Resultado Concurso de Redação sobre o Pré-sal – Sindipetro-ES


Relatório sobre o concurso de redação – São Mateus – ES - Matéria publicada dia 17/08/2009 às 1:29:23 PM

RESULTADO DO CONCURSO DE REDAÇÃO
‘O PETRÓLEO TEM QUE SER NOSSO’

O concurso de redação ‘O petróleo tem que ser nosso’ foi realizado pelo Sindipetro-ES, como projeto piloto, com alunos do ensino médio das escolas públicas e particulares do município de São Mateus-ES, no período de 08 a 09 de julho/2009.
O Concurso de Redação teve o objetivo de difundir na sociedade que é preciso uma nova legislação para regular a exploração do nosso petróleo, garantindo que as nossas reservas sejam controladas pelo Estado e que as riquezas produzidas sejam utilizadas prioritariamente em benefício do povo brasileiro.
A coleta de assinaturas para o projeto de lei de iniciativa popular sobre o novo marco regulatório esteve associada ao concurso de redação. Inicialmente o prêmio estava previsto para a escola que colhesse o maior número de assinaturas, entretanto, as escolas não se sentiram mobilizadas. Foi necessário, durante o andamento do concurso, mudar a regra de premiação direcionando os prêmios para os três alunos que mais colhessem assinaturas. Por isso, a meta inicialmente não foi alcançada tendo em vista que os alunos só tomaram conhecimento da mudança na regra quase no final do prazo.
Como saldo positivo podemos destacar as dezenas de palestras sobre a proposta dos trabalhadores para o novo marco regulatório do nosso petróleo, realizadas em todos os turnos (manhã, tarde e noite) das doze escolas envolvidas, alcançando em torno de 5 mil estudantes.

DESCRIÇÃO PREVISTO
Escolas públicas envolvidas 6
Escolas particulares envolvidas 6
Estudantes envolvidos 5.250
Custo com premiação R$ 5.450,00
Assinaturas em abaixo-assinado 10.000

REALIZADO
Escolas públicas envolvidas 6
Escolas particulares envolvidas 6
Estudantes envolvidos 5.250
Custo com premiação R$ 4.027,00
Assinaturas em abaixo-assinado 5.613

O acesso nas salas de aulas só foi possível com a colaboração da Superitendência Regional de Educação e dos Diretores da escolas públicas e particulares.
Outro fator positivo foi o resultado obtido pelas alunas das escolas públicas que conquistaram os 1º e 2º lugares.

São Mateus, 17 de agosto de 2009.

Eneias Zanelato Carvalho
Responsável pelo Concurso de Redação

REDAÇÃO VENCEDORA ……………………………………………………………………………………..
Um milagre natural que espera decisão

Silmara Carminotti da Silva*

Acordem os que sonham com o progresso da nação
choquem com a realidade aos que acreditam e aos que não
não que seja por maldade, mas por combate à ilusão
de que no “apenas esperar”, o mundo esteja às mãos
resgatem seus ideais, alcancem a revolução
arrancando suas vendas, surpreendam a visão

Visconde de Sabugosa acha petróleo em seu chão
Já Lobato fantasiava no futuro uma questão
Nas camadas do pré-sal, do Brasil, a indicação
Da redescoberta do petróleo, da rendição ou maldição
Do capital estrangeiro, uma grande chance ou não
De livrar o povo da pobreza, investir na educação

Numa encruzilhada histórica, solução, condenação
Um, milagre natural que espera decisão
Debater sobre esse fato, vem a mobilização
Incentivar as pessoas a terem disposição
Em abraçar essa causa com amor e com paixão
Ou então da liberdade sem lamento abrirmos mão

Avise a toda a gente, vem de longe a aparição
Os “amigos” se aproximam a nos dar a falsa saudação
Camuflagem de avanço e ainda o amanhã destruirão
De quem concede facilmente a preciosa permissão
Por bondade, comodismo, falta de informação
Ou por pura falsidade, interesse, traição

Movimento social, partido, associação
Sindicato, igreja, numa mesma empolgação
A vitória vem da força, a força da união
Em democracia se discute a melhor solução
Plebiscito nacional, todo mundo em ação
Defender seu amanhã através da votação

Promover igualdade, uma enorme evolução
Impedir que outros povos continuem a exploração
Do que está em nossas terras, clama consideração
Isso está pra lá de errado, minha amiga, meu irmão
Todo mundo pode ver, quando presta atenção
O petróleo é do Brasil é de cada cidadão

O crescimento sustentável da industrialização
As reservas gigantescas tal proeza nos trarão
Ao controle estatal digo sim com precisão
Respeitar a natureza, faço a consideração
O petróleo tem que ser nosso!, quase uma imposição
E só deve ser usado em prol da população!

