Blog Acordo Coletivo atinge 3.400.000 leituras e 25.000 artigos selecionados


3.600.000 em dez/2016 – 25800 artigos

3.000.000 em fev/2016

1.500.000 em 29/03/2013

2.400.000 em 25/05/2015

1.000.000 por ano

25000 posts em outubro de 2016. 5 anos de vida. 25000/5=5000 posts por ano, uns 500 por mes, uns 25 posts selecionados por dia útil

Criação do Blog: 23/11/2011 – 1 2 3 4 5 – 5 anos em 23/11/2016

Média de Posts

25000/5 = 5000 posts por ano = 500 post por mês = em torno de 20 posts por cada 25 dias (consideramos os dias uteis , e sábado e domingo como um só dia)

criado em 23 de novembro de 2011

Blog Acordo Coletivo atinge 1.000.000 de leituras e 10.000 artigos

Em fevereiro de 2013
16000 artigos – media: 1.000 artigos / mes = 50 artigos selecionados por dia util
6000 comentários
1.450.000 acessos

Opinião do Leitor sobre o blog Acordo Coletivo


Coloque neste post sua opiniao sobre o nosso trabalho.
Caso você avalie o blog abaixo de regular, agradeceríamos informar o que pode/deve ser melhorado.

Avalie aqui. Dê uma opinião ou sugestão aqui.

Visitors 2016 inicio 25/2/2016
Flag Counter

Aqui

Visitors colocado recentemente (13/10/2010)

free counters

Locations of visitors to this page

[lista geral de posts e assuntos]

A colocacao de opinioes, criticas e sugestoes e’ bem-vinda e e’ colocada neste post atraves do reply.

Obrigado.

Editores.

Apoios: http://br.groups.yahoo.com/group/Acordo_Coletivo_Petrobras/

http://br.groups.yahoo.com/group/cipas_br

http://br.groups.yahoo.com/group/oab_provas

http://br.groups.yahoo.com/group/sindipetros_br

Petrobras – Mudamos nossa visão de negócio


Mudamos nossa visão de negócio

Iniciamos nosso movimento de mudança com a definição de duas prioridades: melhorar os indicadores de segurança nas operações e acelerar a recuperação financeira, reduzindo o endividamento no menor prazo possível.

Para materializar essa visão de negócio, implementamos diversas medidas de gestão e governança. E os resultados obtidos nos dão mais segurança para continuar seguindo em frente.

Focamos na recuperação financeira

Por meio de um planejamento sólido que vem sendo implementado, registramos lucro líquido de R$ 4,45 bilhões no primeiro trimestre, revertendo prejuízo apurado em mesmo período do ano anterior.

Grafico Lucro Líquido

Uma de nossas prioridades, reduzimos o endividamento em cerca de 23% em reais e 10% em dólares, durante o último ano. E vamos continuar atuando com responsabilidade e disciplina para alcançar nossa meta até o final de 2018.

Um dos caminhos para atingir essa meta é reduzir custos, sem qualquer prejuízo para nossa segurança operacional e otimizar investimentos em projetos que permitam manter ou aumentar os resultados.

Parcerias, desinvestimentos e nossa nova política de preços de combustíveis alinhada ao mercado internacional também são fundamentais para a redução da nossa dívida.

Redução do endividamento por trimestre

Grafico de Endividamento em reais
Grafico de Endividamento em Dolares

Estamos trabalhando com mais segurança

Aumentar a nossa segurança operacional é uma meta tão prioritária quanto a financeira. O indicador usado para isso pelas empresas do setor no mundo é a taxa de acidentados registráveis (TAR). A partir de um intenso trabalho de prevenção, conseguimos reduzir essa taxa no 1º trimestre deste ano praticamente à metade do patamar do fim de 2015. O resultado atual é ainda menor que o compromisso de reduzirmos o TAR em 36% de 2,2 em 2015 para 1,4 até o fim de 2018.

