Archive for the Sem categoria Category

O desapego, segundo o Budismo

Posted in Sem categoria on 19 de dezembro de 2014 by editor master

Por:

O desapego é um dos mais importantes ensinamentos budistas.

“Quem a tudo renuncia jubiloso, alcança, já agora, a mais alta paz do espírito; mas quem espera vantagem das suas obras é escravizado pelos seus desejos.

Na verdade, a vida de iluminação é simplesmente o caminho do desapego. Quase todos os problemas da vida são causados pelo apego. Todas as causas de infelicidade, tensão, teimosia e tristeza são devidas ao apego. Se você tem algum problema ou preocupação, examine a si mesmo e descobrirá que a causa é o apego.

Existe uma famosa história zen sobre um mestre e seu discípulo. 

“Os dois estavam a caminho da aldeia vizinha quando chegaram a um rio caudaloso e viram na margem, uma bela moça tentando atravessá-lo. O mestre zen ofereceu-lhe ajuda e, erguendo-a nos braços, levou-a até a outra margem. E depois cada qual seguiu seu caminho. Mas o discípulo ficou bastante perturbado, pois o mestre sempre lhe ensinara que um monge nunca deve se aproximar de uma mulher, nunca deve tocar uma mulher. O discípulo pensou e repensou o assunto; por fim, ao voltarem para o templo, não conseguiu mais se conter e disse ao mestre:

— Mestre, o senhor me ensina dia após dia a nunca tocar uma mulher e, apesar disso, o senhor pegou aquela bela moça nos braços e atravessou o rio com ela.

— Tolo – respondeu o mestre – Eu deixei a moça na outra margem do rio. Você ainda a está carregando.”

Desapego não é desinteresse, indiferença ou fuga. Não devemos nos tornar indiferentes aos problemas da vida. Não devemos fugir da vida; não se pode fugir dela quando somos sinceros.

A vida e seus problemas devem ser encarados e lidados de frente, mas nem por isso devemos nos apegar. É verdade que o dinheiro tem sua importância, mas a pessoa que se apega a ele torna-se avarenta e escrava. É muito fácil nos apegarmos à nossa beleza, às nossas aptidões ou às nossas posses, e assim nos sentirmos superiores aos outros. É igualmente fácil nos apegarmos à nossa feiúra, à nossa falta de aptidões ou à nossa pobreza, e assim nos sentirmos inferiores aos outros. O apego às condições favoráveis leva à avidez e ao falso otimismo, enquanto que o apego às condições desfavoráveis leva ao ressentimento e ao pessimismo. Sem dúvida, nosso apego às coisas, condições, sentimentos e idéias é muito mais problemático do que imaginamos.

Quando adoecemos, chegamos até mesmo a nos apegar à doença. É melhor não fazermos isso. Todas as doenças serão curadas, exceto uma, que é a morte. Quando você estiver doente, aceite a doença e faça o possível para se recuperar. Aceite a doença e a transcenda… A vida é mutável; todas as coisas são mutáveis; todas as condições são mutáveis. Por isso, desapegue. 

Tudo o que fazemos, devemos fazer com sinceridade, com honestidade e com todas as nossas forças; e uma vez feito, feito está. Não nos apeguemos a ele. 

Muitas pessoas se apegam ao passado ou ao futuro, negligenciando o importante presente. Devemos viver o melhor “agora”, com plena responsabilidade. 

“Quando o sol brilha, desfrute-o; quando a chuva cai, desfrute-a. Todas as coisas nesta vida – deixe que venham e deixe que se vão.”

 

/\ Eis o segredo da PAZ
 —————————————————————————————————————

O texto termina aí, mas o que quero passar vai um pouco além.
Imagina agora aquele objeto do qual você tem mais apreço, mais apego.
Um iphone? Um chaveiro? Um carro? Um colar? Independente do que for, quando você perder esse seu objeto, você ficará muito triste e, as vezes, até com raiva. Dependendo do modo de como você perdeu seu objeto e do quanto ele representava na sua vida, isso pode se tornar maior do que você mesmo, pode fugir do controle e acabar arruinando a sua vida. Tudo de ruim que pode te acontecer durante esse momento de perda, é graças ao seu apego pelo objeto. Se apegar ou desejar(que é a mesma coisa) por algo desse mundo, é pedir para ser infeliz. Tudo que você deseja, te trará infelicidade.

Agora eleve esse pensamento para além do mundo material. Funciona perfeitamente da mesma forma. Quando se quer ser feliz, só o que você faz é limitar-se a si. A sua felicidade nada mais é do que a paz, e a paz nada mais é do que o desapego.