* Silmara é aluna da Escola Nestor Gomes, zona rural de São Mateus. Ela foi a vencedora do Concurso de Redação promovido pelo Sindipetro-ES.

REDAÇÃO 2º LUGAR………………………………………………………………………………..

PETROBRAS: PETRÓLEO 100% BRASILEIRO

Falar em petróleo é, inevitavelmente, pensar em Petrobras (petróleo brasileiro). A fundação da Petrobras S.A., em 3 de outubro de 1953 pelo então presidente Getúlio Vargas, foi um dos acontecimentos que mais ajudaram a confirmar a identidade brasileira. Através de uma tecnologia de primeira qualidade e de métodos de pesquisa avançados, a extração e o refino do petróleo, feitos pela empresa, levaram a um crescimento constante da produção no Brasil. E, além de seu desenvolvimento técnico e econômico, a Petrobras ainda oferece programas que se preocupam com a responsabilidade social e ambiental. Por isso tudo é que a história da empresa está diretamente ligada à história da exploração de petróleo no Brasil. Grande parte da população brasileira tem a Petrobras como referência de sucesso e oportunidades. Falar nela é falar de sonhos concretizados, de empreendimentos bem sucedidos e de infinitas oportunidades de empregos e realizações.
Mas, tendo o Brasil uma empresa como a Petrobras, cuja trajetória de exploração e refino de petróleo é conhecida por todos, a campanha “O petróleo tem que ser nosso” não está sendo incoerente? Felizmente, não.
O que a maioria não sabe é que, depois de quarenta anos exercendo o trabalho com o petróleo no Brasil, a Petrobras passou a dividir a produção com empresas estrangeiras e nacionais. Foi em 1997, quando o presidente Fernando Henrique Cardoso aprovou a lei nº 9.478, que permitia que a União contratasse empresas privadas para explorar petróleo em nosso território. A partir de então, o monopólio da exploração do petróleo foi interrompido e parte da exploração brasileira é dada a particulares, nacionais e estrangeiros através de ações e leilões, regulamentados e fiscalizados pela Agência Nacional de Petróleo (ANP).
É importante ressaltar que a Petrobras possuía todo o conhecimento tecnológico e contava com funcionários capacitados, portanto, a participação das empresas particulares e estrangeiras na extração do petróleo brasileiro é somente para “engordar” o capital internacional.
Por meio dos chamados leilões, as empresas privadas de extração de petróleo têm explorado as jazidas brasileiras, repassando ao cofre nacional apenas 15% dos lucros, o que é um verdadeiro absurdo. Essa exploração barata e sem controle pode trazer sérias conseqüências para o nosso país. O risco que se corre é que o petróleo que deixamos que explorem hoje, falte para o próprio país no futuro. O Brasil, então, terá que comprar o petróleo a preços muito altos e os consumidores sofrerão duramente com o aumento do valor da gasolina, do transporte coletivo, do óleo diesel e do gás de cozinha.
Para evitar que um dia o Brasil sofra sérios prejuízos, o governo precisa, o mais rápido possível, interromper os leilões exploratórios, contribuindo para a soberania nacional. Há mais de dez anos, estamos assistindo, quietos, as riquezas nacionais serem apropriadas por valores nada dignos. E é por termos ciência das perdas que já sofremos e as que ainda podemos sofrer que temos o dever, enquanto cidadãos brasileiros, de nos mobilizar de forma organizada para somar força numa campanha que esclareça sobre a importância de se garantir a reestatização da Petrobras, ou seja, a consolidação do monopólio estatal do petróleo e o fim das concessões brasileiras, garantindo que o destino dos recursos gerados pela extração do petróleo no Brasil seja, exclusivamente, às terras brasileiras. Dessa forma, o governo poderia aumentar os investimentos em educação, saúde, segurança pública, habitação, saneamento básico, oferecendo aos municípios de todo país as condições necessárias para desenvolver projetos que contemplem a resolução de problemas sociais que tanto afetam o cotidiano da população.