Grafico de Taxa de Acidentados Registráveis

Lançamos em outubro de 2016 o programa “Compromisso com a Vida” para reforçar ações de segurança, meio ambiente e saúde com foco na prevenção de acidentes. A iniciativa reforça aspectos como o compromisso da liderança, a capacitação da força de trabalho, fiscalização de serviços contratados, análise de risco de tarefas e instalações, disciplina operacional, conformidade com procedimentos, inspeção e manutenção.

Produzimos com mais eficiência

Para alcançar a recuperação financeira de forma sustentável, temos realizado um intenso trabalho para elevar o desempenho operacional.

Nossa produção vem se mantendo sustentável com a combinação de melhorias crescentes no desempenho operacional e o uso de novas tecnologias que otimizam a produção e reduzem custos.

Com investimentos mais focados e mais eficiência, a produção total de petróleo e gás natural média até maio é de 2,78 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed).

Camadas dos poços Petrobras e Gráfico com informações

Na camada pré-sal, a produção de petróleo e gás natural operada por nós (parcela própria e dos nossos parceiros), foi de 1,57 milhão de boed em maio.

Evolução dos recordesde produção diáriade óleo no pré-sal

Os preços dos nossos combustíveis passam a seguir variações internacionais

Adotamos uma nova política de preços para a gasolina e o diesel comercializados em nossas refinarias, acompanhando a tendência de preços no mercado internacional. Com base em estudos de mercado e avaliações periódicas, fazemos ajustes, para mais ou para menos, nos valores dos combustíveis.

Grafico de cotação do 1º Trimestre 2017
Grafico de câmbio do 1º Trimestre 2017

Como a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, as revisões feitas nas refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor. Isso depende de repasses feitos por outros integrantes da cadeia de combustíveis, especialmente distribuidoras e postos revendedores. Saiba mais sobre como o preço dos combustíveis aos consumidores é definido.

Focamos em projetos que trazem mais retorno e menos risco

Parcerias e desinvestimentos são comuns na indústria do petróleo e em nossa história. Hoje temos parcerias em quase 140 áreas exploratórias e campos de produção. Contamos com parceiros para compartilhar os investimentos necessários ao desenvolvimento da cadeia de petróleo no país e, da mesma maneira, para dividir o risco destes negócios.

Ao compartilhar a atuação com parceiros buscamos aumentar o valor dos nossos ativos e reduzir a dívida, abrindo espaço para mais investimentos. Além disso, os parceiros aportam conhecimentos técnicos e nos auxiliam em nossas atividades.

Outra iniciativa importante no nosso processo de recuperação financeira são os desinvestimentos. Temos três objetivos: nos desfazer de ativos que não produzem os resultados esperados, buscar nos concentrar em projetos onde o risco é menor e o retorno é maior e também implementar mudanças estratégicas no nosso negócio, como é o caso da abertura de capital da Petrobras Distribuidora. Aperfeiçoamos a nossa metodologia para essas vendas em parceria com o Tribunal de Contas da União e cada um destes projetos terá seus principais marcos divulgados ao mercado.

Buscamos mais segurança e controle na tomada de decisão

Implementamos uma série de medidas que visam fortalecer nossa governança e os controles internos, assegurando transparência e eficácia para o sistema de prevenção de riscos e combate a desvios.

Esse novo modelo de governança e gestão tem como base uma melhor distribuição e compartilhamento das decisões, eliminação de decisões individuais para um conjunto de ações e criação de comitês técnicos para garantir a conformidade dos processos.

ANTES DEPOIS
Indicação de membros do governo para cargos de administradores É vedada nomeação de membros do governo e líderes sindicais no Conselho de Administração de Estatais (Lei 13.303)
Falta de percentual mínimo de conselheiros independentes no Conselho de Administração Estatuto Social exigia que 25% dos membros do Conselho sejam independentes. (No atual Conselho da Petrobras, 100% são independentes)
Verificação de integridade simples Avaliação rigorosa de integridade dos indicados para Conselho de Adm, Conselho Fiscal e Diretoria
Cargos de liderança eram escolhidos sem processo seletivo

Indicações para posições-chave sem observar critérios de meritocracia

Plano de sucessão para os executivos.

