Archive for the Sem categoria Category

ANALISTA DE SISTEMAS JÚNIOR – ENGENHARIA DE SOFTWARE

Posted in Sem categoria on 23 de abril de 2014 by editor master

BLOCO 1
: 1
-
Banco de Dados:
Conceitos básicos; Independência de dados; Abordagem relacional; Modelagem entidade-relacionamento;
Normalização;
Transformação do modelo conceitual; Linguagem SQL.
2 -
Arquitetura de Sistemas: Sistemas de três
camadas;
Padrões de projeto;
Aplicações distribuídas; Portais; Servidores de Aplicação; Interoperabilidade; Web Services;
Arquitetura Orientada a Serviços (SOA); Barramento de Serviços Corporativos (ESB); Sistemas Integrados de Gestão (ERP)
. 3
-
Engenharia de
Software: Ciclo de vida; Metodologias de desenvolvimento; Processo Unificado: Requisitos, Análise, Projeto, Testes; UML;
Métricas.
4
-
Estrutura de dados e algoritmos: Tipos básicos de dados; Algoritmos para pesquisa e ordenação;
Listas
lineares e suas generalizações:
Listas ordenadas, listas encadeadas, pilhas e filas; Árvores e suas generalizações: Árvores binárias, árvores de busca, árvores
balanceadas (AVL), árvores B e B+;
Complexidade de algoritmos.
5
-
Linguagens de Programação (uso da linguagem JAVA para os
exemplos):
Conceitos básicos e características estruturais das linguagens de programação; Conceitos de orientação a objetos;
Coleções;
Entradas/Saídas; Threads; Garbage Collector.
BLOCO 2
: 6
-
Arquitetura de computadores:
Conceitos básicos;
Sistemas de numeração;
Modelos de conjunto de instruções;
Modos de endereçamento;
Bloco operacional;
Bloco de controle;
Organização de memória
7 -
Noções de Gerenciamento de Projetos:
Conceitos básicos;
Alocação de recursos; Cronograma;
Estrutura analítica;
Fases do projeto;
Gerenciamento do Escopo;
Gerenciamento do Prazo;
Gerenciamento do Custo.
8 – Raciocínio lógico:
Lógica Sentencial e de Primeira Ordem;
Decidibilidade da lógica sentencial;
Enumeração por Recurso;
Contagem: princípio aditivo e multiplicativo;
Lógica Matemática:
Sentido lógico
-
matemático convencional dos conectivos;
Argumentos;
A lógica sentencial;
Regras de formação de fórmulas;
Sistemas dedutivos;
Valores
-
verdade; Funções de avaliação.
9 -
Sistemas de Informações Gerenciais
: BD Relacionais x BD Multidimensionais;
Conceitos de OLTP, OLAP, MOLAP, ROLAP;
Definições: Fatos, Dimensões; Modelagem Multidimensional; e Conceitos de
Datawarehousing.
BLOCO 3
10 – Sistemas Operacionais:
Conceitos básicos; Gerência de filas; Entrada e s
aída;
Gerência de memória;
Gerência de arquivos;
Sistemas operacionais distribuídos.
11 – Conceitos e tecnologias relacionadas à Internet:
Protocolos relevantes
para aplicações Internet;
Princípios e arquitetura da Internet;
Linguagens de marcação, transformação e apresentação.
12 – Segurança da Informação:
Conceitos gerais;
Políticas de Segurança de Informação;
Classificação de informações;
Norma ISO 27002.
13 – Qualidade de Software:
Noções de CMM e CMMI e Norma ISO 9001:2008.
14 – Noções de Governança de TI e COBIT 4.

O DIABO

Posted in Sem categoria on 23 de abril de 2014 by editor master

Descrição

O diabo está representado com seios femininos e cabeça e patas de cabra, além do corpo recoberto de pelos. As cores de seu corpo são uma alusão direta aos quatro elementos que constituem o cosmos -Terra, Água, Ar e Fogo -, além dos elementos dos espíritos elementares e as forças difíceis de domar. Os homens que o sustentam são de natureza semi-humana, assim como ele. O sorriso em seu rosto indica o domínio que exerce sobre os homens. A referência dos dois personagens, um ying e outro yang, são as paixões que aprisionam o homem, transformando-o praticamente em animal. O diabo é o arcano da prisão, das correntes que sufocam e oprimem e que devem ser quebradas com muita força de vontade, coragem e instinto. No cosmos, a desordem está limitada pela ordem e a ela está subordinada.

A carta em pé

O arcano é a representação de todos os elementos vividos hoje com relativa liberdade como a sexualidade, o desejo de poder e a ambição. O diabo não é tão negativo quanto parece: é o arcano da energia psíquica, dos poderes, magnetismo, poderes de hipnose e magia com os quais se vence o destino e que permite a influência sobre os outros.

O CINCO DE OUROS

Posted in Sem categoria on 23 de abril de 2014 by editor master

Descrição

Carta de movimento, atração e valor, que tem o poder de alterar as situações negativas e de abrir grandes portas para o futuro. Uma vez invertida, por outro lado, pode anunciar uma instabilidade bastante preocupante.

A carta em pé

Uma situação indesejada pode estar prestes a ser solucionada. Oportunidades, novos interesses ou uma reparação se configuram à sua frente. Possibilidades de ganhos inesperados, investimentos em ações ou receitas provenientes das áreas artísticas.

O VALETE DE OUROS

Posted in Sem categoria on 23 de abril de 2014 by editor master

Descrição

Personagem que segura com a mão direita – a ativa – o naipe, emblema da terra e da solidez: configura-se assim o arcano da busca construtiva e da afirmação. Sugere alguém atencioso e solícito, mas que atua também em benefício próprio.

A carta em pé

Você poderia ter mais dinheiro se não se empenhasse tanto em presentear e em conceder favores a quem, de fato, não os merece. Sua atitude poderá contribuir para o desaparecimento de seu patrimônio e mesmo o de seus pais.

O IMPERADOR – invertido

Posted in Sem categoria on 23 de abril de 2014 by editor master

Descrição

O quarto arcano do tarô representa o Senhor do Mundo em seus aspectos concretos. Simboliza a estabilidade do quadrado, dos Quatro Elementos, dos quatro signos fixos do Zodíaco, etc. Com a mão direita empunhando o cetro, símbolo do poder, também presente no emblema da águia que se vê estampado no escudo a seus pés, a imagem do Imperador resume a autoridade e domínio sobre os mundos material e espiritual, que se conjugam harmonicamente no equilibrio dos elementos. O Imperador simboliza, portanto, o Quarto Raio (a Harmonia). No alfabeto Hebraico, está relacionado à letra dalet, ou delta.

A carta invertida

Quando o Imperador aparece invertido ou em uma posição desfavorável, ele exprime os excessos dos atributos inerentes ao Arcano. Caracteriza, portanto, a arrogância, o despotismo, o abuso dos direitos e privilégios. Pode ser um sinal de alerta para o indivíduo, para que não caia nos erros típicos do egocentrismo e da obstinação. De fato, a teimosia em permanecer no erro pode o levar a fracassos e decepções em situações tidas como sólidas.

O SEIS DE COPAS – invertido

Posted in Sem categoria on 23 de abril de 2014 by editor master

Descrição

Segundo a numerologia, o seis – número de Vênus – é pouco tranquilizador, indicando geralmente instabilidade e atenuando o valor benéfico do naipe. Mas, como se trata de uma carta de Copas, dificilmente exercerá uma influência verdadeiramente negativa. Arcano melhor invertido do que em pé.

A carta invertida

A carta do futuro e da renovação o aconselha a projetar o seu futuro com confiança, pois o mesmo será promissor e deverá substituir um presente apático. Use a cabeça e reserve uma boa dose de energia

O NAMORADO OU OS AMANTES

Posted in Sem categoria on 23 de abril de 2014 by editor master

Descrição

O sexto Arcano é inspirado na mitologia. O herói Hércules, filho do poderoso Zeus e educado pelo mais sábio dos centauros, Quirão, tem de decidir algo que será determinante para o seu futuro. O bem e o mal; a pureza e o vício, o trabalho e a preguiça estão ali representados por duas lindas jovens que lhe mostram caminhos e vantagem diferentes. A mulher modestamente vestida promete apenas valores morais, enquanto a outra, sedutora, oferece o prazer. As cores da bacante – vermelho, verde, amarelo e azul – são vivas e mexem com o seu lado humano. A virtude leva roupas azuis e verdes. O verde é a cor simbólica atribuída a Vênus, a deusa do prazer e da sedução. O amarelo representa o dinheiro e os sentimentos negativos que geralmente o acompanham. O ciúme é a inveja. O cupido do céu relaciona o iniciado com o signo de sagitário.

A carta em pé

Uma decisão importante deve ser tomada pelo consulente. Ela determinará o seu futuro ou uma parcela muito significativa dele. Dentro de um conjunto de cartas positivas, o consulente terá livre arbítrio para decidir com calma e sem pressões externas de nenhuma natureza. Enfim, sairá vencedor. Caso as outras cartas sejam problemáticas, o consulente terá de agir com cautela e utilizando-se do seu sexto sentido. A intuição será determinante. Esta carta não é uma representação de amor propriamente dito, e sim um arcano de espera de decisões afetivas. Indica pessoa que se interessa pelos amigos e conhecidos.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 221 outros seguidores