São Mateus-ES, 09 de julho de 2009.

Indihane Terra Caitano
Aluna do 1º ano da Escola Estadual Santo Antônio

REDAÇÃO 3º LUGAR………………………………………………………………………………………..

O PETRÓLEO TEM QUE SER NOSSO

O petróleo, também chamado de ouro negro, é a mais importante fonte de energia do nosso país, sendo utilizado largamente no escoamento das nossas riquezas através dos mais diversos modo de transporte (rodoviário, marítimo, ferroviário e aéreo). Além disso, também é utilizado como fonte energética em algumas termelétricas movidas a óleo diesel, assim como nas indústrias petroquímicas.
Por isso, passados mais de cinqüenta anos das primeiras descobertas do petróleo no nosso país, nada mais atual do que discutir o lema “o petróleo é nosso”.
Matéria prima que move o mundo através dos seus derivados, além de uma infinitude de produtos dos mais variados, advindos da indústria da petroquímica, o petróleo também pode trazer grande desenvolvimento socioeconômico, desde que a sua exploração seja feita de forma que os benefícios cheguem corretamente à população brasileira, diferente de alguns países do Oriente Médio, onde tal produto enriquece apenas uma pequena parcela.
Considerando que as reservas deste importante produto são finitas e que o desenvolvimento do nosso país depende sempre de mais energia, o governo deve ter o compromisso e o papel de cuidar para que os interesses da nação sejam protegidos.
Uma das nossas maiores crises econômica foi justamente o primeiro choque do petróleo na década de 70, aumentando enormemente a dívida externa brasileira, o que comprometeu o crescimento do país por mais de três décadas.
Após um grande período de um capitalismo selvagem, assistimos recentemente a ruína e a quebra dos principais ícones desse sistema econômico, que concentra riquezas e renda em poucas mãos, em detrimento das regiões e países onde se encontram as principais jazidas.
Por isso, que neste momento em que são descobertas grandes jazidas nas camadas mais profundas do mar (pré-sal), esperamos que o governo brasileiro cuide para que as riquezas advindas da exploração deste recurso natural sejam utilizadas de forma a termos um desenvolvimento sustentável, com melhor qualidade de vida para as nossas futuras gerações.
Assim como no início da descoberta do petróleo, o capital estrangeiro e privado, pressionam de todas as formas, através de lobbies nas diversas instâncias, principalmente no parlamento, onde as decisões serão tomadas, para que o país abra a participação na exploração petrolífera, o que pode acarretar prejuízos à nação, se não for amplamente debatido e defendido a nossa soberania nesta área, pois o capital não tem alma, ou seja, não leva em consideração a importância estratégica dos recursos naturais, para um país em desenvolvimento. A própria crise econômica mundial atual, justifica a nossa mobilização em defesa das nossas riquezas, pois caiu por terra, a teoria do estado mínimo, pregado pelo neoliberalismo, onde as grandes organizações correm para os braços paternais do grande estado, pedindo agora proteção, ou seja, socializar apenas os prejuízos.
É histórica, a participação popular, através dos segmentos organizados (entidades, igrejas, sindicatos, etc.), principalmente dos estudantes através da União Nacional dos Estudantes – UNE, na campanha que promoveu a criação da Petrobras na década de cinqüenta e mais uma vez estaremos atentos, visando fazer valer o grito, agora atualizado “o petróleo tem que ser nosso”, pois com já diz Monteiro Lobato na década de 30: “mais sabão ou mais açúcar não influencia em nada a vida do país, mas petróleo a jorrar, influencia tremendamente, pois equivale à maior das revoluções econômicas e ao começo do Brasil de amanhã – sadio, forte, poderoso”.

São Mateus-ES, 09 de julho de 2009.

Paula Vianna Secundino
Aluna do 1º ano do Ensino Médio do Centro Educacional Charles Darwin

About these ads

29 Respostas to “Resultado Concurso de Redação sobre o Pré-sal – Sindipetro-ES”

  1. como uma pessoa que escreve certesa com S ganha uma redação em primeiro lugar???????????????????? MEUUUUUUUUUUUDEUS!

