voltar ao posicionamento original. Após isso, inclinar-se para o outro lado, também o máximo que puder.

No entanto, existe uma ressalva quanto ao exercício: ele pode aumentar um inchaço no disco lombar.

12. Alongamento da criança

image: http://www.mundoboaforma.com.br/wp-content/uploads/2016/11/5lboaforma2.jpg

5lboaforma2Temos aqui um alongamento oriundo de uma posição de yoga, que além de alongar a lombar, trabalha a flexibilidade das costas.

Ele inicia na posição de quatro, com os braços esticados para frente. O rosto deve descer e ficar bem próximo ao chão. Então, lentamente sentar-se sobre os calcanhares dos pés, encostando o peito nas pernas e a cabeça no chão, como na imagem anterior.

Segurar o posicionamento durante 20 a 30 segundos. Neste momento, você sentirá a lombar ser levemente alongada. Voltar à posição inicial e repetir quantas vezes for necessário.

Cuidados nos alongamentos para costas

É mais seguro alongar-se com a ajuda e supervisão de um treinador físico. Além de ensinar as técnicas corretas, ele poderá auxiliar caso algo dê errado. Se isso não for possível, a dica que deixamos é de ao menos consultar-se um profissional de educação física a respeito de qual alongamento é ideal para cada tipo de exercício.

Escolha também um lugar que lhe ofereça privacidade para fazer seus alongamentos para costas, de modo que você não seja surpreendido por ninguém e não seja obrigado a realizar movimentos bruscos, correndo o risco de machucar as costas. Tenha em mente que o alongamento deve ser feito de maneira lenta ou perderá o seu propósito.

Outro ponto importante é escolher um ambiente que não tenha muitos obstáculos para que você não esbarre em um móvel ou coisa do tipo enquanto faz o alongamento e não caia ou se lesione. Além disso, é importante não se alongar demais antes de praticar um exercício. O ideal é ir até o momento em que sente uma resistência, porém, não levar o alongamento até sentir desconforto ou dor.

Caso tenha uma lesão ou problema nas costas, cheque com seu ortopedista ou fisioterapeuta qual tipo de alongamento para costas é apropriado para você.

Quem não pode fazer alongamentos para costas?

Pessoas que sofreram uma fratura, entorse ou desgaste recente nos ossos, estão com a amplitude de movimento limitada, possuem uma inflamação ou infecção nas articulações, têm sintomas de osteoporose, sentem dor quando a articulação é movimentada ou o músculo alongado e/ou foram diagnosticadas com alguma doença da pele ou de sangue não devem fazer alongamentos.

Nesses casos, é fundamental que se procure ajuda e acompanhamento médico para tratar o problema e que atividades físicas sejam praticadas somente após a liberação do médico.

Leia mais http://www.mundoboaforma.com.br/12-melhores-alongamentos-para-costas/#AylMxhE5WLM5sbW4.99

HATHA YOGA: ORIGEM, BENEFÍCIOS E PRINCIPAIS POSIÇÕES


  • atualizado: 
  • por Redação
hatha-yoga

Hatha Yoga é o estilo mais popular da Yoga no Ocidente. Baseia-se principalmente sobre a prática de asanas, ou seja, das posições do corpo para se manter de modos confortável e estável. Vamos aprender sobre a origem, os benefícios e as principais posições do Hatha Yoga.

Você está escolhendo um estilo de Yoga para seguir? Se você está no início do seu percurso, a Hatha Yoga é muito útil para trazer o corpo e a mente para a prática de asanas e porque te servirá para chegar gradualmente mais perto das práticas da yoga relacionadas com a respiração, a concentração e a meditação.

Hatha Yoga, as origens

A Hatha Yoga nasceu na Índia, e com o tempo chegou ao Ocidente. As origens do Hatha Yoga se perdem nos séculos, mas existem dois textos antigos que são considerados como principais referências para esta prática: os Yoga Sutras de Patanjali e o Hatha Yoga Pradipika de Svatmarama.