O objetivo de toda essa postagem não é dar nenhuma lição de moral. O objetivo dessa postagem é te fazer pensar e te desafiar a descobrir o motivo de qualquer coisa que esteja te incomodando, de qualquer coisa que esteja afetando a sua felicidade. Pense com calma, e descubra o motivo desse incomodo. Talvez em 100% dos casos, esse incomodo seja realmente o seu apego, o seu desejo em se tornar algo, em querer algo, em desejar alguém. Não quero que você desista das coisas, só quero que pense se a sua felicidade vale menos do que alguma dessas coisas.

E isso vale até mesmo para a morte. Quando alguém próximo morre, a nossa tristeza é equivalente ao quão apegado éramos àquela pessoa. Mas quando aceitamos e aprendemos a praticar o desapego, vemos a morte com outros olhos, ela já não atinge nossa paz de espírito. Mas lembre-se: desapegar não é fugir, não é ser indiferente. Desapegar é aceitar!

O melhor momento pra pensar no que te incomoda, é enquanto meditação. Tudo que te incomoda, virá a tona em sua cabeça quando você começar a meditar. Esse é o momento certo para desapegar, se perdoar e se libertar.

“Let it be” The Beatles

Sobre qualquer informação faça a seguinte pergunta: “Quem se beneficia com isto?”. Procure pontos de vista diferentes, pense por si. Agora sim, retome a notícia.

Posted in Sem categoria on 18 de dezembro de 2014 by editor master

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Pedofilia: o silêncio dos inocentes.

.

Longe vão os tempos em que a pedofilia era predominantemente incestuosa, habitualmente entre pai e filha. Actualmente existem redes mafiosas espalhadas por todo o mundo, altamente organizadas e lucrativas.




Com o aparecimento da internet, desenvolveu-se uma nova forma de pedofilia destinada a satisfazer uma clientela cada vez mais doentia, onde são utilizadas, para fotografias e vídeos, crianças por vezes bebés em cenas cada vez mais violentas, acabando frequentemente por serem mortas.

A pedofilia em Portugal.

90% dos abusos sexuais de menores têm lugar no seio da família, em 9% dos casos o abusador pertence ao meio de contacto da família e em apenas 1% não existe qualquer laço de conhecimento entre a vítima e o abusador. Na maioria dos casos, a pedofilia está associada à incapacidade de estabelecer relações íntimas com adultos. Na esmagadora maioria dos casos (95%) os pedófilos são homens.

A pedofilia não é só um processo autor-vítima, mas é cada mais um processo de redes bem organizadas e altamente lucrativas.

O tema dos abusos sexuais sobre menores só ganhou estatuto de interesse público em Portugal em 1996 com a descoberta de uma rede de pedofilia na Bélgica. Mais tarde, com os acontecimentos da Casa Pia, criou-se um consenso generalizado na condenação da pedofilia.

No final dos anos 90 os serviços secretos portugueses investigaram e elaboraram um relatório intitulado: “A pedofilia em Portugal: ponto da situação”, esse relatório ficou estão esquecido nas gavetas. Já na altura, chamava-se a atenção para o facto de nosso país ser um dos roteiros das redes de pedofilia na Europa, juntamente com a Espanha e a Roménia.

As regiões mais afectadas pela pedofilia são a Madeira, o Porto, os Açores e Lisboa. Na região de Lisboa, as crianças têm maioritariamente entre 10 e 14 anos de idade e muitas são engariadas, para além dos abusos sexuais, para participar em filmes que serão vendidos a peso de ouro.

Nas zonas da Baixa, da Praça da Alegria e do Bairro Alto muitas destas práticas ocorreriam com a cumplicidade de vários proprietários de pensões. Já na altura o SIS referia que a zona do varandim contíguo ao Play Center, no Centro Comercial Colombo, em Lisboa, era um local de abordagem de menores por parte de pedófilos.

As zonas do Rossio e dos Restauradores eram referidas pelo famoso roteiro gay, “Spartacus”, como sendo uma zona de “caça” relativamente fácil. O Parque Eduardo VII era uma zona frequentada por pedófilos geralmemente de nível social elevado. Por fim a zona da Avenida 25 de Abril, na Costa da Caparica, ainda é, hoje em dia, um local de engate e de compra de favores sexuais com menores.

A explosão da pedofilia com a chegada da internet.

Transnacional, a Internet oferece aos pedófilos um sistema de comunicação extremamente eficaz. À simples distância de um teclado de computador, os pedófilos têm a possibilidade de oferecer e adquirir fotografias e vídeos nos cantos do mundo e a possibilidade de contactar directamente com crianças ou adolescentes. Este negócio tornou-se tão rentável como o da droga ou o da venda de armas.