  2. Parabéns para os 3.Ficaram muito legais as redações.
    eu gostei muito,e tudo isso que vcs dizeram é verdade.
    O PETRÓLEO TEM QUE SER NOSSO.
    Parabéns.

  3. maria isabel sampaio Says:

    Adorei a redação o Petróleo tem que ser nosso, e estou estudando para uma prova amanhã estou com impressão que cairá este tema.

  4. GOSTEI MUITO DESSA REDAÇÃO. MUITO COERENTE E VERDDEIRA. PARABÉNS

  5. Silmara Carminotti Says:

    Obrigada,
    Seria um prazer.
    Lembrando que criei uma versão musical para o poema.
    Tudo vira música…rssrs
    Um abraço,
    att…
    Silmara Carminotti da Silva

  6. silmara carminotti da silva Says:

    Olá,
    Obrigada pelos elogios e também pelas críticas.Realmente as outras redações são de arrasar e talvez merecessem mais que o meu poema o tão desejado 1° lugar. Mas ressalvo que no âmbito popular essa pegada ritmica da poesia com toda certesa chamaria mais atênção da população.E é isso que quis transmitir:Paixão pelo que é nosso!!!
    Um milagre natural que espera a NOSSA decisão.
    Obrigada,
    Silmara Carminotti da Silva

  7. Fatima Fróes Says:

    As meninas estão de parabéns, principalmente pelo nível que se encontram as redações, afinal elas cursam apenas do 1º ano! As idéias foram colocadas com muita clareza e elegância.
    Saibam que escrever não é uma tarefa fácil, mesmo para quem tem facilidade…
    P A R A B É N S outra vez! Vocês são merecedoras…

  8. PAULO MARTINS Says:

    Gostei por que tirei minhas duvidas que tinha a respeito do pré-sal. Obrigado

  9. “As meninas de Ouro” estão mais do que de parabéns, estão além de tudo antenadas e com opiniões formadas a respeito de um assunto delicado e importante para nossas vidas, nosso país, o futuro da nação!

    Li cada uma recação e não só apredi como também apreciei cada uma e em especial a última foi bastante elucidativa, continuem assim, pois vcs no meu conceito, são as meninas de Ouro!!

  10. Bem gostei muito da segunda redação na minha opinião muito superior a q ficou primeiro lugar, bem se aki no meu estado cair esse tema no vestibula ja sei o que escreve um abraso … tudo de bom ….

  11. Alunas do 1m02 Says:

    Indihane terra é aluna do 1 m02 da escola Santo Antonio de são mateus.
    Redação dela foi excelente ela soube abordar os pontos mais importantes do que é o petroleo para nós.
    ficou ótima ela mereceu ganhar uma bolsa na faculdade mais importante
    do es Unisam.

  12. as redações estão lindas, e muito informativas. A primeira é uma poesia, mas está muito boa. Parabéns!!!!!!!!!!!

  13. muito bom me ajudou bastante.
    conyinuem assim!!!

  14. muito bom me ajudou bastante.
    continuen assim!!!

  15. Parabéns para todos que participaram do concurso, realmente as redações estão muito boas.E o melhor de tudo é que esses textos esclarecem muita coisas, que até eu mesma nunca tinha ouvido falar.

  16. Isabel Santana Says:

    Achei que a redaçaõ que ficou em segundo lugar merecia o primeiro, a que ficou em primeiro parece versos e não uma redação, porém parabéns pela iniciativa.

  17. Sou um concurseiro e gostei muito da redação que ficou em segundo lugar – me ajudou muito – na minha opinião deveria ter ficado em primeiro. Parabéns Indihane

  18. marcelo cerqueira Says:

    Olha jovens educadores, vcs estao de premira mao, pos adorei a redaçao ,eu no momento sou um pouquinho fraco em redaçao mas estou tendo o pouco de dificuldade de relacionar os desenvolvimento, e preciso treinar muito para garati minha vaga na universsidade, mas valeu, a premeira foi nota dez….

  19. gostaria de receber redaçoes sobre pre sal
    com no maximo 30 linhas.

  20. espero que o brasil saiba usar esta “galinha de ovos de ouro”espero que pela frente tenham uma boa olitica ambiental,pois quero daqui a 50 anos ver aves e plantas como vejo hoje.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 229 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: