SIG – Sistema de Informações Geográficas


O que é um Sistema de Informação?

Um Sistema de Informação (SI) é um sistema cujo elemento principal é a informação. Seu objetivo é armazenar, tratar e fornecer informações de tal modo a apoiar as funções ou processos de uma organização; é composto de um sub-sistema social e de um sub-sistema automatizado. O primeiro inclui as pessoas, processos, informações e documentos. O segundo consiste dos meios automatizados (máquinas, computadores, redes de comunicação) que interligam os elementos do sub-sistema social.

Sistema De Informação Geográfico

SIG: Objetivo: integrar mapas e bancos de dados mas permitindo o geoprocessamento de imagens (cálculo de distâncias, localizar entidades no mapa, identificar que entidade corresponde a certos objetos no mapa).
Os sistemas geográficos possuem como particularidade o armazenamento de entidades geográficas, contendo informações descritivas (como em bancos de dados) integradas com informações gráficas, sejam pictóricas ou espaciais. Além disto, existe a possibilidade de análise e manipulação espacial destes dados geo-referenciados.
O armazenamento das informações geográficas ou espaciais se dá na forma de dados analógicos (imagens ou dados pictóricos) e/ou dados digitais (representações das imagens).

5

A representação digital pode ser matricial ou vetorial. A primeira (matricial) divide a imagem em células de formato, geralmente, retangular, cuja posição é dada por coordenadas linha-coluna (quanto menor a célula, maior a resolução da imagem). Cada célula armazena um valor, e as entidades geográficas são associadas a grupos de células, dependendo da escala de representação utilizada.
A partir destes conceitos, é possível indicar as principais característica de SIGs:
Inserir e integrar, numa única base de dados, informações espaciais provenientes de dados cartográficos, dados censitários e cadastro urbano e rural, imagens de satélite, redes e modelos numéricos de terreno;
Oferecer mecanismos para combinar as várias informações, através de algoritmos de manipulação e análise, bem como para consultar, recuperar, visualizar e plotar o conteúdo da base de dados georreferenciados.

Estrutura Geral De Um Sig

Um SIG tem os seguintes componentes:

  • Interface com usuário;
  • Entrada e integração de dados;
  • Funções de consulta e análise espacial;
  • Visualização e plotagem;
  • Armazenamento e recuperação de dados (organizados sob a forma de um banco de dados geográficos).
1

Estes componentes se relacionam de forma hierárquica . No nível mais próximo ao usuário, a interface homem-máquina define como o sistema é operado e controlado. No nível intermediário, um SIG deve ter mecanismos de processamento de dados espaciais (entrada, edição, análise, visualização e saída). No nível mais interno do sistema, um sistema de gerência de bancos de dados geográficos oferece armazenamento e recuperação dos dados geográficos oferece armazenamento e recuperação dos dados espaciais e seus atributos.
De uma forma geral, as funções de processamento de um SIG operam sobre dados em uma área de trabalho em memória principal. A ligação entre dados geográficos e as funções de processamento do SIG é feita por mecanismos de seleção e consulta que definem restrições sobre o conjunto de dados. Exemplos ilustrativos de modos de seleção de dados são:

  • “Recupere os dados relativos à carta de Guarajá-Mirim” (restrição por definição de região de interesse);
  • “Recupere as cidades do Estado de São Paulo com população entre 100.000 e 500.000 habitantes” (consulta por atributos não-espaciais).
  • “Mostre os postos de saúde num raio de 5 km do hospital municipal de S.J. Campos” (consulta com restrições espaciais).

Processos De Um Sig

Um SIG executa cinco processos básicos, conforme se segue:

  • Entrada de dados- antes que os dados possam ser utilizados por um SIG, os mesmos devem ser convertidos para um formato digital adequado.
  • Manipulação- muitas vezes, os dados exigidos por um determinado SIG necessitam ser manipulados para que se tornem compatíveis com o sistema em uso.
  • Gerenciamento de dados: no caso de pequenos projetos pode ser suficiente o armazenamento de dados simplesmente como um conjunto de arquivos. No entanto, quando o volume de dados, o número de usuários e a complexidade aumentam, torna-se indispensável o uso de um Sistema Gerenciador de Bancos de Dados.
  • Query e análise- tão longo tenha-se um SIG funcionando pode se obter do mesmo respostas a questões simples, como: Quem é o dono de determinado terreno? Qual a distância entre dois dados pontos? Onde se localiza o distrito industrial?- cada uma dessas questões diretas é chamada query. Podem também serem feitas questões analíticas que exigem cruzamento e análise de dados para serem respondidos, tais como:”Exibir todas as áreas adequadas à construção de conjuntos residenciais”; ”Quais lotes estão até a 50 metros dessa adutora?”;etc.
p.jpg
Funcionalidade