Estas rede de pedofilia são extremamente complexas e coordenadas, necessitam (além das crianças) de actores pedófilos que aparecem nas imagem como abusadores, de produtores dessas imagens, de agentes técnicos que realizam a edição do material e de distribuidores desse material destinado aos consumidores.

Em 2011 foi desmantelada a maior rede internacional de pornografia infantil na internet: 670 suspeitos identificados, 184 presos, 230 crianças identificadas. O fórum “boylover.net” tinha 70 000 membros que trocavam entre eles fotografias e vídeos de pornografia infantil.

Em 2007, em França, 132 pessoas foram acusadas de possuir e divulgar imagens e vídeos de pedopornografia a 10 000 membros, no total 1,4 milhões de fotografias e 27 000 vídeos. A França é o segundo maior país europeu no consumo dessas imagens, logo atrás da Alemanha, e o quinto a nível mundial.

Redes complexas difíceis de penetrar.

Os vídeos onde são violadas crianças são vendidos a um preço de mais de 500 euros cada, alguns “especiais” podem atingir preços 20 ou 50 vezes mais elevados. Esse vídeos especiais são os chamados “snuff movies”, onde a violação e a tortura sexual acaba no assassinato da criança.

A produção, mas sobretudo a distribuição deste material requer grandes conhecimentos de informática e até de criptologia, por isso não será de estranhar que sejam realizados sobretudo na América do Norte e no Norte da Europa. O Japão também se tornou numa placa giratória de distribuição deste material para o mundo inteiro. O Brasil e o México produzem material mais artesanal destinado principalmente à América do Norte.

Os milhares de sites fornecedores de pornografia infantil são de difícil acesso, não é qualquer pessoa que os consegue penetrar, passam por uma série de pseudónimos, palavras-chave e linguagem codificada.

A admissão de um membro pressupõe o fornecimento, por parte deste, de um lote de fotografias, essas imagens passam depois por uma série de servidores de “cobertura”, de spam enviados aos pedófilos que os direccionam para sites “escondidos”, além de que as moradas desses sites estão constantemente a serem alteradas. As técnicas para escapar à filtragem desses sites requer meios e custos avultados e estão nas mãos de autenticas máfias, actualmente instaladas principalmente na Rússia.

Depois de vendida, uma fotografia passa a não valer nada, dado que é difundida em larga escala e que claro não existe aqui um copy right. Então são necessárias mais fotografias, e portanto mais crianças, esta necessidade de novidade obriga a que os filmes seja cada vez mais violentos.



Uma elite consumidora.

O preço exorbitante que atingem certos filmes fazem-nos deduzir que não estão ao alcance de qualquer bolsa. Os consumidores são habitualmente pessoas com um grande poder de compra, são políticos, gente do show business, magistrados ou donos de empresas.

Perante esta elite consumidora, compreendemos melhor porque é que a maioria das redes desmanteladas chagam sempre às mesmas conclusões: acusação de um único individuo que serve de bode expiatório, pressão sobre os país que querem encontrar os seus filhos desaparecidos, desaparecimento e assassinato de investigadores demasiado informados e muitas vezes encerramento dos processos por falta de provas.

Uma outra vertente menos falada da pedofilia é a utilização de crianças em rituais. Sabemos que existem no mundo toda uma série de sociedades secretas e que algumas praticam rituais mais ou menos satânicos, neles são muitas das vezes utilizadas crianças de tenra idade. Frequentemente acabam com a execução da criança.

Não raramente, os participantes e os rituais são filmados, mais tarde, esses filmes poderão ser utilizados como forma de chantagem sobre os intervenientes ou simples espectadores. Vários serviços de segurança, como a CIA, utilizam esta técnica de chantagem e por consequência encobrem, quando não dinamizam, várias redes de pedofilia.

Quando turismo rima com sexo.

O “turismo sexual” é, em certos aspectos, uma nova forma de colonialismo e de pilhagem dos países pobres que fornecem mulheres e crianças baratas aos homens dos países ricos. Os corpos são os novos territórios a colonizar.

Calcula-se que existem, no mundo, mais de 150 000 adeptos do turismo sexual, provenientes sobretudo dos Estados unidos, do Canada, da Europa, do Japão, da Austrália e da China. Quase metade desses “turistas” deslocam-se sozinhos e apenas uma pequena minoria o fazem integrados num verdadeiro circuito de sexo organizado. São provenientes de todas as classes sociais.

Uma parte importante dessa prostituição é feita por menores, sendo que certa de 3 milhões de crianças são vítimas todos os anos deste tipo de exploração sexual. É desta forma, que os bons pais de família europeus e americanos compram, por um valor insignificante, raparigas e rapazes oriundo de bairros pobres.