Constituição do Banco de Talentos de Executivos

Processo de seleção transparente para cargos de gerentes

Não havia comitê específico realizando análise prévia das transações com partes relacionadas antes de deliberação pelo Conselho Comitê Estatutário de Minoritários para avaliar transações relevantes entre a Petrobras e suas partes relacionadas de alçada do Conselho
Não havia responsabilização estatutária para os Gerentes Executivos Criação de Comitês Estatutários para reforçar compromisso e responsabilização dos Gerentes Executivos no processo decisório
Estatuto Social concentrava os poderes na DE Diretores atuavam por delegação Revisão do Estatuto Social redistribuiu competências entre Diretoria e Conselho e definiu as atribuições individuais dos Diretores
Possibilidade de Diretor tomar decisão sozinho Implementação do processo de autorização compartilhada para decisões materiais
Canal de denúncias operando internamente Implantação do Canal de Denúncias independente com garantia de anonimato (contatoseguro.com.br/petrobras)
Verificação simples de integridade de fornecedores Processo de Due Diligence de Integridade no cadastramento e seleção de fornecedores e contrapartes
Não havia treinamento sistemático sobre ética Adesão de 100% dos empregados ao Código de ética e treinamento permanente da força de trabalho

Demos um passo importante para consolidar essas mudanças ao solicitarmos à B3 (antiga BM&FBovespa) a certificação no âmbito do Programa Destaque em Governança das Estatais, com o intuito de implementar medidas de governança corporativa que vão além das exigidas pela Lei das S.A e pela Lei 13.303/16, a Lei das Estatais.

Esse passo reafirma nosso compromisso com a contínua melhoria de nossa governança, bem como nosso alinhamento às melhores práticas do mercado.

Nos esforçamos em aprimorar processos de governança e compliance

A partir das investigações da Operação Lava Jato, em que fomos reconhecidos como vítima, temos colaborado efetivamente com os trabalhos das autoridades públicas e atendido sistematicamente os órgãos de controle externo (Tribunal de Contas da União – TCU, Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União – CGU e Ministério Público) e manteremos nosso empenho colaborando com as investigações e auditorias.

Realizamos o bloqueio cautelar de empresas pertencentes aos grupos econômicos citados como participantes de cartel nos depoimentos realizados. Tornamos mais rigoroso o processo de gestão de fornecedores para aumentar a segurança nas contratações de bens e serviços e mitigar riscos de corrupção. Agora, para integrar o cadastro, as empresas têm de prestar informações detalhadas sobre estrutura, finanças e

mecanismos de compliance (conformidade) e combate à fraude e à corrupção, sendo ainda avaliadas pelo processo conhecido como Due Diligence de Integridade.

Ingressamos como co-autores do Ministério Público Federal em ações de improbidade administrativa contra as empreiteiras e os executivos apontados como responsáveis por irregularidades no âmbito da Operação Lava Jato.

Essas iniciativas somam-se a um conjunto de medidas que estão sendo adotadas para garantir o ressarcimento integral dos prejuízos sofridos pela companhia, inclusive aqueles relacionados à sua reputação. Já recuperamos R$ 661 milhões por meio dos acordos de colaboração premiada e de leniência firmados pelo Ministério Público Federal e vamos continuar buscando a restituição integral dos valores por meio das diversas medidas cabíveis.

Estamos seguindo em frente

São muitas e necessárias mudanças para continuarmos seguindo em frente. Trabalhamos para seguir em uma trajetória sustentável, guiada por lógica empresarial e ética, com visão de longo prazo nas áreas financeira, ambiental e social pra prover a energia que move a sociedade a realizar seu potencial.

4 DICAS PARA QUEM PENSA EM INSTALAR SUA EMPRESA EM UM COWORKING


Empreendedores discutiram papel do espaço compartilhado no ambiente de negócios brasileiro durante evento de abertura do CO.W. em São Paulo

05.04.2017|Por

Sérgio Herz, Eduardo Baez e Juliano Seabra durante a inauguração do CO.W. Coworking Space Berrini (Foto: Divulgação)Sérgio Herz, Eduardo Baez e Juliano Seabra durante a inauguração do CO.W. Coworking Space Berrini (Foto: Divulgação)

Aconteceu nesta terça-feira, dia 4, o lançamento do CO.W. Coworking Space Berrini, em São Paulo. Localizado próximo à avenida Berrini, zona sul da cidade, o espaço de 1,4 mil metros quadrados oferece áreas para eventos, serviços administrativos e infraestrutura de TI. Resultado de um investimento de R$ 4 milhões, a nova unidade da CO.W., rede de coworking com presença em Joinville e São Paulo, tem capacidade para abrigar 280 residentes. Para incentivar conexões entre os frequentadores, os gestores fizeram parcerias com organizações de fomento à inovação. Entre elas, está a ACATE (Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia), que escolheu o CO.W. Berrini para abrigar o seu escritório em São Paulo.

A abertura do coworking contou com a presença de Juliano Seabra, diretor-geral da Endeavor no Brasil, Eduardo Baer, cofundador da iFood, e Sérgio Herz, CEO da Livraria Cultura. O painel, mediado por Sandra Boccia, diretora de redação de Pequenas Empresas & Grandes Negócios, debateu a importância do coworking para o ecossistema empreendedor.

Para Seabra, o crescimento dos coworkings reflete o amadurecimento do ecossistema. “Há quinze anos, seria impossível imaginar algo parecido com o que está acontecendo hoje. É realmente impressionante perceber como o ambiente de negócios evoluiu.” Segundo o diretor-geral da Endeavor, uma das mais importantes entidades de fomento ao empreendedorismo do mundo, o ambiente de colaboração do coworking dá densidade aos novos negócios.

Na opinião de Sergio Herz, presidente da Livraria Cultura, espaços como o CO.W. trazem um novo estímulo para o meio empreendedor. “Os empresários mais tradicionais têm muito a aprender com os jovens que escolhem trabalhar em um espaço físico desse tipo”, diz. Segundo Baer, que agora empreende com a DogHero, uma espécie de AirBnb para cachorros, o coworking foi essencial para a sua trajetória. “Os primeiros escritórios da iFood funcionavam em coworkings”, diz.

Durante o evento, os participantes do painel deram dicas para quem está pensando em instalar sua startup em um coworking. Confira a seguir.

1. Invista em colaboração
Para Juliano Seabra, o empreendedor deve aproveitar o avanço do ecossistema e usar o coworking para buscar colaboração e parcerias com os colegas. “Esses espaços compartilhados trazem uma energia renovada para o meio empreendedor.”

2. Busque informação
Para Eduardo Baer, é fundamental usar a informação que circula nesse tipo de ambiente, trocando ideias, dando e recebendo ajuda. “Sempre aproveitei todas as oportunidades para ajudar outros empreendedores, e ainda faço isso. É uma troca constante.”

3. Saiba como as outras áreas pensam
É comum coworkings abrigarem empresas de setores diferentes. Segundo Baer, o intercâmbio com empreendedores de áreas distantes da sua pode dar outra perspectiva sobre o negócio. “No início do iFood, perguntamos para diversas pessoas qual deveria ser o nosso primeiro passo. Recebemos ótimos conselhos”, afirma.

4. Adote novas práticas
Preste atenção nos modelos de gestão adotados por outros empreendedores que dividem o espaço: sempre há muito o que aprender. Segundo Sergio Herz, a Cultura está sempre de olho em novas práticas.“Estou tentando aprender com esses jovens empreendedores.”

Assembleias Sindipetro-RJ Pautas etc


>> PAUTA das assembleias

     1) Informes e debate (temas que serão objeto das deliberações no Congresso)
. demandas, táticas de mobilização e organização sindical para o ACT, efetivo mínimo, desmonte e privatização, leilões, contrarreformas, demandas específicas do segmento ou da unidade;
. Organização por Local de Trabalho / Comissões de Base;
. a construção da unidade nacional petroleira;
. balanço da Greve Geral e próximos encaminhamentos;
. desfiliação da CUT;
. situação financeira do sindicato e as medidas políticas e administrativas adotadas neste primeiro mês da nova gestão;

     2) Eleição dos delegados
        (conforme regimento abaixo)


congxxx

>> PROGRAMAÇÃO 

04/08 (sexta à noite)
. Informes sobre situação financeira, comunicação e sindicalização.
. Campanha “O Petróleo tem que ser nosso”, conjuntura e geopolítica.

05/08 (sábado)
. ACT – pauta e estratégias
. Eleição dos delegados ao Congresso Nacional da FNP.
. Desfiliação da da CUT.
. Plano de ação para a construção das Comissões de Base
. Balanço dos primeiros 60 dias e perspectivas para a nova gestão

 

REGIMENTO
. Somente filiados ao Sindipetro-RJ participam da eleição de delegados, sendo válido o preenchimento da ficha de sindicalização na própria assembleia.
. Todo associado tem direito a votar e candidatar-se em qualquer sessão de assembleia, independente de sua lotação, mas em apenas uma.
. Será eleito 1 delegado(a) para cada 3 associados presentes.
. A posição da diretoria do sindicato é que seus integrantes devem abrir mão do direito estatutário de serem delegados natos.

PF prende ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil em nova fase da Lava Jato


Aldemir Bendine foi preso em Sorocaba, no interior de São Paulo; investigações apontam que ele solicitou e recebeu R$ 3 milhões para auxiliar a Odebrecht em negócios com a Petrobras.


Por Adriana Justi e Fernando Castro, G1 PR e RPC, Curitiba

27/07/2017 06h49  Atualizado há 4 minutos

Ex-presidente da Petrobras é preso temporariamente em nova fase da Lava Jato

Ex-presidente da Petrobras é preso temporariamente em nova fase da Lava Jato

O ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras Aldemir Bendine foi preso na 42ª fase da Operação Lava Jato deflagrada pela Polícia Federal (PF) na manhã desta quinta-feira (27) no Distrito Federal, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo. Bendine foi preso em Sorocaba. A ação foi batizada de Cobra.

O publicitário André Gustavo Vieira da Silva, que é representante de Bendine, e Antônio Carlos Vieira da Silva Júnior também foram presos.

Bendine deve chegar à Superintendência da PF, em Curitiba, no período da tarde. Os demais presos também serão levados para o Paraná.

O advogado de Bendine, Pierpaolo Bottini, afirmou, em nota, que desde o início das investigações Bendine se colocou à disposição para esclarecer os fatos e juntou seus dados fiscais e bancários ao inquérito, demonstrando a regularidade de suas atividades. “A cautelar é desnecessária. Eh arbitrário prender para depoimento alguém que manifestou sua disposição de colaborar com a justiça desde o início”, declarou o advogado.

G1 tenta contato com a defesa dos demais presos.

Os três foram presos temporariamente. A prisão tem prazo de cinco dias e pode ser prorrogada pelo mesmo ou convertida para preventiva, que é quando o investigado não tem prazo para deixar a cadeia. A operação também cumpre 11 mandados de busca e apreensão.

Segundo depoimento de delação feito por Marcelo Odebrecht e Fernando Reis, Bendine solicitou e recebeu R$ 3 milhões para auxiliar a empreiteira em negócios com a Petrobras. Conforme os delatores, o dinheiro foi pago em espécie através de um intermediário. Aparentemente, de acordo com a PF, estes pagamentos somente foram interrompidos com a prisão de Marcelo Odebrecht.

Em 2015, Bendine era braço direito da então presidente Dilma Rousseff. E deixou o banco com a missão de acabar com a corrupção na petroleira, alvo da Lava Jato. Mas, segundo os delatores, ele já cobrava propina no Banco do Brasil, e continuou cobrando na Petrobras.