A palavra Yoga significa união em sânscrito. A Hatha Yoga com as suas práticas promove a união entre corpo e mente. Podemos entender essa união como harmonia e equilíbrio entre corpo e mente. Yoga em seu sentido mais puro, no entanto, tem um objetivo muito maior: a união da consciência individual do homem e a consciência universal.

A palavra Hatha significa força, tenacidade. Graças à prática dos asanas podemos treinar com consistência nosso corpo para assumir posições que podem ter efeitos benéficos, tanto do ponto de vista físico quanto mental.

O Ocidente tem interpretado a yoga principalmente como uma prática física focada no corpo, mas não se trata apenas de um exercício fisico ou de uma ginástica. Quem começou a praticar asanas sabe disso, pois este é um aspecto que você começa a ouvir desde as primeiras lições.

Hatha Yoga, os benefícios

Lembre-se que para realmente obter os benefícios do Hatha Yoga é preciso prática constante. O ideal é se matricular em um curso de Hatha Yoga com aulas para se fazer uma ou duas vezes por semana e, ainda para continuar a prática pessoal em casa.

Os benefícios do Hatha Yoga envolvem a nossa saúde física e mental. Os primeiros benefícios do Hatha yoga afetam o corpo e são bastante evidentes. Na verdade, graças à prática de asanas, nosso corpo torna-se mais flexível, os músculos e articulações gradualmente perdem sua rigidez causada por um estilo de vida sedentário, enquanto os ossos se regeneram graças ao movimento.

A prática constante das asanas faz com que o corpo fique mais elástico e os músculos tonificados através de exercícios fluidos, mas ainda não muito cansativos. Deste ponto de vista, a prática de Hatha Yoga nos ensina desde o início a reconhecer nossas limitações. Só quando aceitamos e reconhecemos nossas limitações – do ponto de vista físico e não apenas -, podemos começar a trabalhar em nós mesmos para melhorar a nós mesmos e, se quisermos, a nos ultrapassar.

A Hatha Yoga ensina o não-julgamento. Na prática, não se deve competir com os outros. Na verdade, a competição tampouco é pessoal, uma vez que os melhores resultados são obtidos sim com empenho, mas sobretudo com a capacidade de entrar na prática de se deixar andar sem ficar muito ancorado ao que você é ou à quem você acredita ser.

A Hatha Yoga também melhora a postura, pode ser benéfica para o alívio da dor, especialmente para aqueles que sofrem de dor nas costas, praticando asanas mais adequadas e tendo um efeito fortemente calmante e relaxante.

Os exercícios de respiração do Hatha Yoga nos ajudam a inspirar e a expirar com mais tranquilidade. Quando a respiração fica mais lenta, a mente se acalma e este é um dos efeitos benéficos da Hatha Yoga e que surpreendente aqueles que a praticam. Na vida cotidiana, parece quase impossível parar por alguns minutos para respirarmos com calma para relaxar o corpo e a mente.

Hatha Yoga, as principais posições

Na Hatha Yoga encontramos várias posições, chamadas asanas, que são alcançadas com movimentos precisos do corpo, combinados com uma respiração adequada, e que, em seguida, precisam ser mantidas de modos estável e confortável por um tempo que pode variar dependendo do seu nível de prática.

Um professor de Hatha Yoga qualificado sabe guiar seus alunos na prática de posições balanceadas, criando sequências de uma forma equilibrada para treinar o corpo inteiro a alternar aos movimentos e às asanas, dos momentos de pausa, de escuta do próprio corpo e de relaxamento.

Aqui estão algumas das principais posições do Hatha Yoga.

1. Hatha Yoga: a posição da cobra

hatha yoga 1

Para executar a posição de cobra (Bhujangasana) nós começamos ficando de bruços. Deite-se no tapetinho com as palmas das mãos abaixo dos ombros. Os cotovelos são dobrados e deve ser mantidos próximos ao corpo. Com uma inspiração, estique levemente os braços para levantar o peito do chão. A área do umbigo está continua em contato com o chão. O conselho é contrair as nádegas para proteger a região lombar.

2. A posição do barco na Hatha Yoga

hatha yoga 2

A posição do barco (Navasana) é uma posição de equilíbrio que envolve a coluna e os músculos abdominais. A força abdominal juntamente com a nossa capacidade de equilíbrio nos permite manter a posição. Para praticar a posição do barco sente-se no tapetinho, aproxime os joelhos trazendo as solas dos pés no chão, incline as costas em um angulo de cerca de 45° com o chão. Em seguida, levante os braços paralelos ao chão e lateralmente às pernas estendidas.

3. Hatha yoga: a posição da árvore

hatha yoga 3

A posição da árvore (Virksasana) é uma das asanas mais conhecidas da Hatha Yoga. É uma posição de equilíbrio. Na posição da árvore nossas pernas simbolizam o tronco e os braços são os ramos. Nesta posição, é preciso primeiro criar raízes no solo e, em seguida, levantar os braços. Você tem que manter o seu equilíbrio em uma perna e levantar a outra trazendo a planta do pé no tornozelo ou coxa. As palmas das maos ficam unidas na altura do peito.

4. A posição do cachorro olhando para baixo

hatha yoga 4

Talvez você já conheça a posição do do cachorro (Adho Mukha Svanasana), porque, juntamente com a posição da cobra faz parte da sequência conhecida como Saudação ao Sol. Para praticar levamos braços e pernas ao tapetinho, ligeiramente separados uns dos outros e formando um V invertido.

5. A posição do triângulo na Hatha Yoga

hatha yoga 5

A posição do triângulo (utthita trikonasana) é uma posição de alongamento lateral. Para executá-la, abra as pernas, mantendo os dedos dos pés na mesma linha. Coloque o seu pé direito para fora a 90 graus e o pé esquerdo ligeiramente para dentro. Verifique se a bacia permanece na posição frontal. Então estique o seu tronco para a direita se incline para frente ou para trás e coloque a mão direita até o ponto em que você chegar, por exemplo na panturrilha ou no tornozelo direito. Nesta posição não é tão importante tocar o chão com a mão, mas é essencial para manter o alinhamento adequado dos braços, pernas, cabeça e costas.

Haha Yoga: o verdadeiro segredo

Finalmente, aqui vai um pequeno segredo: a verdadeira prática da Yoga não acontece quando estamos nos exercitando no tapetinho fazendo as asanas, mas em todas as nossas ações da vida cotidiana. O verdadeiro desafio é, portanto, ser capaz de manter a calma e, ao mesmo tempo ter força para continuar lutando para alcançar nossos objetivos, enquanto enfrentamos a vida cotidiana e nosso tapetinho de ioga está simplesmente nos esperando em casa, enrolado em um canto.

Leia também:

seta

CONHEÇA UMA NOVA PRÁTICA DE RELAXAMENTO: A IOGA DA RAIVA

seta

YOGA PARA INICIANTES: POSES, SEQUÊNCIAS E DICAS

seta

A YOGA É REALMENTE PARA TODOS: VALERIE SAGUN DEMONSTRA ISSO AO MUNDO

Hata-ioga


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde agosto de 2016).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Google (notíciaslivros e acadêmico)

hata-ioga (Hatha Yoga – em sânscritoहठयोग haṭhayoga), é uma forma de ioga pré-clássico. [carece de fontes] A expressão Hatha Yoga poderia ser traduzida, dividindo-se as sílabas, nas palavras “ha” (sol) e “tha” (lua), cujo significado é atribuído à busca do equilíbrio das forças solar e lunar, masculina e feminina como objetivo final dessa prática.[1]

Para Feuerstein [2] o “yoga vigoroso” ou hatha yoga é um produto da época medieval, com objetivo idêntico a todas as formas autênticas de yoga: transcender a consciência egóica, utiliza uma tecnologia psicoespiritual em torno do desenvolvimento do potencial do corpo, para que este seja capaz de suportar a força e o peso da realização trascendente ou de união extática.

Segundo praticantes, o Hatha Yoga uniu a idéia tântrica do corpo como templo da divindade com a visão vedântica de que tudo que existe é a expressão do Ser, que é criador e agente material da criação. Dá muita importância à prática das purificações (shat karma), mas também leva em conta seus aspectos sutis, como o despertar da energia potencial (kundaliní), técnicas de percepção do som supersutil interior (nada), a absorção final da atenção na realidade transcendental (laya) e a iluminação (samádhi).[carece de fontes]

Ilustração (Sapta Chakra), do manuscrito sobre Yoga escrito no idioma Braj Bhasha da Índia Central, 1899.

Assim como as demais escolas de yoga, visa transcender a consciência, mas a metodologia utilizada é baseada no fortalecimento do físico. Seus praticantes acreditam que o corpo deve estar bem trabalhado e preparado para suportar a força e o peso da elevação espiritual. Ainda na visão iogue, os ásanas devem ser praticados com consciência e foco nos objetivos do Hatha Yoga, respeitando os limites do corpo e buscando alcançar o relaxamento.[carece de fontes]

De acordo com a Gheranda Samhita existem oito milhões e quatrocentos mil ásana descritas por Shiva. De todos eles, oitenta quatro são os melhores e entre estes, trinta e dois consideram-se úteis para os que habitam este mundo, o livro descreve essas 32 ásanas, mas não as outras. O Hatha Yoga Pradipika diz que Shiva ensinou oitenta e quatro ásanas, no livro são descritas 14 ásanas, onde as quatro mais importantes dessas são: Siddhásana, Padmásana, Simhásana e Bhadrásana. Já no Shiva Samhita diz que existem 84 posturas, das quais o autor adota quatro: Siddhasana, Padmasana, Ugrasana (Paschimottanásana), Svastikasana.

Por essas três obras temos 32 ásanas descritos, dos quais os mais importantes são Siddhasana, Padmásana, Simhásana, Bhadrásana, Ugrasana (Paschimottanásana) e Svastikasana.

Asanas[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Asana

Asana ou assana é uma palavra do sânscrito já incorporada à língua portuguesa (vide Aurélio [3]) designando cada uma das posturas do sistema ioga. Segundo Eliade [4] é somente com esse terceiro “membro” do yoga (yoganga) que começa a técnica yóguica propriamente dita. Resalta o comentário do livro de Patanjali que asanas se aprende com um guru e não com descrições e assinala sua importância para manutenção da firme estabilidade do corpo, reduzindo o esforço físico ao mínimo para evitar as sensações irritantes ou de fadiga permitindo que a atenção se ocupe exclusivamente da parte fluida da consciência para que a mente se transforme em “infinito”, atingindo sua perfeição (anantasamãpathibiyâm). Muitos autores, inclusive Hermógenes (o.c.) citam funções fisiológicas específicas de cada asana, associando estas à saúde e a regulação orgânica, além dos amplamanente reconhecidos benefícios para correção/manutenção postura. Comentando a relação entre o yoga a e medicina ayurvédica Feuerstein repete o comentário de Frawley:[5]

O Ayurveda é o ramo curativo da ciência yogue. O yoga por sua vez, é o aspecto espiritual do Ayurveda. O Ayurveda é o ramo terapêutico do yoga. (Frawley, 1996)

Algumas asanas[editar | editar código-fonte]

Textos fundamentais do Hatha Yoga[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Os sete principais chacrasdo corpo.