Nestes casos, as redes pedófilas deslocam as suas actividades de país para país em função das políticas jurídicas mais ou menos repressivas no que diz respeito repressão da pedofilia. O turismo sexual representa um comercio extremamente lucrativo que atinge anualmente mais de 5 mil milhões de dólares a nível mundial. Um dos problemas que impede a sua maior repressão é o facto de ser também bastante benéfico em termos económicos para os país onde existe, das agência de viagens à hotelaria, todos ganham com o turismo sexual.

A adopção de leis mais rigorosas na Tailândia e nas Filipinas, deslocaram os adeptos do turismo sexual para outros destinos como o Camboja e o Laos. Muitas raparigas vietnamitas das regiões pobres do delta do Mekong são levadas para se prostituírem no vizinho Camboja, onde são vendidas pelos proxenetas por 500 dólares.

Com os esforços de repressão realizados pelas autoridades filipinas, a Índia tornou-se um novo centro de turismo sexual, onde cerca de 100 000 crianças são exploradas, principalmente na região de Goa.

Na América do Sul o Brasil e Cuba já são destinos clássicos, mas actualmente surgiram novos países, entre eles, a Costa Rica e sobretudo a República Dominicana onde 30% dos rapazes e das raparigas prostituídos têm entre 12 e 15 anos de idade.

Em África, o turismo sexual desenvolveu-se sobretudo nas zonas balneares de Marrocos e da Mauritânia, por um lado, e por outro lado nas do Quénia e de Madagáscar. Finalmente a Polónia e a Rússia atrai uma clientela vinda principalmente dos países árabes.

Recentemente, apareceu uma nova clientela, desta vez feminina, que procura em Cuba, Santo Domingo e alguns países africanos o turismo sexual masculino, frequentemente menores. Este fenómeno revela a banalização da exploração sexual e maneira como certas mulheres conseguiram chegar a um ponto em que usam dos mesmos abusos que os homens.

.

15 comentários:

  1. Eu nem li ainda o texto todo, porque este é um assunto que me mete impressão…
    Mas, pelo que pude já vislumbrar, a propósito das elites e dos rituais envolvidos nesta prática, quem quiser saber mais sobre o assunto, pode ler o que um ex-senador norte-americano escreveu num livro sobre o que se passa nas festas do “Bohemian Grove”.

    Dr. Octopus,

    Os seus comentários no meu blogue já foram “aprovados” e respondi a um deles.
    Peço desculpa pelo incómodo, mas é que durante os dias úteis da semana não irei aceder à minha conta na
    blogger e, deste modo, não irei poder controlar o que se passa no meu blogue.

    Responder

  2. Onde está a pedofilia está a maçonaria ou o clero.

    Responder

  3. Não sou especialista e, portanto, ignoro se a pedofilia é uma “orientação sexual” ou é “curável”.
    Seja como for, as crianças não podem esperar pelos avanços das ciências médicas. Têm que ser protegidas e AGORA,e,ipso facto, os pedófilos têm de ser reprimidos e punidos. As vítimas estão primeiro!
    Porque as crianças não têm auto-determinação sexual, embora tenham uma sexualidade própria da sua idade, como demonstrou Freud.
    Sei que ambas as associações gay existentes em Portugal que conheço, a ILGA e Opus Gay, a condenam violentamente. Além disso, há pedófilos que não são gays, só gostam de crianças do seco oposto ao seu…
    O artigo está excelente e bastante abrangente. Sei, por exemplo, que a Judiciária tem dois departamentos diferentes ( embora colaborem entre si ): um para os crimes pedófilos concretos e outro para a pedofilia na Internet.
    Só um outro ponto: a rede pedófila com origem na Bélgica ( e na Holanda ) de que fala o artigo, teve a sua ramificação na Madeira desmantelada, ou sofreu, pelos menos, um rude golpe, graças à a ajuda e às denúncias do ex-padre Edgar Silva que, agora, é o membro do Comité Central do PCP nessa região. Na altura,ainda era padre e nem sequer era membro do PCP…

    Responder

  4. Devir,

    Como médico, não quero abrir polémicas e propositadamente não referi se é ou não uma doença. Está classificada como tal. Pessoalmente penso que se trata efectivamente de um desvio, a quase totalidade dos pedófilos são incapaz de estabelecer relações íntimas com adultos.

    Também não abordei propositadamente o temas da homosexualidade, apesar de encontrar-mos uma maior percentagem de homosexuais neste tipo de crime, sobretudo na pedofilia com crianças do sexo masculino. Contudo essa generalização não existe e é perigosa, é condenada como bem dizes pelos movimentos que referiste.

    Infelizmente, na Madeira, sobretudo nas regiões mais pobres como Câmara de Lobos, a pedofilia ainda existe.

  5. Eu, sei caro amigo. E tudo o resto que dizes também é verdade..

  6. Sabes bem que partilho contigo a vontade de tentar, modestamente, para alertar as mentalidades instituídas.
    São pessoas como tu que não me fazem desistir.
    Tento alertar, para além dos aspectos políticos e económicos, para realidades sociais que acredito serem fundamentais. Estes temas consomem-me muitas horas.
    Penso que não estamos sós e isso enriquece-me.
    Obrigado pelo teu apoio.
    Um grande abraço pela tua luta

  7. Lista de pedófilos brasileiros reconhecidos :Pedro biagi simoes

    cpf 311576138-45

    ip:b18daf9e.virtua.com.br (177.141.175.158)
    Language: PT-BR
    Browser: Mozilla/5.0 (Macintosh; Intel Mac OS X 10_8_3) AppleWebKit/536.28.10 (KHTML, like Gecko)

    empresa : racional, parx estacionamentos , newton simoes filho importação e exportação .

    R FERNANDES DE ABREU xxx APTO xx Itaim bibi são paulo brasil

    celular 55 11 991001000

    principal email ; pedro@parx.com.br

    psimoes80@yahoo.com.br

    pedro.biagi@racional.com

    pedrobiagi@hotmail.com
    .
    http://www.parx.com.br

    http://www.facebook.com/pedrobiagi

    youtube
    user : pedrobiagi

    instagram :
    user : pedrobiagi

    skype : pedrobiagi são Paulo

  8. Este é um tema que me causa um constrangimento fora de série. É das coisas que a mim mais me repugna. Não há nada mais injusto e perturbador de uma alma justa, do que a prática destes crimes escabrosos e que custam imaginar, tal é a repulsa que me causam. A verdade é que aqui pela minha terra desaparecem crianças de quando em vez que não voltam a aparecer. A última foi uma menina de 13 anos, linda e querida. A foto dela está por todo o Concelho, mas não aparecerá mais…como de costume. Nem imagino o desgosto daqueles pais… :(

    Não duvido nada mesmo que seja uma prática comum às elites, de tal forma enterradas no vício e em tudo que causa repulsa. Tanto é que o Max o ano passado focou isso neste post e eu fiquei perplexa com o que se está a passar na nossa sociedade tão doente que ás vezes desejo o dilúvio bíblico para acabar com esta espécie!
    Deste post retiro parte do meu comentário para deixar aqui. A divulgação e vulgarização da pedofilia está a ser implementada a todo o gás!

    (…)Entretanto e não contentes, os designers de moda, que devem ser todos pedófilos, resolveram acabar de todo com modelos com carne e curvas, aproximando a mulher de uma criança. Esta última moda é nojenta, nefasta para as modelos e tem causado uma doença que está a subir de nº avassaladoramente que se denomina anorexia e/ou bulimia. A mulher não se quer sentir excluída e cai em todas estas armadilhas!
    Pela primeira vez na História da Humanidade se morre de fome, não por falta de comida, mas porque o corpo humano conseguiu quase o impossível… não se conseguir defender e ainda recusar-se à sobrevivência. O instinto de defesa foi suprimido. Se isto chegou até aqui, sinceramente não sei onde vai parar!…
    O bicho Homem, é muito perigoso, safa!

    As mulheres já alinham?! Que fazem elas com crianças?! Não são as mulheres também mães?
    Isto é assustador!

    Obrigada dr. Octopus pelo seu trabalho incansável de mostrar que há quem sofra e muito…! neste maldito mundo globalizado.

    Um grande beijo para si

    Responder

  9. Dr Octopus

    Excelente post, o mundo está se transformando em algo repugnante, quando a sociedade é omissa com as crianças podemos imaginar qual será o futuro deste planeta.
    Quando falamos aqui sobre a prostituição, já dissemos que é algo de mais podre que pode haver em quem procura um ser humano com o objetivo de usá-lo como uma mercadoria de prazer.
    Em se tratando de crianças então como disse muito bem a Fada é algo totalmente repugnante, infelizmente entra novamente o sexo masculino como o maior representante nessa categoria, eles, os mesmos que gostam de guerras e disputas, usam agora as crianças, as vezes os próprios filhos para a prática de sexo.

    Cada vez mais me certifico de que certos “humanos” estão involuindo. É deprimente termos que lidar com um assunto onde as crianças que deveríam ser apenas crianças estão sendo vítimas da podridão moral de um adulto.
    A indústria da fome patrocina esse tipo de perversão, a Africa é exemplo disso.

    Um grande abraço e conte comigo para essa luta para defender as crianças.

    Responder

  10. Caro Dr Octopus

    Coloquei um post em meu blog em apoio a sua campanha contra a prostituição e pedofilia, sobre a industria pornográfica judaica.
    Espero ter ajudado um pouco.

    http://burgos4patas.blogspot.com/2012/02/os-judeus-e-industria-pornografica.html

    Um grande abraço

    Responder

  11. Meu caro amigo,
    Li o teu post. Agradeço imenso existirem pessoas como tu. Sinto-me reconfortado por saber que pensamos da mesma maneira. Frequentemente neste meio artificial dos blogues sentimo-nos um pouco sós, mas nunca com um amigo assim.

    Responder

  12. A pedofilia é totalmente repugnante porque assenta invariavelmente numa relação assimétrica, como é a de um adulto com uma criança, e de violência. O pedófilo tira partido da fraqueza e da vulnerabilidade da criança, e essa relação só pode ser considerada um abuso e um crime. Mas o que está em causa na pedofilia não é a mercantilização do sexo. Se fosse esse o delito aqui envolvido, no caso de pais que entregassem gratuitamente o seu filho para ser violado por um pedófilo, não haveria crime. O que não é o caso, parece-me.
    A prostituição, pelo contrário, é uma relação voluntária (embora haja muitas excepções, e essas devem cair na alçada criminal) entre dois adultos. Verificar que há quem não consiga perceber uma diferença tão evidente, de natureza lógica e jurídica, deixa-me muito deprimido, porque parece uma prova de que a inteligência do seres humanos de esquerda está a “involuir”. E se ao cinismo da direita a esquerda só consegue contrapor ingenuidades filosóficas e preconceitos moralistas, então estamos mesmo perdidos. Porque só na inteligência há potencial revolucionário; a ingenuidade, por muito bons sentimentos que tenha, está condenada a ser devorada pelo poder.
    JMS

    Responder

  13. Caro Octupus

    O que mais me irrita, é que em Portugal temos politicos que ainda estão na assembleia da republica, que são reconhecidos pedófilos, e ninguem lhes dá um tiro nos cornos.
    Nós portugueses estamos agora no embalo do EURO 2012, e temos futebol na televisão, estamos de barriga cheia.
    Que esperas com um povo assim indolente e omisso ???
    Estamos tramados ……….
    Um abraço.

    Ramiro Lopes Andrade

    Responder

  14. Octopus

    É realmente nojento ouvir falar de pedofilia, não acredito que pessoas que cometem essa atrocidade saiam impunes.

    Responder

  15. Lista de pedófilos brasileiros reconhecidos :Pedro biagi simoes

    )

    empresa : racional, parx estacionamentos , newton simoes filho importação e exportação .

    R FERNANDES DE ABREU xxx APTO xx Itaim bibi são paulo brasil

    celular 55 11 991001000

    principal email ; pedro@parx.com.br

    psimoes80@yahoo.com.br

    pedro.biagi@racional.com

    pedrobiagi@hotmail.com
    .
    http://www.parx.com.br

    http://www.facebook.com/pedrobiagi

    youtube
    user : pedrobiagi

    instagram :
    user : pedrobiagi

    skype : pedrobiagi são Paulo

    Responder

Aberta investigação à morte de inocente acusado de pedofilia

Posted in Sem categoria on 18 de dezembro de 2014 by editor master

Um homem de 44 anos foi acusado de pedofilia pela vizinhança. Dois dias depois da polícia o inocentar foi morto por dois jovens que acreditavam que era culpado.

|

14:42 Terça feira, 29 de outubro de 2013

Ao fim de três meses, as autoridades resolveram abrir duas investigações à morte de um homem erradamente suspeito de pedofilia e que por isso foi morto, em Brislington, no Reino Unido, de acordo com o “The Guardian”.

Tanto a Comissão Independente de Polícia como o Concelho da região de Bristol estão a averiguar o envolvimento das forças de segurança nos rumores de pedofilia de um habitante.

Em julho, Bijan Ebrahimi, de 44 anos, estava a tirar fotografias a vasos de flores que tinham sido vandalizados por jovens para mostrar à polícia. “Ele era uma pessoa pacífica, vivia para as flores e para as plantas”, disse um vizinho.

Não demorou muito tempo até que os vizinhos vissem na atitude de Ebrahimi, um cidadão de origem iraniana e com uma deficiência motora, uma suspeita de pedofilia e o denunciassem à polícia, que acabou por ir buscá-lo a casa. Ao fim de dois dias de interrogatório, contudo, as autoridades concluiram que estava inocente e soltaram-no.

“Quando a polícia o veio buscar juntou-se um grupo de pessoas que gritavam ‘pedófilo’, ‘pedófilo’. Quando o libertaram teve de voltar para o mesmo ambiente”, disse outro vizinho ao “Daily Mail”.

Apesar de no momento da libertação a polícia ter dito que Bijan Ebrahimi estava inocente, os rumores de que era pedófilo continuaram até que dois jovens, ambos de 24 anos, decidiram fazer justiça com as próprias mãos. Lee James, um dos autores do crime, espancou Ebrahimi até o deixar inconsciente e depois, com a ajuda do amigo Stephen Norley, queimou o seu corpo e abandonou-o num local público.

“Acreditamos que as ações desses homens também se devem às falhas das autoridades para proteger Bijan”, disse um membro da família de Bijan ao “The Guardian”.

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/aberta-investigacao-a-morte-de-inocente-acusado-de-pedofilia=f838243#ixzz3MFlwLN4Z

Após boato de pedofilia, homem inocente é linchado e queimado pelos vizinhos

Posted in Sem categoria on 18 de dezembro de 2014 by editor master

Vizinhos espalharam rumores ao ver que vítima fotografava jovens do bairro

Do R7

Ebrahimi estava tirando fotos de jovens que danificavam jardim para denunciá-los Reprodução/Daily Mail

O que poderia ser apenas um mal-entendido se transformou em uma tragédia na Inglaterra: um homem foi espancado e depois queimado vivo pelos vizinhos, que pensaram que ele fosse um pedófilo.

Bijan Ebrahimi, de 44 anos, deficiente e afastado do trabalho, estava fotografando os jovens do seu bairro, em Bristol, que estavam destruindo seu jardim. A ideia era mostrar as fotografias à polícia e registrar a denúncia.

Porém, alguém viu Ebrahimi com a câmera e contou à polícia que ele estava tirando fotos inapropriadas de crianças.

Jovem mata cães de estimação com estilete por ciúmes da mãe

Britânico morre enforcado ao tentar fazer pegadinha com a mulher

Os policiais o levaram para prestar depoimento na delegacia. Ebrahimi saiu de casa aos gritos de “Pedófilo! Pedófilo!”.

A polícia rapidamente viu que se tratava de um engano e o liberou. Os vizinhos, porém, começaram a espalhar na comunidade que ele abusava de crianças e era um assassino.

A tragédia já estava desenhada: Lee James, 24 anos, espancou Ebrahimi até ele ficar inconsciente e, com a ajuda do amigo Stephen Norley, 24, colocou fogo no homem inocente, que morreu.

Ambos serão condenados pelo crime brutal.

Na audiência, a polícia reforçou a inocência de Ebrahimi.

— Podemos afirmar categoricamente que ele não fez nenhuma fotografia indecente e nada de ilegal foi encontrado no computador dele.

A família de Ebrahimi declarou que ele era um homem muito amável e carinhoso.

Precisamos de pontes, não de muros, diz Papa Francisco

Posted in Sem categoria on 18 de dezembro de 2014 by editor master

09/11/2014

Na tradicional oração do Angelus, na praça de São Pedro, no Vaticano, o papa Francisco disse hoje (9) que a humanidade “precisa de pontes, não de muros”, em referência aos 25 anos da queda do Muro de Berlim. Francisco rezou para que se desenvolva uma cultura de reencontro, “suscetível de fazer cair todos os muros que dividem o mundo e para que jamais inocentes sejam perseguidos e às vezes mortos pelas suas crenças e sua religião”. Em sua oração, o papa lembrou do papa santo João Paulo II e sua participação no processo que culminou na derrubada do muro que divida a Berlim Ocidental da Oriental. “Foi há 25 anos que caiu o Muro de Berlim, que durante tanto tempo dividiu uma cidade ao meio e simbolizou a divisão ideológica da Europa e do mundo inteiro”, disse o papa.“Essa queda chegou de forma inesperada, mas foi possível graças ao compromisso de um longo e difícil compromisso de tantas pessoas, que lutaram e rezaram, e para muitas até o sacrifício das suas vidas. Entre eles, o papa santo João Paulo II, que teve um papel importante”, acrescentou.

Na sexta-feira (7), uma fileira de 8 mil balões, com cerca de 15 quilômetros, foi instalada sobre o traçado do muro, que durante 28 anos dividiu a cidade em duas.

Hoje, a Alemanha celebra os 25 anos da queda do Muro de Berlim com uma grande festa no Portão de Brandeburgo, um dos principais símbolos da Alemanha. Os balões serão desatados e libertados no céu de Berlim, ao som da 9.ª Sinfonia do compositor alemão Ludwig van Beethoven. *Com informações da Agência Lusa”

Boatos são mais perigosos que guerra de facções, opina Sarney

Posted in Sem categoria on 18 de dezembro de 2014 by editor master

Da Coluna do Sarney

boatoA sociedade maranhense se viu traumatizada e abalada por outra rebelião em Pedrinhas. Dela valeram-se alguns inocentes úteis, outros por interesses políticos querendo o “quanto pior, melhor”, e outros por instinto anarquista e niilista. Espalharam boatos e tentaram semear o pânico na cidade, anunciando arrastões e vinganças do Bonde dos 40, desbaratado pela Polícia.

Todos sabemos o grave problema da segurança no Brasil. Somos o 1o país do mundo em homicídios, com mais de 52 mil por ano, e em 30 anos matamos 1 milhão e 90 mil pessoas, mais do que morreram em todas as guerras do período. O sistema penitenciário é um dos mais precários e desumanos. Cadeias lotadas, a teoria da ressocialização das prisões tornou as penitenciárias em universidade do crime.

Agora o Estado de S. Paulo publicou a mais completa investigação sobre as facções criminosas dentro dos presídios, que abrangem 22 estados e 3 países (Brasil, Paraguai e Bolívia). O famoso PCC – que tem um braço no Maranhão, o PCM – tem uma organização sofisticada, como se fosse uma empresa, com conselho de administração, domina 50% dos presídios, fatura R$ 120 milhões, só em São Paulo, R$ 8 milhões por mês com tráfico de drogas e planeja desembarcar na política, como a Máfia italiana. Inclui entre suas ações assaltos, sequestros, atentados e toda espécie de ilícitos. Constante das investigações está o mapeamento dos membros, seis mil presos, 1.800 em liberdade e 3.582 espalhados em outros estados além de S. Paulo.

O que aconteceu nesta última rebelião em São Luís – nove mortos e 16 feridos (divulgados 14 mortos e 34 feridos, para aumentar a repercussão) -, resultou de assassinatos entre facções rivais.

Nenhum atingido por guardas ou polícias, tudo entre eles.

Devemos apontar algumas ações que ajudaram o confronto. O secretário determinou que os presos fossem separados por regime de prisão, “semiaberto” e “fechado”. O Juizado de Execução Penal mandou modificar e prender todos juntos sem distinção de regime. Isso colocou na mesma habitação, antagônicos, membros de facções rivais e o confronto aconteceu. Isso não só aqui mas em todo o Brasil, todos os estados. O problema é mais complexo e a violência no Brasil ganha a cada dia proporções alarmantes que desembocam na tragédia que é o nosso sistema penitenciário.

Esse problema é de Estado. Deve merecer uma conjugação de esforços de toda a sociedade. A OAB, Comissão de Direitos Humanos, Pastoral Carcerária, Secretaria de Segurança, de Justiça e Administração Penitenciária e Juízo de Execução Penal têm de ter essa visão e agir em conjunto sem sucumbir à sedução de condenar as pessoas à escuridão e buscar culpados.

A verdade é que o Brasil e os estados, sem exceção, são incapazes no lidar com essa chaga da violência.

Agora, aproveitar a internet para espalhar boatos, terror e alarme é crime qualquer que seja a motivação. Devem, estes sim, ser tratados severamente, processados e responsabilizados.

As ordens para queimar os ônibus saíram do presídio, a Seção de Inteligência da Secretaria de Segurança tem gravações nesse sentido. Há conexões criminosas com esses que divulgam essa onda de inquietação e de alarme.

O problema dos presídios é grave. Não se resolve da noite para o dia, nem o Maranhão pode ficar isento dessa organização nacional do crime, exportada e endêmica em todo o território nacional.

Os governos federal e estaduais estão mobilizados para enfrentar a situação e a população pode ficar tranquila que jamais essas facções criminosas poderão dominar a paz pública.

Os boatos e querer tirar proveito político de uma situação provocada por infratores penais são mais perigosos do que um trágico e lamentável entrevero entre facções criminosas e marginais que destroem suas próprias vidas.

Fisiologismo

Posted in Sem categoria on 18 de dezembro de 2014 by editor master

Fisiologismo é um tipo de relação de poder político em que ações políticas e decisões são tomadas em troca de favores1 , favorecimentos e outros benefícios a interesses privados, em detrimento do bem comum2 . É um fenômeno que ocorre frequentemente em Parlamentos, mas também no Executivo, e está estreitamente associado à corrupção política, uma vez que os partidos políticos fisiologistas apoiam qualquer governo – independente da coerência entre as ideologias ou planos programáticos – apenas para conseguir concessões deste em negociações delicadas.3

Notas e referências

  1. RESENDE, Enio. Cidadania: o remédio para as doenças culturais brasileiras. 2.ed. São Paulo: Summus, 1992.
  2. BORBA, Francisco da Silva. Dicionário Unesp do português contemporâneo.. São Paulo: Unesp, 2004.
  3. André Singer (29 de março de 2014). A Política Como Ela É (em português) Folha de S.Paulo. Visitado em 29 de março de 2014.
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 150 outros seguidores