Em geral, qualquer SIG é capaz de:

f

1.Representar graficamente informações de natureza espacial, associando a estes gráficos. Representar informações gráficas sob a forma de vetores (pontos, linhas e polígonos) e/ou imagens digitais (matrizes de pixels).
2.Recuperar informações.
3.Limitar o acesso e controlar a entrada de dados.
4.Oferecer recursos para a visualização dos dados geográficos na tela do computador, utilizando para isto uma variedade de cores.
5.Interagir com o usuário através de uma interface amigável, geralmente gráfica.
6.Recuperar de forma ágil as informações geográficas.
7.Possibilitar a importação e exportação de dados de/para outros sistemas semelhantes, ou para outros softwares geográficos.
8.Oferecer recursos para a entrada e manutenção de dados, utilizando equipamentos como mouse, mesa digitalizadora e scanner.
9.Oferecer recursos para a composição de saídas e geração de resultados sob a forma de mapas, gráficos e tabelas.

Utilização

Os SIG permitem compatibilizar a informação proveniente de diversas fontes, como informação de sensores espaciais (detecção remota / sensoriamento remoto), informação recolhida com GPS ou obtida com os métodos tradicionais da Topografia.
Entre as questões em que um SIG pode ter um papel importante encontram-se:
1.Localização: Inquirir características de um lugar concreto
2.Condição: Cumprimento ou não de condições impostas aos objetos.
3.Tendência: Comparação entre situações temporais ou espaciais distintas de alguma característica.
4.Rotas: Cálculo de caminhos ótimos entre dois ou mais pontos.
5.Modelos: Geração de modelos explicativos a partir do comportamento observado de fenômenos/fenômenos espaciais.
6.Material jornalístico: O Jornalismo online pode usar sistemas SIG para aprofundar coberturas jornalísticas onde a espacialização é importante.
Os campos de aplicação dos Sistemas de Informação Geográfica, por serem muito versáteis, são muito vastos, podendo-se utilizar na maioria das atividades com uma componente espacial, da cartografia a estudos de impacto ambiental ou de prospecção de recursos ao marketing, constituindo o que poderá designar de Sistemas Espaciais de Apoio à Decisão. A profunda revolução que provocaram as novas tecnologias afetou decisivamente a evolução da análise espacial.

// // Áreas De Aplicação

Um Sistema de Informação Geográfica integra dados espaciais e de outros tipos num único sistema. Isso permite combinar dados de uma variedade de diferentes fontes e tipos, provenientes de muitos bancos de dados diferentes. Por isso, os Sistemas de Informação Geográfica tem aplicações numa enorme variedade de campos, como: Logística, Geologia, Agricultura, Planejamento, Segurança Pública, Preservação de Recursos Naturais e muitos outros. Em quase todos esses campos, há necessidade de ênfase na coleta, integração e análise de dados espaciais.

Os SIG surgem como um elemento de apoio à decisão que começa a ser imprescindível para o sucesso dos negócios. Nas empresas a utilização do SIG tende a aperfeiçoar todas as variáveis, estando presente no planejamento das atividades e no gerenciamento de dados, tornando-se necessário no processo de tomada de decisões de todos os níveis da organização.

Exemplo da utilização do Sistema de Informação Geográfica

Os benefícios da utilização do GIS aplicado na Petrobras Sergipe/Alagoas

O uso de produtos e serviços de geotecnologia garante à Petrobras economia e segurança em suas operações, favorecendo o meio ambiente e as comunidades onde a empresa atua. A tecnologia de geoprocessamento está cada dia mais atuante no planejamento das atividades, pela sua capacidade de otimizar e qualificar as tomadas de decisão, tornando-se uma ferramenta muito importante no apoio à administração e ao gerenciamento de dados.

Com o auxílio dessa ferramenta, a Petrobras, na Unidade de Negócios de Sergipe/Alagoas, através do Site GISSEAL, pôde eliminar a redundância de dados, agilizar a revisão dos mapas, reduzir custos e solucionar problemas com maior rapidez, melhorando assim o serviço prestado, além de fornecer informações para subsidiar ações, minimizar o tempo de resposta, procurando dar suporte às funções administrativas e de tomada de decisão em todos os níveis da organização.

O site GISSEAL foi desenvolvido pela Gerência de Geodésia da unidade de negócios da Bahia, e hoje encontra-se implementado pela Gerência de Geodésia da Unidade de Negócios de Macaé, em parceria com a TECGRAF – PUC/RJ. Produzido na linguagem ASP, o site está disponível na rede interna da Petrobras (intranet). A aplicação foi desenvolvida na plataforma Modular GIS Environment (MGE), hoje em Geomedia Professional, versão 6.0, e Geomedia Web Map, versão 6.0, baseada na ferramenta CAD Microstation. Todos os recursos de criação e gerenciamento de gráficos vetoriais disponíveis nos bancos de dados convencionais foram devidamente utilizados.

sAtravés dessa tecnologia seria possível evitar a duplicação de esforços, pois os dados seriam inseridos uma só vez em uma base de dados centralizada (ao invés de ter a mesma informação inserida em várias bases de dados), tornar os dados amplamente disponíveis (um usuário poderia ser autorizado a acessar diretamente os conjuntos de dados de que necessitar), e permitir que a informação seja integrada de uma maneira virtual.Entre as vantagens alcançadas pelo geoprocessamento, é possível destacar a espacialização de dados relativos à exploração de petróleo, atuação nos processos de licenciamento ambiental e auxílio a seus parceiros externos, quanto à necessidade de informações cartográficas que possam ser fornecidas pela Unidade.