Referências

  1. Ir para cima HERMÓGENES. Autoperfeição com Hatha Yoga. RJ, Nova Era, 2004.
  2. Ir para cima FEUERSTEIN, Georg. A tradição do yoga, história, literatura, filosofia e prática. SP, Pensamento – Cultrix, 2006
  3. Ir para cima Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa Positivo, 2004
  4. Ir para cima ELIADE, Mircea. Yoga, imortalidade e liberdade. SP, Palas Athena, 1996
  5. Ir para cima FRAWLEY, D. Ayurveda and the mind. Twin Lakes, Wis.,Lotus Press, 1996 apud: Feuerstein (o.c.)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • BONS FLUIDOS. Ioga. São Paulo: Ed. Abril, mar./abr. 2004. Edição especial.
  • KENT, Howard; HAYLER, Claire. Para começar a praticar ioga. São Paulo: Publifolha, 2004.
  • KAMINOFF, Leslie; MATTHEWS, Amy. Anatomia da Yoga. SP, Manole, 2013
  • RAMACHÁRACA. Hatha Yoga ou Filosofia Yogue do Bem-estar Físico. São Paulo: Pensamento, 1999.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikilivros
Wikilivros tem um livro chamado Hatha Yoga

Afinal, o que é a Lei da Atração?


 

São milhares e milhares de pessoas falando da força do pensamento. Livros, filmes, e-books, vídeos e histórias, muitas histórias. Eu mesma tenho várias. Sério!

Mas na contramão dessa galera têm milhões e milhões de pessoas que não sabem, não entendem ou não acreditam nessa “teoria”.No fim das contas se você acredita ou não acredita nesta “teoria”, você sempre estará certo.Que confuso isso, Patrícia! Calma, nem tanto assim. Vamos lá!Estamos falando dos seus pensamentos, certo? Então, se você acredita que vai conseguir algo, aquela vaga, aquele emprego, aquele amor, aquela viagem… (mas já vou dizendo, se você acredita de verdade!) o que você faz? Você faz seu currículo, você se arruma para sair, você vê na internet os pontos turísticos daquele lugar…O que quero dizer com isso: você muda seu comportamento. É disso que se fala essa teoria, que alguns chamam de força do pensamento, pensamentos positivos, lei da Atração… não importa!

O que pega nessa teoria que muitos não entendem é apenas uma coisinha básica: sentimento! Quando você acredita de verdade em algo, você tem um sentimento bom.

Faça o teste: feche os olhos e imagine você realizando esse objetivo. Pode ser um show, seu casamento, a formatura, passando no concurso, chegando em Nova York! Sério, vamos lá!Você está lendo esse textāo à toa! Imagine! Vai lá, é importante!Viu? Agora pergunte-se: você sentiu a alegria de estar lá? Sentiu? Sentiu aquele sentimento de realização, vitória ou orgulho? Você prestou atenção em quem estava com você? Sim. As roupas? O lugar?  Detalhes, prestou atenção nos detalhes?Agora posso lhe explicar melhor. Esta é a grande questão. O nosso cérebro não sabe distinguir o que é real e o que é imaginário. Isso é fácil acreditar, só lembrar que choramos com novelas e nos assustamos com filmes de terror. Viu? A nossa mente não consegue perceber que é só uma mentirinha.Eureca! O Segredo foi revelado! Simples assim.Se você imagina algo, de verdade, com detalhes, lembra? E o mais importante você sente, seu cérebro vai entender que é uma verdade.E daí? É agora que começa. Seu comportamento começa a mudar. Você fica alegre, confiante, tem novas ideias, soluções, pessoas começam a aparecer, oportunidades, entrevistas, e cada vez você vai chegando mais perto do seu objetivo.

Então, resumindo: você pensa, depois sente e se comporta.

Lembram? É a base da Terapia Cognitiva Comportamental – TCC? Mas muitos ainda não acreditam. Falam que já fizeram e não adianta.Tem um filme que amo, um documentário na verdade, do livro Best Seller The Secret, de Rhonda Byrne. Já vi mais de 30 vezes.Quando vi a primeira vez fiz 60 cópias e dei para parentes, amigos e pessoas que trabalhavam comigo. E para minha surpresa, apenas uma pessoa, uma pessoa elogiou o filme e concordou com tudo aquilo. Os outros, criticaram uma coisa ou outra, falaram que existem coisas que não são bem assim, alguns nem viram. Enfim tem uma frase no filme que diz: Seu desejo é uma ordem!

E olha posso afirmar que essa frase realmente é a mais pura verdade, principalmente se estivermos alinhados com o nosso propósito, com o desejo de ajudar os outros, alinhados à nossa missão. Aí, é muito rápido! Mas até mais do que isso, se você acreditar de verdade. Isso já basta.Sentir.Eu aprendi que realmente meu desejo é uma ordem. Por isso hoje penso bem antes de desejar algo. Pois percebi que mesmo não alinhado a meu propósito algumas coisas aconteceram, pelo simples fato de acreditar.

Eu tenho histórias fantásticas sobre isso:

▪ Consegui dois empregos que não tinham mais vagas.▪

Consegui um emprego sem ter idade e qualificação.▪

Eu me apaixonei em menos de 2 semanas e, melhor, fui correspondida.▪ Comprei uma casa, endividada e com aluguel atrasado, com um cofre de moedas como pagamento da entrada, e peguei a chave na hora.▪ Comprei um carro que eu vi na rua e quis, em apenas 6 dias, sem dinheiro e sem crédito.▪ Consegui morar no prédio chique, de frente para praia, que sonhei quando criança.Gente, sério! Se fosse contar tudo! Ah! Mas vou contar no meu próximo livro. (risos) Vocês não vão acreditar! Tudo bem, não faz a mínima diferença, a única que precisa acreditar sou Eu.É isso que falo com meus pacientes. E daí que sua mãe não acredita, seu irmão, seu marido, sua amiga? Só você precisa acreditar! Só você precisa acreditar em você de verdade! Olha não é 90% ou 99%. Você precisa acreditar 100%. Acreditar a tal ponto que você já sai pulando de alegria.Entende agora, porque eu vivo falando: #eujatopulando(Risos) Eu estou pulando de alegria! Pois quando vejo meu futuro, eu gosto do que vejo, e estou correndo para lá.Mas olha, não esqueça: tem que acreditar tão fortemente que você vai sentir a alegria e o seu comportamento vai ser de quem fará de tudo para realizar.Esse é um dos meus grandes desejos!

Quando percebi que não tinha nada a perder, eu me libertei!


O medo e o apego a coisas e pessoas nos limitam, e as crenças limitantes nos paralisam.A culpa não é sua, a culpa não é de ninguém, mas acontece que todas as ideias que você viu, ouviu ou concluiu, acabaram se tornando uma verdade absoluta para você.Tudo o que somos, fazemos, pensamos e sentimos é resultado de nossas crenças, e é justamente por isso que muitas pessoas agem de formas diferentes em situações idênticas.

As crenças são como imãs: você crê em uma verdade e ela se torna real.

Se você crê que a vida é difícil, ela se torna difícil. Isso acontece porque você está conectado com essa verdade e a vida lhe trará situações que sejam compatíveis com esta vibração.Nós precisamos nos conectar com aquilo que realmente queremos para nossas vidas. E quando finalmente entendemos que o Universo e a força divina maior trabalham em nosso favor, não sofremos por coisas que não deram certo, e aceitamos que o que não é bênção, é lição, então, não temos nada a perder, e sim, sempre muito a ganhar.

Porque a dor ensina, as dificuldades nos prepararam para o próximo estágio da vida, e o resultado disso é a evolução, é a ascensão da alma, do espírito e do coração.Então, um dos grandes desafios da nossa vida, é deixar ir.Deixar ir pessoas, situações, crenças, lugares e tudo aquilo que não nos representa, não nos satisfaz, tudo que não nos traz paz e felicidade.

Você não tem nada a perder, então solte, deixe ir e liberte-se de tudo que o impede de ser quem, de fato, você está destinado a ser. 

Comece, agora, a criar um novo destino!


A vida é feita de altos e baixos. Faz parte da jornada de evolução. Mas à medida que você adquire sabedoria, as fases de baixa ficam cada vez mais breves e escassas.Então, se você caiu e está demorando a se levantar, observe se o que você anseia está presente nos seus pensamentos, como uma ideia firme e determinada, ou se é apenas uma vontade vacilante.

Um querer fraco não tem valor prático e construtivo. Enquanto o seu desejo não for grande o suficiente para impulsioná-lo a agir, você vai permanecer na condição que se encontra.

Decida transformar a essência da sua personalidade, pois acredite: você poderá ser tudo o que quiser e realizar todas as coisas que almeja, mas isso depende de como você pensa e se posiciona perante as inúmeras possibilidades da vida.Você tem força e poder interior para atrair o que deseja. Mas seja criterioso e use a sua inteligência, clareza e objetividade ao formular o seu pedido, pois acredite: esse processo mental, sobre o qual falaremos a seguir, o levará à materialização do seu desejo, mesmo que as circunstâncias lhe pareçam desfavoráveis.


A primeira coisa que você precisa fazer é manifestar o seu desejo e alimentá-lo continuamente, até que ele cresça tão extraordinariamente, ao ponto de se tornar objeto da suarealização de vida.

O princípio da Lei da Atração age através da atividade mental. Quando os seus pensamentos estiverem impregnados de ideias construtivas, a sua energia se alinhará ao nível de vibrações elevadas. Simultaneamente, a sua mente subconsciente começará a trabalhar na eliminação de todo pensamento sabotador e seus efeitos devastadores.O desejo e a vontade representam a sua mente consciente, sendo esses dois elementos, os principais instrumentos de realização. A aplicação desse princípio é o que faz acontecer, e se muitas pessoas não atingem o seu objetivo é porque, simplesmente, não alcançaram ainda a clara compreensão dessa teoria.É como se você tivesse uma cápsula na garagem, capaz de transportá-lo para qualquer lugar do mundo, em segundos, e por desconhecimento você usasse o equipamento para guardar ferramentas. Seria inútil!É justamente a simplicidade dessa teoria e a aparente facilidade de aplicação que faz muita gente desacreditar na sua veracidade. Mas aplicando esses conhecimentos de forma consciente e permanente, qualquer pessoa pode obter os resultados que tanto espera.A premissa básica para a concretização do seu desejo é que não haja nenhuma má intenção ou cause prejuízo a outras pessoas.

Você estará se conectando ao Espírito Infinito, a energia superior do Universo. Somente o que é do BEM poderá ter acesso a essa energia maior.


Transforme a sua condição atual, aprendendo a por essa teoriaem prática, corretamente:

1. Desperte o seu desejo, enfraquecido pelo desânimo, tristeza e incredulidade. Identifique e estabeleça o que tem real valor para a sua felicidade e torne isso o ALVO DA SUA VIDA;2. Crie uma AFIRMAÇÃO que expresse claramente esse desejo, usando o tempo presente (como se já tivesse alcançado);3. Sem alterar o seu desejo formulado, EXPRESSE-O MENTALMENTE, com fé, firmeza e obstinação. Faça isso com constância!Afirme que o Espírito Infinito, Deus, na manifestação do seu pedido o está guiando para o caminho justo e reto. Isso é importante para que você esteja livre das consequências indesejáveis de um pedido mal dirigido.Nunca esqueça que você é o único responsável pelo seu sucesso ou insucesso. Você tem um caminho próprio e individual que só pode lhe proporcionar alegria, equilíbrio e paz.

O seu maior propósito de vida é ser feliz. Se a sua condição atual é diferente disso, descubra o seu verdadeiro caminho, faça o seu pedido e comece a construir um novo destino, agora.