Investigações

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), há evidências indicando que, numa primeira oportunidade, um pedido de propina no valor de R$ 17 milhões foi realizado por Aldemir Bedine à época em que era presidente do Banco do Brasil, em 2014, para viabilizar a rolagem de dívida de um financiamento da Odebrecht AgroIndustrial.

No entanto, Marcelo Odebrecht e Fernando Reis teriam negado o pedido de solicitação de propina porque entenderam que Bendine não tinha capacidade de influenciar no contrato de financiamento do Banco do Brasil, segundo o MPF.

Na véspera de assumir a presidência da Petrobras, o que ocorreu em 6 de fevereiro de 2015, Aldemir Bendine e um de seus operadores financeiros novamente solicitaram propina a Marcelo Odebrecht e Fernando Reis. O pedido foi feito para que a Odebrecht não fosse prejudicada na Petrobras, inclusive em relação às consequências da Operação Lava Jato, apontam os procuradores do MPF.

Em decorrência do novo pedido e com receio de ser prejudicada na estatal petrolífera, a Odebrecht, conforme depoimentos de colaboradores, optou por pagar a propina de R$ 3 milhões através do Setor de Operações Estruturadas. O valor foi repassado em três entregas em espécie, no valor de R$ 1 milhão cada, em São Paulo.

Ainda de acordo com o MPF, em 2017, um dos operadores financeiros que atuavam junto a Bendine, confirmou que recebeu a quantia de R$ 3 milhões da Odebrecht, mas tentou atribuir o pagamento a uma suposta consultoria que teria prestado à empreiteira para facilitar o financiamento junto ao Banco do Brasil. Todavia, a investigação revelou que a empresa utilizada pelo operador financeiro era de fachada, destaca o MPF.

“Buscando dar aparência lícita para os recursos, o operador financeiro, após tomar ciência das investigações, efetuou o recolhimento dos tributos relacionados à suposta consultoria, cerca de dois anos após os pagamentos, com o objetivo de dissimular a origem criminosa dos valores. Há indícios que a documentação também foi produzida com intuito de ludibriar e obstruir as investigações”, afirmaram os procuradores.

Audácia dos criminosos

O nome da operação

O nome da operação é uma referência ao codinome dado ao principal investigado nas tabelas de pagamentos de propinas apreendidas no chamado Setor de Operações Estruturadas da Odrebrecht durante a 23ª fase da operação.

Acordo com os usuários do serviço – ForumFree.net/ForumCommunity.net/BlogFree.net


Acordo com os usuários do serviço ForumFree.net,ForumCommunity.net,BlogFree.net
    • 1.1 Cada mensagem exprime exclusivamente o ponto de vista do seu autor, não o ponto de vista dos administradores do fórum.
      O usuário será considerado o único responsável pelas violações que eventualmente se verificarem através do presente serviço.
    • 1.2 Considerando a natureza dinâmica e a contínua mutação do fórum é em todo o caso impossível verificar cada mensagem pelo que solicitamos o contributo dos usuários no caso de infracções ao presente regulamento.
      Se te sentires ofendido por outros usuários do serviço pedimos-te que nos contactes imediatamente através do ‘Fórum de Apoio’ ou então através do email ‘abuse(at)forumfree.net’ solicitando-nos a eliminação das mensagens incriminadas.
    • 1.3 O usuário também aceita não enviar mensagens abusivas, difamatórias, ameaçadoras ou qualquer outro material que possa violar as leis em vigor.
    • 1.4 O usuário aceita que o administrador e os moderadores dos fóruns têm direito a remover, modificar, ou encerrar qualquer tema sempre que o considerem necessário.
    • 1.5 O usuário decide aderir ao serviço fornecido tal como está, em relação ao qual ForumFree.net/ForumCommunity.net/BlogFree.net não si assume nenhuma responsabilidade e não fornece nenhuma garantia.
    • 1.6 O usuário declara expressamente que percebeu e aceitou que ForumFree.net/ForumCommunity.net/BlogFree.net não poderá ser considerada em nenhum casp responsável por qualquer dano directo o indirecto ao usuário e/ou por qualquer eventual perda associada ao Serviço.
  • 1.7 Clicando no comando ‘Aceito’ e/ou usando os serviços de ForumFree.net/ForumCommunity.net/BlogFree.net o usuário decide aderir ao serviço e respeitar os termoes estipulados neste acordo.

Comportamento

    • 2.1 Não são consentidos:
      – insultos pessoais entre os usuários
      – ofensas às instituições ou à religião de qualquer que seja a fé.
    • 2.1.1 Independentemente da ampla faculdade e direito de discutir semelhantes temas, devem evitar-se comentários de índole sarcástica, trocista, sacrílega e denigratória independentemente das partes.
    • 2.2 São também proibidos: o racismo e qualquer apologia da inferioridade ou superioridade de uma raça em relação a outras.
      – atitudes e/ou posturas de contestação, assumidas gratuitamente, claramente hostis em relação aos moderadores e administradores do fórum;
      – atitudes e/ou posturas de contestação, assumidas gratuitamente, claramente hostis em relação aos outros usuários do fórum;
      – incitamento ao desrespeito das presentes regras com o único objectivo de destabilizar a normal e pacífica participação activa no fórum;
    • 2.2.1 A deliberada inobservância de quanto acima estipulado comporta o imediato ban do fórum, de acordo com o poder discricionário dos moderadores e/ou dos administradores do fórum.
    • 2.3 É proibido enviar emails ou mensagens (quer privadas quer públicas) não solicitadas com a única finalidade de promover o fórum.
    • 2.3.1 Quem fizer Spam indesejado terá como consequência o bloqueio do contador de visitas.
    • 2.4 É proibido escrever mensagens ou discussões com a única finalidade de aumentar o número de mensagens.
    • 2.5 É proibido usar circuitos de troca de visitas ou outros truques para aumentar o número de visitas do fórum.
    • 2.5.1 Quem aldrabar com o objectivo de aumentar a visitas terá como consequência o bloqueio do contador de visitas.
    • 2.6 Também não é permitido:
      – publicar e/ou solicitar códigos seriais de softwares comerciais;
      – publicare e/ou solicitar links a sites warez contendo materiais que violem as leis do copyright e do direito de autor.
    • 2.7 Será tarefa exclusiva e indiscutível dos moderadores estabelecer quando estes limites serão ultrapassados e intervir em função disso.
    • 2.8 O conteúdo das mensagens deve satisfazer e não transgredir nenhuma lei aplicável no Estado Italiano.
  • 2.8.1 As regras acima mencionadas aplicam-se quer a mensagens contidas no fórum, quer para assinaturas e avatar. Caso os moderadores e/ou administradores achem que os conteúdos de avatar e assinaturas vão contra uma destas normas, contactarão o usuário em privado solicitando-lhe uma alteração.

Contestações

    • 3.1 A actividade dos moderadores é indiscutível e só pode ser questionada pelo Adminitrador do fórum.
    • 3.1.1 Todavia é permitido pedir explicações, não utilizando porém o espaço público do fórum. Eventuais contestações deverão ser efectuadas via email ou então através de mensagens internas (pvt) e em todo o caso de forma privada. Será imediatamente encerrado qualquer thread que tenha como objecto formas polémicas de constestação. Quem insistir em semelhante atitude, será imediatamente afastado do fórum de acordo com a decisão inapelável dos moderadores.
  • 3.1.2 Por qual motivo se pede para expor as contestações pessoais de forma privada? Em primeiro lugar por motivos de ordem pública: abrir uma discussão declaradamente polémica por certo não ajuda a manter o clima construtivo do fórum. Por outro lado, na comunicação privada entre usuário e moderador-administrador torna-se mais fácil esclarecer posições divergentes e, se possível, procurar pontos de encontro construtivos.

Encerramento discussões

    • 4.1 Será encerrada ou eliminada qualquer discussão cujo tom e assuntos não sejam idóneos com a linha do fórum (v. acima). Se no decurso da discussão, o tema desgenerar (mesmo com um único post) é dada ampla faculdade de intervenção ao moderador de acordo com o que achar oportuno, inclusive a decisão de encerrar o thread ou, em casos mais graves, de optar pelo ban imediato.
    • 4.2 Para as violações menos graves, de acordo com a decisão inapelável do moderador, poder-se-á proceder à alteração da mensagem incriminada.
  • 4.3 É espressamente proibido abrir novas discussões cujo tópico seja a contestação de encerramento de discussões. Para eventuais contestações deste tipo, ver ‘Contestações’.

Ban usuários

    • 5.1 Caso um usuário seja barrado do fórum não poderá voltar a inscrever-se com outro nickname; neste fórum não são barrados os nicknames mas as pessoas, por motivos óbvios. Caso um usuário barrado se volte a inscrever no fórum e seja desmascarado pelos moderadores ou pelos administradores, voltará a ser barrado.
  • 5.2 Caso este usuário continue a reinscrever-se, com o único objectivo de contestar e dificultar o desenrolar normal do fórum, será apresentada queixa às autoridades competentes.

Notas relativas à privacidade

    • 6.1 Lembre-se que qualquer informação divulgada nos fóruns não protegidos por password torna-se informação pública. Tenham cautela quando decidirem divulgar as vossas informações pessoais.
    • 6.2 Os dados pessoais enviados são tratados no pleno respeito da lei 675/96. Ao escolher registar-se como usuário exprime-se o consentimento à recolha e tratamento dos dados estritamente para os fins inerentes à gestão operativa e administrativa do serviço e à publicidade (exclusivamente no interior dos sites www.forumfree.net, www.forumcommunity.net e/o www.blogfree.net) de todos os dados voluntariamente inseridos no ‘Painel de controlo’ pessoal.
    • 6.3 Em qualquer altura pode ser pedido a anulação do registo pessoal (também possível através do painel de controlo presente na homepage).
  • 6.4 Os accounts inactivos há pelo menos 12 meses /sem login durante 12 meses consecutivos) serão cancelados automaticamente. No caso de a convalidação falhar o account será eliminado passado 1 mês.

Aceitação regulamento

  • 7.1 Ao proceder ao registo no fórum considera-se que o regulamento foi aceite na íntegra pelo usuário que se regista. O regulamento é periodicamente actualizado, para melhor adaptar os conteúdos à evolução do fórum e, possivelmente, garantir uma melhor utilização do fórum por parte dos seus usuários. Qualquer alteração inserida no regulamento é automaticamente aceite pelos usuários registados, mesmo aqueles inseridos num período anterior à última alteração; convida-se os usuários a verificar periodicamente a presença de novas normas no regulamento do fórum.

Termos do serviço

    • 8.1 Ao usar os serviços de ForumFree.net/ForumCommunity.net/BlogFree.net o usuário aceita os termos do serviço.
    • 8.2 O conteúdo do site criado pelo usuário deve repeitar e não transgredir nenhuma lei aplicável no Estato Italiano.
      No caso de graves infracções os transgressores serão denunciados.
    • 8.3 É proibido enviar emails ou mensagens não solicitadas com o único fim de promover o fórum.
    • 8.4 É proibido escrever mensagens ou discussões com o único fim de aumentar o número de mensagens do fórum.
    • 8.5 O fornecedor não dá nenhuma garantia pelos serviços fornecidos e não é possível pedir nenhuma indemnização por eventuais perdas de dados (obviamente envidaremos todos os esforços para fazer periodicamente cópias de backup dos dados)
    • 8.6 Os fóruns inactivos durante pelo menos 6 meses (tendo o último post sido efectuado há mais de 6 meses) serão automaticamente eliminados. Os fóruns sem nenhum post serão eliminados.
  • 8.7 O serviço pode ser encerrado em qualquer altura pelo fornecedor ou pelo usuário. O fornecedor pode por sua única discrição remover qualquer mensagem por qualquer motivo. O usuário não pode solicitar/exigir em nenhuma altura o database do fórum ou outros files conexos (por motivos técnicos há um único database para todos os fórun e é impossível extrair os dados de um único fórum).