Medindo, comparando e modelando matematicamente ou estatisticamente os diferentes temas dos dados, de forma que seja gerada a informação geográfica útil que prediga a condição de um ou mais aspectos do ambiente, o site GISSEAL inclui funções cartométricas básicas, como comprimento de linha, área da superfície, obtenção de coordenada do mapa gerado e inclusão de pontos de coordenada conhecida. Técnicas de análise de mapas, como a habilidade para sobrepor digitalmente vários conjuntos de dados e extrair áreas que compartilham características comuns, como obras e edificações, hidrografia, dutos e poços, são conjuntos de partes igualmente essenciais de qualquer GIS.

O site GISSEAL pode exibir dados geográficos contidos num banco de dados, ou informação gerada a partir de procedimentos de análise dos dados. A exibição gráfica pode ser uma simples listagem de registros do banco de dados, uma apresentação das estatísticas em gráfico ou um mapa temático que mostra o caráter geográfico da análise dos resultados.

Veja abaixo alguns dos benefícios dessa tecnologia:

Na confecção de mapas para o licenciamento ambiental a fim de outorga de uma determinada área de estudo;

Aprovação de locação de poços com redução do tempo gasto em cerca de quinze dias;
Permissão da liberação de áreas para perfuração de poços, utilizando o mapeamento das propriedades rurais;

Confecção de mapas para o auxílio na segurança interna da Unidade de Negócios de Sergipe/Alagoas;
Na confecção de mapas para as equipes de sísmica se posicionarem nas atividades em campo;
Na identificação dos municípios onde as atividades operacionais das sondas de produção e perfuração estão sendo executadas para o recolhimento de ISS;
No auxílio com imagens de satélites de alta resolução (QuickBird) para o estudo de recuperação de áreas degradadas;

No posicionamento das torres de telecomunicações para melhor obtenção dos sinais de dados e voz;

Nos estudos para aquisição de sísmica 3D, rotas de fuga e devolução de áreas de concessão;
Quando solicitado pela ANP, na identificação do município onde se encontra o poço produtor, para que a mesma efetue o pagamento da participação governamental;
No posicionamento das embarcações marítimas e gerenciamento da esquadra;

O site do GISSEAL, hoje, é uma realidade utilizada por todas as gerências da unidade. São, em média, 600 acessos por mês dos mais variados temas, que vão desde a base cartográfica (sistema viário, vegetação, curva de nível, hidrografia, etc.), campos de produção, poços, propriedades rurais, dutos, plataformas, imagens de satélite de alta resolução, sísmica, acessos a links e banco de dados externos, entre outras.

Graças ao uso dessa ferramenta, as operações da Unidade de Negócios de Sergipe/Alagoas ganham mais precisão, economia e segurança, consolidando, a cada ano, os bons resultados obtidos.

Fonte: http://sigeografico.wikidot.com/start

Bancos de Dados voltados para GIS

PostGIS

SQL Server

Oracle Spatial

Licença

http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/

You are free:

  • to Share — to copy, distribute and transmit the work
  • to Remix — to adapt the work
  • Under the following conditions:

  • Attribution — You must attribute the work in the manner specified by the author or licensor (but not in any way that suggests that they endorse you or your use of the work).

    Attribute this work:
    Information

    What does “Attribute this work” mean?
    The page you came from contained embedded licensing metadata, including how the creator wishes to be attributed for re-use. You can use the HTML here to cite the work. Doing so will also include metadata on your page so that others can find the original work as well.
  • Share Alike — If you alter, transform, or build upon this work, you may distribute the resulting work only under the same, similar or a compatible license.
  • With the understanding that:

    • Waiver — Any of the above conditions can be waived if you get permission from the copyright holder.
    • Public Domain — Where the work or any of its elements is in the public domain under applicable law, that status is in no way affected by the license.
    • Other Rights — In no way are any of the following rights affected by the license:
      • Your fair dealing or fair use rights, or other applicable copyright exceptions and limitations;
      • The author’s moral rights;
      • Rights other persons may have either in the work itself or in how the work is used, such as publicity or privacy rights.
    • Notice — For any reuse or distribution, you must make clear to others the license terms of this work. The best way to do this is with a link to this web page.
    About these ads

    2 Respostas para “SIG – Sistema de Informações Geográficas”

    1. gostaria de receber livros capazes de instruir aspectos relacionnados com o funcionamento do GIS

    Deixe uma resposta

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s

    Seguir

    Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

    Junte-se a 205 outros seguidores

    %d blogueiros gostam disto: